TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A AMÉRICA LATINA EM DIÁRIO DE MOTOCICLETA

Por:   •  1/10/2015  •  Bibliografia  •  7.058 Palavras (29 Páginas)  •  121 Visualizações

Página 1 de 29

A AMÉRICA LATINA EM DIÁRIO DE MOTOCICLETA,  DE WALTER

SALLES E O GÊNERO ROAD  MOVIE

Prof. Dr. Gerson Roberto Neumann

UFRGS

Resumo: Ernesto Che Guevara percorreu a América Latina duas vezes e com isso quis conhecer sua terra e seu povo. Da segunda viagem resultou o livro De moto pela América do Sul. Diário de Viagem, o qual serviu de base para a produção do filme Diário de Motocicleta, do diretor Walter Salles. No presente artigo, pretende-se trazer à discussão a questão do gênero Road Movie, estabelecendo um diálogo entre o texto literário e a produção fílmica. Na discussão em torno dos gêneros será observado como o “estar em movimento” acaba por trans-formar o ser que se encontra em estado de “movimento.”

Abstract: Ernesto Che Guevara traveled through Latin America twice and he wanted to know his land and his people. The second trip resulted in the book By motorcycle through South America. Travel Jour- nal, which served as the basis for the production of the film The Motorcycle Diary, from director Walter Salles. In this article, we intend to bring to the discussion the issue of the gender Road Movie, establish- ing a dialogue between literary text and film production. In the discussion of the genres it will be noted how “being in motion” turns out to trans-form the being that is in a state of “motion.”

Resümee: Ernesto Che Guevara hat zweimal Lateinamerika bereist und damit wollte er sein Land und dessen Bewohner näher kennen lernen. Aus der zweiten Reise entstand das Buch De moto pela América do Sul. Diário de Viagem [Latinoamericana. Tagebuch einer Motorradreise 1951/52], das als Vorlage für die Produktion  des Filmes Diário de Motocicleta, vom Regisseur Walter Salles diente. In diesem Beitrag möchte man den Begriff des Road Movie als Genre in die Diskussion bringen, indem man den literaris- chen Text und die filmische Produktion diskutiert. Im Gespräch um das Thema soll betrachtet werden wie der Begriff des “In-Bewegung-Sein”  den sich “bewegenden” ver-ändert.


INTRODUÇÃO

Conhecer o mundo na estrada ou sempre a caminho, já foi há tempos a motivação para muitos deixarem para trás o seu locus amoenus  com o objetivo de enfrentar novas realidades e de buscar novas experiências. Exemplos de tais empreitadas há vários, desde as viagens de iniciação ou de formação, tematizadas nas narrativas homéricas, assim como as narrativas de viajantes e desbravadores de regiões até então desconhecidas.  São diversas as formas adotadas para percorrer trajetos e depois narrar as aventuras e compartilhar as descobertas realizadas às demais pessoas. São viagens a pé, a cavalo, de navio, atravessando mares e oceanos, de trem, carro, moto, entre outras tantas formas. Essa forma de viajar e conhecer o até então desconhecido pode ser realizada de forma isolada, em dupla ou ainda em pequenos grupos.

Com o presente texto, pretende-se transitar pela obra de um conhecido diretor de ci- nema brasileiro pela produção de f ilmes do gênero Road Movie. Trata-se de Walter Salles, conhecido também pelos f ilmes Terra Estrangeira (este em co-direção com Daniela Tho- mas) e Central do Brasil. Depois desses dois f ilmes, Diários de Motocicleta, produção de Sal- les do gênero, alcançou grande êxito por narrar a trajetória de Ernesto “Che” Guevara antes de sua atividade abertamente revolucionária. Segundo o próprio Walter Salles, como base para o f ilme tomou-se o livro De moto pela América do Sul. Diário de Viagem, de Ernesto Che Guevara. Aqui se pretende trabalhar especif icamente o f ilme Diários de Motocicleta, sendo que sua outra produção, acima citada, servirá de material complementar que permite uma melhor compreensão da obra do diretor.

Para a presente análise será usado, para tal, também o livro de Ernesto Guevara para que se possa confrontar a transformação que ocorre na personagem Guevara ao longo do f ilme com a transformação presente no seu próprio relato. Com isso pretende-se, além de observar a transformação da personagem principal nas duas fontes, averiguar até que ponto o diretor se manteve f iel ao diário de viagem de Ernesto Guevara. Visto que uma das ca- racterísticas de um f ilme Road Movie é a transformação interior da pessoa a partir do seu confronto com o exterior, fora do seu meio, com o estranho, esse aspecto será observado de forma mais específ ica. O confronto da própria realidade com a estranha geralmente resulta em comparações por parte das pessoas que estão na estrada e com isso ocorre a elaboração e interpretação de si mesma.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (44.1 Kb)   pdf (411 Kb)   docx (37.6 Kb)  
Continuar por mais 28 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com