TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

FILOSOFIA GERAL E JURÍDICA

Por:   •  9/6/2013  •  Resenha  •  229 Palavras (1 Páginas)  •  281 Visualizações

FILOSOFIA GERAL E JURÍDICA

Semana 5=

Caso 1) O estoicismo propõe se viver de acordo com a lei racional da natureza e aconselha a indiferença (apathea) em relação a tudo que é externo ao ser. A partir disso, surgem duas consequências éticas: deve-se "viver conforme a natureza": sendo a natureza essencialmente o logos, essa máxima é prescrição para se viver de acordo com a razão. Sendo a razão aquilo por meio do que o homem torna-se livre e feliz, o homem sábio não apreende o seu verdadeiro bem nos objetos externos, mas usando estes objetos através de uma sabedoria pela qual não se deixa escravizar pelas paixões e pelas coisas terrenas.

B) Sim, pois, para eles a natureza,pelo menos em seu funcionamento normal, executando-se os acidentes ou catástrofes que as vezes nos submergem,faz justiça a cada um, tendo em vista que ela nos dota, quanto ao essencial daquilo que precisamos, de moda que,nessa grande partilha cósmica, cada um recebe o que lhe é devido.

Caso 2) Em “Da República” defende, como sistema político ideal, um modelo misto de aristocracia e de governo popular. Fundamentando suas idéias, analisa e discute, sob a forma de diálogo, as características do verdadeiro homem público, igualdade de direitos, injustiça, tirania, o culto da família e do lar doméstico, a dissolução dos costumes gregos e romanos.

B) "Não há´paz e nem felicidade possível sem uma sábia e bem organizada república".

...

Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com