TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O PLANEJAMENTO NO SERVIÇO SOCIAL

Artigos Científicos: O PLANEJAMENTO NO SERVIÇO SOCIAL. Pesquise 798.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  21/11/2014  •  2.624 Palavras (11 Páginas)  •  567 Visualizações

Página 1 de 11

INTRODUÇÃO

O primeiro passo do planejamento é a definição dos objetivos a serem alcançados. Sempre alinhados com a estratégia coorporativa. Uma clara identificação de escopo permite aos responsáveis por sua implementação a busca de soluções que possam levar a cabo a demanda recebida. "Por analogia, o médico precisa de um diagnóstico preciso para poder estabelecer o tratamento ao paciente". Caracterizado o escopo, iniciam-se os processos de planejamento nas áreas de conhecimento. Consistem-se em: escopo, prazo, custo, qualidade, recursos humanos, comunicação, riscos, suprimentos e integração.

O planejamento de todas as áreas de conhecimento define as diretrizes para as fases de execução, controle e conclusão. Planejamento é o processo de determinar os objetivos organizacionais e de como atingi-los, envolvendo escolher um destino, avaliar rotas alternativas e determinar o curso específico paras alcançar o destino escolhido, podendo ajudar os gerentes a analisarem cuidadosamente as questões e os problemas e a conceberem alternativas para lidar e superar.

Planejamento é um processo complexo e abrangente, que envolve uma série de elementos ou estágios que se superpõe e se entrecruzam.É o processo de estabelecer metas e objetivos e conceber como atingi-los.

Planejamento consiste em definir a situação presente; estabelecer metas e objetivos; desenvolver planos de ação; desenvolver orçamento; implementar o plano; e controlar o plano.

O planejamento é um esforço humano, feito de forma conjunta e organizada, para que, modificando a sociedade, acelere o ritmo de desenvolvimento da coletividade. Ele tem uma formulação sistemática e devidamente integrada que expressa uma série de propósitos a serem realizados dentro de determinado prazo, levando em consideração as limitações impostas pelos recursos disponíveis e as metas prioritárias definidas.

O planejamento figura como a primeira função administrativa por se exatamente aquela que serve de base para as demais funções. O planejamento é a função administrativa que determina antecipadamente quais são os objetivos que devem ser atingidos e como se deve fazer para alcançá-los. Tratados objetivos e detalha os planos necessários para atingi-los da melhor maneira possível. Planejar é definir os objetivos e escolher antecipadamente o melhor curso de ação para alcançá-los. O planejamento define onde se pretende chegar, o que deve ser feito, quando, como e em que seqüência.

2 DESENVOLVIMENTO

Tratamos o processo administrativo como sendo constituído por planejamento, organização, direção e controle. Planejamento: decisão sobre os objetivos. Definição de planos para alcançá-los. Programação de atividades. O planejamento define onde se pretende chegar, o que deve ser feito, quando, como e em que seqüência.

O planejamento envolve várias maneiras de lidar com a incerteza e com a mudança: em um extremo, o planejamento pode levar a um ponto em que as decisões importantes são adiadas ou simplesmente não tomadas por algum estupor à situação – atitude denominada "paralisia pela análise"; no outro extremo, os gerentes podem ser levados à preocupação quase exclusiva com problemas imediatos, tomando decisões inadequadas ao futuro da organização –atitude denominada "extinção pelo instinto".

Como o grau de mudança de nosso ambiente, seja técnico ou sociológico, está constantemente aumentando, devemos procurar melhores e novos caminhos para compreender, antecipar, explorar a mudança e cooperar com ela. Planejar para o futuro é a chave da função administrativa para lidar com a mudança de uma maneira positiva e proposital.

A delimitação do objeto (o recorte ou redução de complexidade de um certo tema de pesquisa) é uma construção teórica preliminar destinada a substituir noções de sentido comum por uma primeira concepção científica. Assim, a descoberta científica nunca se reduz a uma mera "leitura" do real, pois supõe sempre uma ruptura com o mundo exterior tal como o vemos.

Considera-se estudo da situação, aqueles momentos do processo de planejamento, formado pela caracterização e pela reflexão. Um método de investigação que se concentra sobre o estudo de um determinado contexto ou acontecimento específico. Contudo não pode ser meramente descritivo este estudo. Pode interrogar sobre a situação, ou confrontar a situação com outras situações já conhecidas e com teorias existentes. O planejamento consiste em obter os elementos necessário que escrevem um acontecimento e estudá-los.

A hipótese constitui-se de uma provável resposta a um problema, cuja adequação de comprovação tenha uma sustentabilidade valida ao qual será verificada através de pesquisas. Não há regras ou requisitos científicos necessários para a formulação de hipóteses, mas as principais são conhecimento familiar, observação, comparação com outros estudos, dedução lógica de uma teoria, cultura geral na qual a ciência se desenvolve, analogias, experiência pessoal, idiossincrática, casos discrepantes na própria teoria.

A fase de coleta e análise dos dados é de grande importância na elaboração da pesquisa científica, portanto, é necessário se manter alguns cuidados para que se possa garantir a fidedignidade dos resultados.

O primeiro cuidado que se deve tomar ao se iniciar a fase de coleta de dados é quanto à preparação das pessoas responsáveis por ela. É importante a supervisão para que não se coletem dados errados, ou desnecessários para a pesquisa realizada. Do mesmo modo, todos os dados coletados devem estar sendo observados pois, se necessário, deve-se fazer a reaplicação do instrumento.

Já na pesquisa experimental, o essencial é controlar as variáveis estranhas que possam estar interferindo, para que o ambiente se torne o mais adequado possível, manipular certas condições e observar os efeitos produzidos Contudo, para esse tipo de pesquisa, existe uma variedade de recursos mecânicos, elétricos, eletrônicos que auxiliam nessa etapa da pesquisa.

A coleta de dados pode ser feita por meio de: observações, entrevistas e história de vida, pesquisa bibliográfica, questionários, observação empírica, entre outros. É importante ressaltar que, existem diversos procedimentos utilizados para este fim, no entanto, cabe ao pesquisador decidir qual o procedimento que mais de adequa ao tipo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (17.9 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com