TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Auguste Comte

Seminário: Auguste Comte. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  1/10/2013  •  Seminário  •  575 Palavras (3 Páginas)  •  440 Visualizações

Página 1 de 3

RESUMO -

O desafio ao qual nos propomos a compreender melhor o Positivismo no Brasil e suas influências históricas no pensamento ocidental, construções teóricas dos princípios da educação no século XX, este desafio, que foi o positivismo como fenômeno histórico do século XIX, as que breves considerações que acreditamos o poder do positivismo na educação, assim como na observação de como seus principais autores, Augusto Comte e Emile Durkheim, desenvolveram a concretização das idéias postivistas no curso da história. Pontuando biografias e conceitos positivistas, e ao mesmo tempo esclarecedora sobre se há influência do pensamento positivista na prática educacional de nosso século. Não discutiremos aqui a ciência da educação, mas a influência do Positivismo no pensamento do educador e na escola.

Palavras-chave: Auguste Comte, A Lei dos Três Estados, O Positivismo na Educação e Positivismo do Brasil.

1 INTRODUÇÃO

Já se tornou comum falar da educação como solução para todos os problemas sociais que enfrentamos em nossos dias. Também na educação se discute o caminho de superação e reforma que possibilitem a difusão do conceito de cidadania. Não podemos negar que muito do que se tem proposto, para transformação da educação, ainda carrega a forte herança do pensamento positivista inaugurado por Augusto Comte, se por um lado existe uma forte rejeição ao positivismo como método, no campo acadêmico, por outro vivemos uma realidade prática inundada de conceitos herdados do positivismo.A Ciêcia do século XIX – predominantemente positivista. Podemos entender esta submersão por meio do conceito de paradigma científico de Thomas Kuhn. A ciência se fundamenta em paradigmas que são, de vez ou outra, substituídos e readequados por revoluções científicas. De fato ainda nos encontramos , apesar de muitos esforços apontarem para um novo paradigma, ligados ao momento positivista que revolucionou a ciência no século XIX. cumpria uma função útil e necessária no tempo e espaço em que foi

colocada. Conhecer Comte é a maneira mais adequada para se tecerem críticas ao positivismo filosófico e suas implicações na educação.

AUGUSTO COMTE: VIDA E OBRA (1798-1857) FABI

Auguste Comte ( Isidore Auguste Maria François Xavier Comte) foi um filósofo francês. Criou a corrente de pensamento chamada "Positivismo", nasceu em Montpellier, França. Em 1814 ingressa no curso de medicina na Escola Politécnica de Paris. Ficou conhecido da intelectualidade francesa depois que foi secretário do socialista Saint-Simon, onde mais tarde rompeu sua amizade, por divergências ideológicas .

Comte passou a estudar as possibilidades de esboçar em teoria, um modelo ideal de sociedade organizada. Em 1822, publicou "Plano de Trabalhos Científicos para Reorganizar a Sociedade". Em 1830, iniciou o livro "Curso de Filosofia Positiva". Em 1848, criou uma Sociedade Positivista, que teve muitos adeptos e influenciou o pensamento de teóricos por todo o mundo.

Na obra "Sistema de Política Positiva" Comte institui a "Religião da Humanidade" que se caracteriza pela busca da unidade moral

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.8 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com