TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

EH TUDO NOSSO

Pesquisas Acadêmicas: EH TUDO NOSSO. Pesquise 785.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  28/4/2013  •  600 Palavras (3 Páginas)  •  529 Visualizações

Página 1 de 3

Cabelo solto, vestido vermelho, estrategicamente a um palmo do joelho.

Os caras comentaram o visual, "oz bi", que tal, pagando o maior pau.

Ninguém falou, ah! ah! mas eu ouvia meio mundo xingando por telepatia ("mina filha da puta!").

Economizava meu vocabulário, não tinha o que falar,

falava o necessário, meio assim, é claro, será

qual é que é, truta é o que não falta, mina filha da puta.

Tudo comigo, confio no meu taco, versão africana "Don Juan de Marco", tudo muito bom, tudo muito bem, sei lá o que é que tem, idéia vai, idéia vem, ela era princesa, eu era o plebeu, quem é

mais foda que eu, espelho, espelho meu.

"Tipo Taís de Araújo ou Camila Pitanga?".

Uma mistura. Confesso: fiquei de perna bamba.

Será que ela aceita ir comigo pro baile?

Ou ir pra Zona Sul ter um "Grand Finale"?

Amor com gosto de fruta até às seis da manhã, me chamar de "meu preto" e me cantar "Djavan".

Ninguém ouviu, mas... puta que pariu!

Em fração de segundos meu castelo caiu!

A mais bonita da escola, rainha passista,

se transformou numa vaca nazista!

Eu ouvindo James Brown, pá, cheio de

pose, ela pergunto se eu tenho... o quê?

Guns n' Roses? Lógico que não! A mina quase histérica,

meteu a mão no rádio e pôs na Transamérica.

Como é que ela falou? Só se liga nessa,

que mina cabulosa, olha só que conversa:

que tinha bronca de neguinho de salão (não...)

que a maioria é maloqueiro e ladrão (aí não...).

Aí não, mano! Foi por pouco.

Eu já tava pensando em capotar no soco.

Disse pra mim não falar gíria com ela,

pra me lembrar que não tô na favela.

Bate-boca, novela, será que é meia-noite, já?

A Cinderela virou bruxa do mar.

Me humilhar não vai, vai tirar o caralho,

levanta o seu rabo racista e sai!

"Eu conheço essa perversa "há maior cara", correu a banca toda de uns "pleiba" que colava lá na área.

"Pra mim ela já disse que era solitária,

que a família era rígida e autoritária.

Tem vergonha de tudo, cheia de complexo,

que ainda era cedo pra pensar em sexo.

A noite é assim mesmo... deixa rolar!

Vou escolher em qual mentira vou acreditar.

Tem que saber mentir, tem que saber lidar, em qual mentira vou acreditar (BIS).

Ih! Caralho! Olha só quem tá ali?

O que que esse mano tá fazendo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.7 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com