TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Que Forma A Inclusão De Educação Ambiental Nos Mais Baixos níveis Escolares Pode Auxiliar No Desenvolvimento De Uma Sociedade Melhor Para O Futuro.

Pesquisas Acadêmicas: Que Forma A Inclusão De Educação Ambiental Nos Mais Baixos níveis Escolares Pode Auxiliar No Desenvolvimento De Uma Sociedade Melhor Para O Futuro.. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  26/9/2014  •  1.114 Palavras (5 Páginas)  •  735 Visualizações

Página 1 de 5

Que forma a inclusão de educação ambiental nos mais baixos níveis escolares pode auxiliar no desenvolvimento de uma sociedade melhor para o futuro.

Todas as formas de conhecimentos são válidas para um crescimento do ser humano. Mas o mais importante é observar que especificamente a educação ambiental torna não só a vida do indivíduo melhor, assim como também a vida de outras pessoas como as futuras gerações que possam vir a se beneficiar disto.

No Brasil, como é bem observado a educação em geral não é bem vista como prioridade, mesmo porque isso não tem nenhum interesse político, dependendo muitas vezes única e exclusivamente do bom senso e força de vontade de muitos professores que venham a acrescentar em muito na vida de criança de regiões extremamente carentes.

O maior benefício de ter uma educação ambiental mesmo nos mais níveis baixos escolares e que pode haver mudanças significativas para que se tenha um mundo melhor, além do que pode ser uma forma de prevenir doenças e cuidar daquilo ao qual pertence a todos, que é preservar o meio em que vivemos independentes da classe social, cor, raça, comunidade, estado, município... Todos são e fazem parte de um grande organismo vivo que é o planeta terra.

A educação para o desenvolvimento sustentável permite a todo ser humano adquirir conhecimento, habilidades, atitudes e valores necessários para formar um futuro sustentável. A escala e a diversidade de seus recursos naturais fazem do Brasil um país de importância em termos da preservação ambiental e do desenvolvimento sustentável.

É preciso que haja um esforço governamental ou de gestores de ordem pública para que isso possa ser efetuado em escala nacional, estadual e municipal para o ensino se tornar prioridade e principalmente o ensino ambiental. Mesmo porque o amanhã poderá ser tarde demais pois os recursos naturais não são inesgotáveis. Diante disso precisamos de uma:

Construção do Sistema Nacional de Educação – Promover maior articulação entre União, Estados e municípios, definindo-se suas atribuições e responsabilidades para superar as diferenças na distribuição de recursos entre as regiões, ao mesmo tempo em que se reconheçam as diversidades que devem serrespeitadas no processo pedagógico.

Educação como prioridade política e orçamentária – É preciso assegurar investimentos que aprimorem o ensino no país e a ampliação dos valores per capita anual investidos por aluno, adotando assim as referências sugeridas pelos estudos sobre o Custo Aluno-Qualidade.

Novos conhecimentos – É preciso reorientar o conhecimento e os modos de organização da escola e as demais instâncias educadoras da sociedade, considerando-se como eixos centrais: a educação científica, as questões socioambientais, a diversidade cultural e as tecnologias digitais, que se tornam cada vez mais dinâmicas por meio das redes sociais.

Atenção à primeira infância articulada com as áreas de educação, saúde e assistência social. Apoiar a ampliação de creches com instalações apropriadas, condições básicas de higiene e profissionais qualificados, para que as mulheres possam trabalhar com tranquilidade. Garantir qualidade nas creches públicas com congestão comunitária, assegurando supervisão com o intuito de prover funcionamento e educação adequados. Integrar as políticas de atendimento à primeira infância aos programas de apoio à família com transferência de renda e capacitação relativa aos cuidados de saúde e ao desenvolvimento físico, cognitivo e emocional das crianças feito por agentes comunitários. Melhoria da qualidade da educação básica de modo a garantir as aprendizagens de todos os alunos na idade correta – A qualidade da educação passa pela valorização do professor, priorizando-se sua formação inicial e continuada e também pelo estabelecimento de planos de carreira e salários dignos. Com o objetivo de se garantir que os professores se apropriem de novas bases curriculares e das tecnologias digitais, é importante a realização de um pacto educacional para o estabelecimento de parcerias com todos os segmentos sociais e especialmente com as universidades públicas e privadas para que o redirecionamento da formação dos professores responda aos novos desafios da sociedade.

Valorização dos profissionais de educação – Garantir a mudança do quadro atual da educação, que deve passar por um resgate do reconhecimento e respeito da importância social dos profissionais da educação, envolvendo não só gestores, diretores, professores, mas também bibliotecários inspetores e serventes.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.6 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com