TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Tratamento De Efluentes Com A Cinza Da Casca De Arroz

Por:   •  3/4/2013  •  477 Palavras (2 Páginas)  •  794 Visualizações

Página 1 de 2

A utilização cada vez maior dos recursos hídricos tem resultado em problemas, não só de escassez dos mesmos, como também na degradação da sua qualidade, como apresentado por Braga et al. (2005) e Mota (2006). Os esgotos das cidades, os resíduos industriais, os depósitos de lixo, as substâncias químicas utilizadas na agricultura e o desmatamento contribuem para a deterioração da qualidade de um corpo d’água.

Braga et al. (2005) explicam que os esgotos domésticos são originários predominantemente das habitações, sendo provenientes de instalações sanitárias, lavagens de utensílios domésticos, pias, banheiros, lavagens de roupas e outros domiciliares.

Os métodos para o tratamento de efluentes domésticos e industriais são descritos por von Sperling (1995), Braga et al. (2005) e Mota (2006), sendo que podem envolver processos físicos e/ou químicos e biológicos, como oxidação, troca iônica, adsorção por carvão ativado, separação por membrana, processos biológicos, eletroquímicos, fotoquímicos, neutralização/precipitação química, etc.

Foust et al. (1982) apresentaram que os procedimentos baseados na adsorção têm a vantagem de ser versáteis e acessíveis, entretanto o material adsorvente pode encarecer o processo. Além disso, muitos adsorventes não podem ser reutilizados e acabam se tornando outra forma de resíduo. No sentido de reduzir gastos e ampliar a utilização destes processos pela indústria, fontes alternativas de sorção têm sido investigadas, como os denominados biossorventes, os quais são adsorventes eficientes e de baixo custo.

O emprego de biossorventes torna-se ainda mais relevante quando são derivados de resíduos agroindustriais segundo Pelizer et al. (2007), os quais dependendo do volume produzido se tornam um problema ambiental. Um exemplo é a casca de arroz que tem se destacado como potencial biossorvente.

A casca de arroz apresenta as vantagens de estar disponível em abundância na região do Pampa, baixo custo, facilidade de obtenção, estrutura granular, insolubilidade em água e estabilidade química. A casca de arroz foi utilizada por Pinheiro e Gaidzinski (2009) e Mimura et al. (2010) como biossorvente na forma in natura. Esta biomassa pode ainda ser usada na forma de cinza, como demonstrado por Akhtar et al. (2010) e El-Shafey (2010), portanto, o presente trabalho vem ao auxílio da minimização da questão da poluição por descarte de efluentes líquidos não tratados, e ainda, propõe um destino nobre a um rejeito da indústria.

Neste trabalho foram investigadas a casca de arroz e sua cinza obtida por queima a diferentes temperaturas (150, 400, 600 e 1000ºC) como materiais adsorventes para o tratamento de esgoto doméstico. O esgoto coletado foi decantado para a retirada de sólidos grosseiros, caracterizado, misturado às biomassas, agitado, peneirado, e novamente caracterizado. Investiga-se um emprego

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.2 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com