TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Trabalho Estudos Disciplinares

Por:   •  8/10/2014  •  2.167 Palavras (9 Páginas)  •  2.937 Visualizações

Página 1 de 9

1) O triunfo do sistema Toyota de produção

A segunda metade do século XX marcou uma grande revolução na indústria mundial. Enquanto o Japão agonizava no pós-guerra, a fabricante de automóveis Toyota criava um dos sistemas de produção mais inovadores de todos os tempos. O sistema Toyota de produção apresentou-se como uma alternativa mais eficiente ao modelo fordista de produção, que explorava as vantagens de produção em série. O modelo toyotista consiste numa produção e cadeia de suprimentos enxuta, flexível e altamente terceirizada, que prevê a eliminação quase total dos estoques e a busca constante pela agilização do processo produtivo. Ao longo dos anos esse modelo vem sendo adotado por várias empresas no mundo, das quais se destacam a Boeing e a Microsoft, sendo reconhecido como um padrão de excelência único no mundo.

.....

A logística é a palavra-chave que traduz a eficiência do sistema Toyota de produção. Aprimorado a partir da necessidade do período de pós-guerra, quando a empresa não tinha espaço nem recursos para armazenar estoques, a empresa optou por uma estreita ligação com os fornecedores. Sem armazenar peças e componentes, a companhia precisava receber o item certo na hora certa, para que todo o processo produtivo não fosse comprometido. Por ano, a Toyota economiza mais de US$ 100 milhões em custos financeiros decorrentes de sua inteligência logística.

Fonte: Sobral & Peci (2013). Administração: teoria e prática no contexto brasileiro

O sistema logístico e produtivo evidenciado no texto acima é:

A. Seis Sigma.

B. TQM - Total Quality Management.

C. MRP – Material Resouce Planning.

D. Just in Time.

E. CEP - Controle Estatístico de Processos.

Justificativa: Sistema Toyota de Produção tem como base a eliminação dos desperdícios e está sustentado por dois pilares: o just-in-time (JIT) e a autonomação.

2) Qualquer operação produtiva envolve os processos de INPUT, TRANSFORMAÇÃO e OUTPUT. Os recursos de entrada (INPUT) para um processo de transformação podem ser classificados em: recursos de entrada a serem transformados e recursos de entrada de transformação. Operações produtivas ocorrem tanto em organizações produtoras de bens materiais, quanto naquelas prestadoras de serviços, como por exemplo, um hospital. Um hospital que tem por objetivo restabelecer a saúde de pessoas moradoras em uma localidade.

Considere as seguintes afirmações sobre a operação produtiva de um hospital:

I. O hospital por ser uma entidade prestadora de serviços não possui recursos a serem transformados

II. Médicos, enfermeiras e atendentes são recursos de transformação

III. Pacientes para consulta e pacientes para internação são recursos a serem transformados

IV. Enfermeiras e material para assepsia são recursos a serem transformados

V. Ambulância, instrumentos cirúrgicos e leitos hospitalares são recursos de transformação

VI. Pacientes para consulta, médicos e enfermeiras são recursos de transformação

São afirmações corretas:

A. II, IV e V.

B. I, V e VI.

C. I, II e V

D. III, V e VI.

E. II, III e V.

Justificativa: Os inputs são os médicos, enfermeira, atendentes. As consultas e internações de pacientes fazem parte do processo de transformação e os equipamentos, leitos, ambulâncias são input.

3) Nigel Slack define 5 objetivos de desempenho para a função operação. São eles: objetivo QUALIDADE, objetivo RAPIDEZ, objetivo CONFIABILIDADE, objetivo FLEXIBILIDADE, e objetivo CUSTO. Analise as situações produtivas abaixo descritas, comparando-as com os objetivos de desempenho definidos por Slack:

a) Alfaiataria Ramos: há quase 50 anos no mercado de alfaiataria, se destaca na produção de exclusivos ternos masculinos sob medida. Jorge, atual proprietário, afirma que sua empresa jamais atrasou a entrega de alguma encomenda particular, sendo um ponto de honra a cumprir por ele e todos os colaboradores da empresa. Isto destaca sua empresa diante dos concorrentes tendo em vista que seu preço está na média do mercado.

b) Plásticos JM Ltda.: produtora de mangueiras plásticas, conduítes e condutores utilizados em jardinagem e construção civil. Enfrenta sazonalidade muito grande de pedidos e sua área produtiva está adaptada a absorver significativas variações de prazos e volume por produto, sendo esta a principal vantagem competitiva que possui. Seus colaboradores estão adaptados e treinados em diversas funções produtivas, facilitando o atendimento as constantes mudanças nos pedidos.

Respectivamente, as empresas Plásticos JM Ltda. e Alfaiataria Ramos possuem excelência nos seguintes objetivos de desempenho:

A. Custo e Confiabilidade.

B. Confiabilidade e Flexibilidade.

C. Rapidez e Confiabilidade.

D. Custo e Flexibilidade.

E. Rapidez e Flexibilidade.

Justificativa: A empresa JM mostra seu diferencial na agilidade para confecção e entrega dos pedidos e a Alfaiataria demonstra extrema confiabilidade.

4) Analise a seguinte boa prática de gestão promovida pela TAM e disponível no Banco de Boas Práticas do site da FNQ (Consulta em 12/07/2012):

Título da Prática Bagagem Fantasma

Empresa TAM LINHAS AEREAS – São Paulo

Fundamento Excelência Orientação por processos e informações

Descrição da prática Uma bagagem com etiqueta incorreta de identificação é infiltrada na operação do aeroporto.

O gestor da qualidade do aeroporto coloca uma bagagem etiquetada erroneamente pelo check in nas carretas que fazem o transporte até a aeronave sem que a equipe saiba do teste. O gestor monitora e acompanha o trabalho da equipe até que o erro seja percebido e corrigido. Após o teste é realizado um briefing relacionado ao tema e parabenizando o colaborador que encontrou o erro na bagagem infiltrada. Se o erro demorou a ser corrigido a equipe é convidada a pensar em maneiras de melhorarmos o processo para que bagagens como aquela possam ser rapidamente identificadas pelos colaboradores.

Ativo Sim

Com ela, podemos afirmar que a TAM objetiva excelência, de forma direta, em qual objetivo de desempenho?

A. Qualidade.

B. Custo.

C. Rapidez.

D. Confiabilidade.

E. Flexibilidade.

Justificativa: A empresa com essa atitude demonstra extremo interesse em manter a qualidade dos serviços prestados.

5) Cabe a gestão de operações as responsabilidades de projetar tanto os produtos a serem comercializados ou os serviços a serem prestados, quanto os processos produtivos que irão viabilizá-los. Assim, os projetistas de uma organização devem realizar projetos esteticamente agradáveis que atendam as expectativas dos consumidores, que apresentem bom desempenho, qualidade e confiabilidade. Além disso, deve-se considerar que a produção seja viabilizada de forma fácil e rápida, com os recursos disponíveis na organização. Considere as seguintes afirmações sobre a atividade de projetar produtos e processos:

I. Os processos devem ser projetados de forma que resultem em uma produção flexível, que produza todos os produtos ou serviços lançados pela organização;

II. O projeto dos processos ocorre em momento posterior ao projeto do produto, buscando adaptar todos os recursos disponíveis ao novo produto/serviço;

III. Os produtos e serviços devem ser projetados a fim de que possam ser produzidos eficientemente;

IV. Decisões tomadas durante o projeto dos processos produtivos poderão ocasionar impactos sobre o projeto do produto ou serviço, exigindo possíveis adaptações nos mesmos;

As afirmações corretas são:

A. I, II e III.

B. II, III e IV.

C. I, III e IV.

D. I e III.

E. III e IV.

Justificativa: A gestão tem como finalidade assegurar a execução de objetivos da empresa através da utilização integrada de recursos A gestão da produção ou das operações define e aplica os procedimentos necessários à transformação de materiais, informação e conhecimento em produtos e serviços, acrescentando-lhes valor, utilizando os recursos disponíveis num horizonte temporal pré-determinado.

6) Uma decisão estratégica no planejamento do sistema de operações é planejar o arranjo físico ou o lay-out. Este processo envolve decisões sobre como organizar as instalações, considerando o posicionamento e a localização de máquinas e equipamentos, estações de trabalho, áreas de atendimento aos clientes, áreas de armazenagem de materiais, banheiros, refeitórios, escritórios, salas de reunião, bem como a definição dos fluxos de materiais, informações e de pessoas nas instalações.

O principal objetivo do planejamento de lay-out é permitir que trabalhadores e equipamentos operem de maneira eficiente e eficaz, minimizando o desperdício de materiais e tornando os arranjos físicos mais seguros, atraentes e acessíveis para funcionários e consumidores. Assim, busca-se simplificar o fluxo de informação, de materiais ou pessoas pela organização, melhorando a produtividade e facilitando o processo de comunicação e coordenação das atividades desenvolvidas.

A escolha do layout deve levar em consideração o planejamento dos processos de produção. Na medida em que esses processos definem como o produto será produzido, o arranjo fisico será uma extensão das decisões relativas a ele.

Fonte: Sobral & Peci (2013).

Imagine uma organização metalúrgica que pretende melhorar o fluxo produtivo dos materiais transformados e para isso verifica a necessidade de alterar o lay-out de seu ambiente produtivo.

Considere as seguintes afirmações sobre esta necessidade:

I. Adequações de arranjo físico são frequentemente atividades fáceis e de rápida duração, pouco atrapalhando o andamento do processo produtivo, devendo ser efetuadas com urgência.

II. Uma metalúrgica utiliza normalmente um processo de manufatura do tipo “serviços de massa” e assim deve adequar seu lay-out para o arranjo físico por produto

III. Por se tratar de uma metalúrgica e envolver basicamente movimentação de máquinas, o tipo de processo utilizado é pouco importante, dispensando o projeto detalhado.

IV. Os materiais a serem trabalhados em uma metalúrgica podem ser separados em famílias de peças que possuem processos de fabricação idênticos ou muito similares, indicando neste caso o uso do arranjo físico celular.

São incorretas as seguintes afirmações:

A. I, II e III.

B. II, III e IV.

C. I, III e IV.

D. I e III

E. III e IV.

7) A figura a seguir representa o arranjo físico de uma serraria, e as etapas relativas à produção de carteiras escolares, um dos produtos fornecidos pela organização

O arranjo físico da serraria, segundo as definições de Slack:

A. É do tipo misto pois utiliza ambientes específicos para cada tipo de operação como serragem, montagem, pintura, etc.

B. É do tipo por especialidade em vista dos ambientes se adequarem a cada tipo de produto confeccionado,

C. Corresponde ao arranjo físico por produto em vista de cada ambiente existente em seu layout ser destinado a produzir um produto específico.

D. É posicional pois os recursos que estão sendo transformados não se movem, enquanto todos os recursos de transformação devem se mover para a região onde está sendo feito o processo de produção.

E. Corresponde ao arranjo físico por processo em vista das diversas atividades de serraria estarem separadas com recursos de transformação adequados para sua realização.

8) Terceirizar ou não? Esta é uma dúvida comum nos projetos de operações produtivas. Hoje, as organizações procuram cada vez mais se especializar, fazendo aquilo que dominam, seu “core business” ou negócio principal, deixando para terceiros atividades que, apesar de importantes, não fazem parte do negócio principal da organização. Um exemplo ocorre com as grandes empresas produtoras de bebidas como cervejas e refrigerantes (Ambev, Pepsico, Femsa Spal, etc), que decidiram terceirizar a distribuição ou a entrega dos produtos aos pontos de venda. Possuem contratos com uma rede enorme de empresas distribuidoras que, com veículos estilizados, percorrem as estradas, ruas e avenidas de nossas cidades, abastecendo bares, padarias, supermercados e restaurantes. É sabido que todas as organizações fazem parte de uma rede de operações que envolve, além dela, fornecedores, distribuidores e clientes em várias camadas.

Quanto às operações produtivas de uma organização, indique a alternativa incorreta

A. Sua gestão depende da influência da rede de operações.

B. Seu projeto deve decidir que operações da rede a organização vai executar, tomando uma decisão de integração vertical.

C. Seu projeto deve considerar a localização das operações produtivas de todas as empresas envolvidas na rede de operações.

D. Seu projeto deve focar especificamente as técnicas e as tecnologias envolvidas na transformação do produto.

E. A gestão da capacidade produtiva das empresas componentes da rede de operações que a empresa se situa influencia diretamente na estratégia das operações produtivas.

9) Nigel Slack definir 4 possíveis tipos de planejamento e controle para atender às diferentes demandas. São eles:

I. Fazer-para-estoque: a organização possui estoque de produtos prontos

II. Obter recursos-contra-pedido: a organização executa todo o processo a partir dos pedidos de vendas, inclusive a compra de matérias-primas

III. Fazer-parcialmente-para-estoque: a organização possui estoque de produtos semi-acabados e são completados a partir dos pedidos de venda

IV. Fazer-contra-pedido: a organização possui estoque de matérias-primas e comanda a produção a partir dos pedidos de vendas

Considere as seguintes operações diante dos tipos de planejamento e controle definidos por Slack:

I. Uma funilaria de veículos: determina-se o problema de cada veículo, compra-se as peças necessárias para troca e procede-se o conserto.

II. Uma alfaiataria de pronta-entrega: estoca vários tipos, cores e tamanhos de ternos. Os alfaiates ajustam as medidas de cintura, barra, ombro, em até 1 hora após o cliente experimentar a roupa.

III. Uma lanchonete a la carte: os lanches são produzidos a partir dos pedidos dos clientes.

Indique a afirmativa correta:

A. A funilaria atua no tipo fazer-contra-pedido e a lanchonete no tipo obter recursos-contra-pedido.

B. A alfaiataria atua no tipo fazer-parcialmente-para-estoque e a funilaria no tipo obter recursos-contra-pedido.

C. A lanchonete e a funilaria atuam no tipo fazer-contra-pedido.

D. A lanchonete e a alfaiataria atuam no tipo fazer-contra-pedido.

E. A funilaria atua no tipo obter recursos-contra-pedido e a lanchonete no tipo fazer-para-estoque.

Justificativa: A funilaria executa todo o processo a partir dos pedidos de vendas, inclusive a compra de matérias-primas e a lanchonete já tem o estoque da matéria prima e comanda a produção a partir de pedidos dos clientes.

10) Considere um setor produtivo de uma confecção de roupas que possui um processo composto por três atividades. A matéria prima passa percorre as operações A, B e C, nesta ordem, para produzir uma peça pronta. As operações, equipamentos utilizados e desempenhos são mostrados na tabela a seguir:

Operação Equipamento utilizado na operação Desempenho de 1 equipamento utilizado na operação

A Ax 12 peças/hora

B Bx 18 peças/hora

C Cx 9 peças/hora

A programação da produção determinou a produção diária de 960 peças prontas.

Assinale o número de equipamentos que deverão ser alocados em cada operação, de forma a atender a programação diária em um turno de 8 horas, de forma que a ociosidade dos equipamentos seja mínima, sem produzir estoques intermediários entre as operações.

Considere a não ocorrência de quebra de equipamentos, falta de mão-de-obra e outras inoperâncias produtivas.

A. 10 Ax, 8 Bx e 15 Cx.

B. 8 Ax, 10 Bx e 12 Cx.

C. 10 Ax, 5 Bx e 12 Cx.

D. 9 Ax, 12 Bx e 15 Cx.

E. 10 Ax, 7 Bx e 14 Cx.

...

Baixar como  txt (15.8 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »