TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A importância do debate, relacionados com demográficas e urbanas de problemas, no âmbito da discussão sobre o aquecimento global

Por:   •  21/9/2013  •  Artigo  •  233 Palavras (1 Páginas)  •  369 Visualizações

INTRODUÇÃO

Segundo as estimativas, houve um aumento de 70% nas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) entre 1970 e 2004. No Brasil, entretanto, as áreas urbanas contribuem com cerca de 20% a 25% das emissões devido ao desmatamento na Amazônia que ainda representa a maior parcela da responsabilidade brasileira no total de emissões. Mas tendo em vista os esforços de redução do desmatamento na Amazônia, espera-se e é desejável que essa proporção mude rapidamente.

Considerando a discussão ambiental, é irônico pensar que a batalha pela sustentabilidade não será vencida (ou perdida) em florestas tropicais ameaçadas, mas principalmente nas ruas das grandes cidades (COHEN, 2006: p.78). Essa afirmação é particularmente válida no caso do Brasil, pois embora o “desmatamento na Amazônia seja o calcanhar de Aquíles” (NOBRE, 2007) da discussão sobre mudanças climáticas, o principal centro consumidor de madeira da Amazônia, por exemplo, é o Estado de São Paulo. Do ponto de vista demográfico, o desafio é compreender com maior clareza os processos que conduzem, principalmente ao aquecimento global.

Assim, este trabalho tem como objetivo apontar os debates relacionados às questões demográficas e urbanas dentro da discussão sobre aquecimento global e, mais amplamente, sobre as mudanças ambientais globais. Para isso, fazer-se-á um sobrevôo sobre as recentes perspectivas que têm surgido na discussão sobre urbanização, população e meio ambiente considerando os desafios colocados para o estudo das dimensões humanas das mudanças ambientais globais, particularmente no caso brasileiro.

...

Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com