TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Cultura Dentro Da Sociedade Individual

Por:   •  14/4/2013  •  2.249 Palavras (9 Páginas)  •  579 Visualizações

Página 1 de 9

Introdução

Quando se fala em Sociologia, logo percebemos que se trata do estudo das relações sociais e da sociedade como um todo. Este trabalho apresentará algumas discussões acerca da sociedade em que vivemos.

Apresentará a maneira obscura de agir da sociedade que prega que todos são iguais, mas há sempre aqueles mais iguais que outros. Para a realização deste foi preciso assistir alguns filmes que deram embasamento para as discussões, são eles: A classe operária vai ao paraíso, Bumbando, Ilha das Flores e Pajerama. Cada um aponta para uma discussão diferente dos aspectos sociais.

Sociedade, cultura e indivíduo: não necessariamente nesta ordem.

Para entender a relação entre, Indivíduo, Sociedade e Cultura é imperativo buscar informações de suas áreas de origem que buscam explicar e compreender como se processam as relações humanas.

O ser humano é individual, então o indivíduo é a unidade do ser e da sociedade. Cada um tem sua característica própria que o diferencia dos demais. E a soma de todos os indivíduos é a sociedade. Então não somos considerados dentro da individualidade de cada um, mas em relação ao todo social. São as características sociais que nos definem como indivíduos.

E a partir desses comportamentos individuais e sociais, existe a cultura, que não é apenas reprodução, pois se assim o fosse seria reduzida à tradição. Em nível geral pode-se afirmar que cultura é toda produção humana que, por sua vez, produz o próprio homem, pois o torna participante de uma determinada comunidade ou grupo social. A construção de significados e a natureza simbólica da linguagem só são possíveis graças ao acesso à cultura, haja vista que tais capacidades não são inatas nos indivíduos. “Por mais que o indivíduo pareça operar por conta própria ao realizar sua busca de significados, ninguém pode fazê-lo sem o auxílio dos sistemas simbólicos da cultura” (BRUNER, p.16).

A maneira de como se dará o aprendizado, a exigência de uma instância formal de educação, bem como, as escolhas em relação aos usos da mente depende em última instância de decisões culturais. Ademais, o pressuposto do culturalismo é que a mente só é possível num contexto cultural. Mesmo dentro da concepção de que é o individuo que cria significados, eles só são possíveis pela localização cultural dos significados.

De maneira que não podemos considerar indivíduo e sociedade como elementos separados da cultura, um não tem definição ou utilidade sem o outro. Como visto anteriormente a cultura pode ser definida com a identidade de uma sociedade que é formada por indivíduos.

Considerando o significado dos termos anteriormente citados, podemos considera-los objetos de estudo das Ciências Sociais, dentre elas a Sociologia, que estuda os comportamentos da sociedade, que busca além de tudo, entender o ser humano e suas interações sociais.

A sociologia, que tem August Comte (1798-1857) que é considerado o pai dessa ciência, porque foi ele quem usou pela primeira vez usou essa palavra em 1839, no seu curso de Filosofia positiva, mas foi com Émile Durkheim (1858-1917) que a sociologia passou a ser considerada uma ciência e como tal se desenvolveu. Ele demostrou que os fatos sociais têm características próprias, que os diferenciam das que são estudadas, pelas outras ciências para ele a sociologia é o estudo dos fatos sociais.

Durkheim define que os fatos sociais são a língua, o vestuário, a religião, as leis, etc. Para o autor, os fatos sociais são os modos de pensar, sentir e agir de um grupo social embora os fatos sociais sejam exteriores, eles são introjetados pelo individuo e exercem sobre de um poder coercitivo.

Dessa forma, os fatos sociais fazem o indivíduo, que por sua vez compõe a sociedade que juntos formam e dão sentido às manifestações culturais. E por se tratar de comportamento social, é objeto de estudo da Sociologia.

Quais interações sociais são existentes no cotidiano da sociedade atual?

O indivíduo a cada dia que passa se torna mais individual. Atualmente, as interações sociais perderam seu valor diante da sociedade, e ainda a sociedade não faz mais questão de socializar-se. Não há conversa entre vizinhos, até mesmo no trabalho quase não interagimos uns com os outros de maneira sadia.

O trabalho operário, principalmente, trouxe a massificação

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.5 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com