TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Um Estudo Sobre Pedofilia No Ambiente Virtual

Por:   •  25/3/2015  •  2.274 Palavras (10 Páginas)  •  289 Visualizações

Página 1 de 10

Um estudo sobre pedofilia no ambiente virtual

Annie Caroline Teixeira de Oliveira

Isadora Regina Duarte Aguiar

Resumo: Os avanços das tecnologias de informação e comunicação vêm proporcionan-do mudanças significativas na vida de muitas crianças e adolescentes. Estes crescem submersos na sociedade com livre acesso às informações, explorando sem receio o am-biente virtual. O aumento e a extensão dos casos de agressão sexual na infância dentro do ambiente virtual têm elevado os esforços da ciência, em conjunto com estudiosos, no sentido de compreender este tipo de violência e, sobretudo, identificar os meios e as ferramentas usadas para tal crime. Para este estudo foi realizada pesquisa na internet em sites de apoio ao combate à pedofilia, análise de entrevistas, reportagens e pesquisa teó-rica em livros e trabalhos acadêmicos. A partir das pesquisas podemos enxergar os ele-vados índices de pornografia infantil em sites e redes sociais. Desta forma, busca-se aqui evidenciar a proteção de crianças e pré-adolescentes por meio da informação, alertando aos pais e multiplicadores sociais de que se faz necessário haver a denúncia aos órgãos competentes e ressalta-se as centrais de denúncia de crimes cibernéticos como agentes mediadores do processo, sendo estas ainda desconhecidas por boa parte da população. A proposta estabelece possíveis parâmetros que podem ser tomados diante

da pouca divulgação das instituições de apoio ao combate à pedofilia no

contingente do universo virtual. O estudo propõe conscientizar pais, familiares e socie-dade em geral, no apoio ao combate à prática da pedofilia que nas últimas décadas atin-giu grandes proporções no âmbito da internet.

Palavras-chave: Pedofilia; comunicação; internet; crime.

Introdução

O estudo demonstrará a internet como instrumento tecnológico de facilidades para a atuação do pedófilo para induzir, impor e violentar virtualmente as crianças e/ou ado-lescentes, por meio de canais virtuais de conteúdo sexual aberto. Expor a falta de um código penal exclusivo para o crime de pedofilia de forma a facilitar e punir de maneira justa esses agressores.

Além do fator criminal vamos analisar também a importância do SaferNet, site não go-vernamental e sem fins lucrativos, como aliado no que diz respeito a educação, preven-ção e principalmente denuncias.

E mostrar por fim que a proteção de crianças e pré-adolescentes só será possível quando houver meio de informar a sociedade como um todo, alertando aos pais e multiplicado-res sociais de que é necessário denunciar às autoridades os sites, salas de bate-papo e o comércio via Internet que tenham incentivo a pedofilia como conteúdo.

1. Comunicação

A comunicação é um processo fundamental para o ser humano, seguindo do pressu-posto que toda a evolução só foi possível a partir da capacidade de se comunicar, es-se processo se tornou próprio da nossa espécie e cada vez mais encontra veículos que servem de meios para viabilizar a troca de mensagens entre pessoas. E por isso uma atividade cada vez mais utilizada nas relações sociais humanas modernas.

“Os meios são usados pelos interlocutores para transmitir sua mensa-gem. São eles: o artesão usa o barro, sua mão, sua voz para transmitir conhecimento ao filho. O locutor usa sua voz, o roteiro, o disco, a e-missora de rádio, a fita gravada” (BORDENAVE).

No ato de comunicar os signos e os códigos sempre estarão presentes. Também po-demos afirmar que os signos e os códigos são transmitidos e nesse processo de re-meter ou receber signos e códigos dá-se o ato de comunicar. Por isso podemos afir-mar que toda a comunicação envolve signos, significantes, significados, decodifica-ções entre locutor e ouvinte.

1.1 Redes sociais

Rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que compartilham valores e objetivos comuns. Uma das características fundamentais na definição das redes é a sua abertura e porosidade, possibilitando relacionamentos horizontais e não hierárquicos entre os participantes. "Redes não são, portanto, apenas uma outra forma de estrutura, mas quase uma não estrutura, no sentido de que parte de sua força está na habilidade de se fazer e desfazer rapidamente."

Muito embora um dos princípios da rede seja sua abertura e porosidade, por ser uma ligação social, a conexão fundamental entre as pessoas se dá

...

Baixar como (para membros premium)  txt (15.8 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com