TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Tecnologia Da Informação E Biblioteconomia: A Interdisciplinaridade Duranteo Processo De Desenvolvimento De Softwares Para Gerenciamento Deacervo Bibliográfico De Bibliotecas E Centros De Documentação

Por:   •  3/6/2013  •  1.029 Palavras (5 Páginas)  •  702 Visualizações

Página 1 de 5

RESUMO

ALMEIDA, Alessandra de Souza.

Tecnologia da Informação eBiblioteconomia:

a interdisciplinaridade durante o processo de desenvolvimentode softwares para gerenciamento de acervo bibliográfico de bibliotecas e centrosde documentação. Orientador: José Antonio Gameiro Salles. Rio de Janeiro:UNISUAM, 2007.

Apresenta reflexões acerca da participação do bibliotecário no desenvolvimentode software para gerenciamento de acervo bibliográfico de bibliotecas e centrosde documentação. Questiona como pode ser desenvolvido um trabalhointerdisciplinar entre a Biblioteconomia e a Tecnologia da Informação (TI); qual é opapel do bibliotecário no desenvolvimento de sistema de informação e quais asconsiderações que o bibliotecário pode ou deve fazer para o desenvolvimento deum sistema (software) de qualidade. Ressalta alguns pontos a respeito daimportância do sistema gerenciamento de biblioteca e aponta o que a evoluçãotecnológica trouxe para a biblioteca. Aborda alguns conceitos básicos comosistemas de gerenciamento de bibliotecas, software, engenharia de software eengenharia de requisitos. Analisa os principais processos no desenvolvimento desoftware e os principais participantes neste contexto. Identifica ainterdisciplinaridade entre Biblioteconomia a Tecnologia da informação. Ressaltaa importância dos bibliotecários no processo de desenvolvimento do softwarepara gerenciamento de bibliotecas.

Palavras-chave:

Engenharia de Software, Processo de desenvolvimento desoftware,

Sistema de gerenciamento de bibliotecas, Informatização de bibliotecas,

Perfil do bibliotecário, Analista de Sistemas.

1 INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem por finalidade apresentar algumas reflexões

sobre a influência dos avanços tecnológicos no funcionamento das bibliotecas

e serviços de informação, bem como o papel do bibliotecário neste processo.

A visão tradicional que temos relativo às bibliotecas é a de que tais

instituições são apenas locais em que se guardam livros.

As atividades/serviços desenvolvidas na biblioteca eram feitas de

forma manual e, devido a isso, havia uma demora na recuperação da

informação. Logo, para se obter uma informação sobre determinado assunto, o

usuário tinha que ir à biblioteca pessoalmente e procurar a informação

necessitada utilizando-se de um catálogo manual – um processo lento e falível.

Atualmente, utilizando-se de avanços tecnológicos, tais como a

automação, vemos a biblioteca de maneira mais abrangente: como todo

espaço (concreto, virtual ou híbrido) destinado a uma coleção de informações

de quaisquer tipos, sejam escritas em folhas de papel (monografias,

enciclopédias, dicionários, manuais, etc) ou ainda digitalizadas e armazenadas

em outros tipos de suportes, tais como cd’s, fitas, VHS, DVD's e bancos de

dados – o que veio a proporcionar a eficácia do sistema.

Dessa forma, a visão tradicional da biblioteca foi revista e trabalhada

de acordo com as tecnologias disponíveis, a fim de melhor atender o seu

usuário e cumprir o seu principal papel: disseminar a informação com eficiência

e eficácia.

As informações estão disponíveis quase que em tempo real, e o

usuário já tem acesso à informação sem sair de casa, através dos catálogos

on-line. As bibliotecas estão, a cada dia, tornando-se mais dependentes de

seus sistemas de informação para gerar serviços com qualidade para seus

usuários.

2

Os avanços tecnológicos têm provocado mudanças significativas

dentro das bibliotecas: cada vez mais há investimentos em sistemas de

informação e aquisição de bases de dados para acompanhar os avanços. A

tecnologia da informação é utilizada de forma estratégica e transformadora,

para que se possa prestar os serviços aos usuários com eficiência e eficácia.

A modernização das bibliotecas tem se baseado na escolha entre

adquirir um sistema pronto ou construir “em casa” seu próprio sistema de

gerenciamento. Em ambos os casos é uma das responsabilidades do

bibliotecário a escolha da melhor solução.

1.1 Justificativa

A escolha do tema – “Tecnologia da Informação e Biblioteconomia: a

interdisciplinaridade durante o processo de desenvolvimento de softwares para

gerenciamento de acervo bibliográfico de bibliotecas e centros de

documentação” – surgiu do interesse pessoal em conhecer melhor o papel do

profissional bibliotecário frente ao processo de construção de um software de

gerenciamento de bibliotecas.

É nesta perspectiva que me proponho investigar a

interdisciplinaridade entre o profissional de tecnologia da informação e o

bibliotecário neste processo, observando se realmente o bibliotecário tornou-se

um bom interlocutor junto aos analistas para expressar suas necessidades, e

obter destes os recursos tecnológicos aplicados, para viabilizar o cumprimento

de sua missão, que é disponibilizar e facilitar aos usuários o acesso à

informação.

Outro fator que me incentivou a avançar com este tema foi o fato de

que na literatura sobre desenvolvimento e implantação de sistemas de

3

informação, existem poucas referências com enfoque na participação do

bibliotecário.

1.2 Problematização

Esse novo paradigma de biblioteca vem levantar uma nova reflexão

sobre o papel do bibliotecário: como pode ser desenvolvido um trabalho

interdisciplinar entre a Biblioteconomia e a Tecnologia da Informação (TI)? Qual

é o papel do bibliotecário no desenvolvimento de sistema de informação?

Quais as considerações que o bibliotecário pode ou deve fazer para o

desenvolvimento de um sistema (software) de qualidade?

1.3 Hipótese

Há pouca interação entre o profissional da informação (Bibliotecário)

e o profissional de TI, devido à dificuldade na comunicação entre esses

profissionais durante o processo de desenvolvimento de um software.

A ausência de conhecimento específico dos profissionais de TI no

que diz respeito ao funcionamento da biblioteca, tais como os procedimentos

de organização e administração, dificultam a compreensão das necessidades

que os bibliotecários demandam de um software. Em contra partida, há pouca

instrução do bibliotecário na área da TI, principalmente no que diz respeito à

fundamentação matemática e computacional, impedindo que o mesmo

compartilhe da linguagem específica do setor, inibindo sua participação de

forma mais intensa em relação ao desenvolvimento do software.

4

1.4 Objetivos

1.4.1 Objetivo Geral

Discutir a participação do bibliotecário no desenvolvimento de

software para gerenciamento de acervo bibliográfico de bibliotecas e centros de

documentação.

1.4.2 Objetivos Específicos

 Identificar os principais participantes no processo de

desenvolvimento dos sistemas e definir seus papéis;

 Delinear os passos fundamentais deste processo;

 Identificar a necessidade da participação do bibliotecário;

 Refletir o papel do bibliotecário como patrocinador e como

usuário do desenvolvimento do software;

 Identificar a interdisciplinaridade entre Biblioteconomia e

Tecnologia da informação;

1.5 Metodologia

O presente trabalho será desenvolvido através de pesquisa

bibliográfica com a revisão da literatura adequada para o estudo.

Para isto, será feito um levantamento da produção científica tanto da

área de Sistema de Informação e Biblioteconomia, quanto nas áreas afins, que

5

traçam um panorama sobre desenvolvimento de software e a participação do

Bibliotecário neste contexto.

Para finalizar, será feita uma análise teórica, crítica e reflexiva do

tema. Esta análise irá se restringir ao estudo da interdisciplinaridade entre o

analista e o bibliotecário no processo de desenvolver softwares para biblioteca.

1.6 Organização do Trabalho

Para entender os objetivos propostos, o trabalho está estruturado da

seguinte maneira:

Na primeira parte, aborda-se o significado e a importância do

sistema de biblioteca para o indivíduo e para a sociedade. Procura demonstrar

também, o que a evolução tecnológica trouxe para a biblioteca.

Na segunda parte, realizou-se um levantamento bibliográfico dos

quesitos necessários para a construção de um software.

Já a terceira parte, trata-se a interdisciplinaridade entre o

bibliotecário e o analista no processo de desenvolvimento de software.

Então iniciaremos nossa leitura.

...

Baixar como  txt (8.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »