TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

CASO CONCRETO 9 - Fundamentos Ciências Sociais

Artigo: CASO CONCRETO 9 - Fundamentos Ciências Sociais. Pesquise 800.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  4/6/2013  •  640 Palavras (3 Páginas)  •  1.485 Visualizações

Página 1 de 3

CASO CONCRETO 9

Questão discursiva:

Leia o texto abaixo e responda as perguntas apresentadas:

Coronelismo , enxada e voto “E assim nos parece este aspecto importantíssimo do ‘coronelismo’, que é o sistema de reciprocidade: de um lado, os chefes municipais e os ‘coronéis’, que conduzem magotes de eleitores como quem toca tropa de burros; de outro, a situação política dominante no Estado, que dispõe do erário, dos empregos, dos favores e da força policial, que possui, em suma, o cofre das graças e o poder da desgraça. É claro, portanto, que os dois aspectos – o prestígio próprio dos ‘coronéis’ e o prestígio de empréstimo que o poder público lhes outorga – são mutuamente dependentes e funcionam ao mesmo tempo como determinantes e determinados. Sem a licença do ‘coronel’ – firmada na estrutura agrária do país –, o governo não se sentiria obrigado a um tratamento de reciprocidade, e sem essa reciprocidade a liderança do ‘coronel’ ficaria sensivelmente diminuída”. Fonte: LEAL, V. N., Coronelismo, enxada e voto. São Paulo: Alfa-Omega, 1986, 5ª ed., p. 43.

1- Weber, em sua perspectiva teórica sobre dominação, estabelece três tipos puros. Identifique e justifique o tipo de dominação presente no texto.

R: O conceito de poder é impreciso e amorfo, porquanto toda uma sociedade de constelações de interesses pode colocar alguém na condição de impor sua vontade em uma dada situação. Assim, ele propõe o conceito de dominação, um caso especial de poder, que se refere a probabilidade de encontrar obediência à uma determinada ordem, o que implica em se ter uma forma de subordinação de sujeitos por outros sujeitos.

A diferença básica entre as concepções reside no fato de, no caso do poder, a obediência não é um dever, enquanto que, quando se fala em domínio, a obediência se alicerça no reconhecimento da legitimidade, por parte daqueles que obedecem, das ordens que lhes são dadas.

2- Pode-se afirmar, na perspectiva weberiana, que o patrimonialismo é um entrave à modernidade? Justifique.

R: Em uma sociedade liberal, os conflitos de classe são resolvidos pelo Estado. Já no Estado Patrimonialista, típico exemplo do caso brasileiro, o poder público é o lugar onde a sociedade se constitui. O Estado é o próprio patrimônio, é organismo a ser parasitado por grupos de interesses e indivíduos dedicados a transformarem a coisa pública em coisa própria.

O Estado como protagonista das ações sociais é a causa do “autoritarismo brasileiro”. Na tradição brasileira, todas as questões – religiosas, econômicas, educacionais – passam sempre pelo crivo do poder público. O Estado, marcado por uma burocracia pesada e pouco ágil, sobrepõe à sociedade civil, fraca e pouco articulada.

Questão de múltipla escolha:

O texto abaixo, retirado do livro Carisma e Êxtase, de Charles Lindholm, caracteriza bem um dos tipos de dominação legítima de Weber. Marque a opção que melhor o explique:

O Servidor Possuído

É um grande erro dizer que as populações são controladas apenas pelo medo. Ao contrário, tudo indica que no começo de todas as grandes civilizações,incluindo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com