TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Nenhum

Por:   •  21/11/2013  •  463 Palavras (2 Páginas)  •  200 Visualizações

Página 1 de 2

Como vimos em nossas aulas, “o raciocínio dedutivo mereceu destaque entre os lógicos desde o tempo de Aristóteles. A dedução é um tipo muito específico de raciocínio porque não produz nenhum conhecimento novo. A dedução é tão somente um esclarecimento. Esse raciocínio torna visível aquilo que já sabemos. O resultado é, portanto, um resultado óbvio, mesmo para quem não conhece o assunto tratado. ou seja, o argumento dedutivo tem como característica principal a necessidade lógica que o acompanha” (MIRANDA; CAVALCANTE, 2013, p. 3 vol.6)

Portanto, o raciocínio dedutivo inicia com uma proposição universal (“todo A tem a propriedade f”), que é seguida por uma proposição particular (“x é A”), e termina numa conclusão que também é uma proposição particular (“Logo, x tem a propriedade f”).

Agora veja o exemplo:

Todos os sul-americanos são homens.

Todos os brasileiros são sul-americanos.

Logo, todos os brasileiros são homens.

Neste caso temos duas premissas universais e uma conclusão que também é universal.

O raciocínio dedutivo procede do universal para o particular

Diferente do raciocínio dedutivo que, como você viu anteriormente, não produz novo conhecimento - apenas esclarece o conhecimento já produzido - o raciocínio indutivo amplia o conhecimento. É um raciocínio pelo qual, partindo de dados particulares, suficientemente constatados, infere-se uma verdade geral ou universal.

O dicionário de filosofia define a indução como:

operação mental que consiste em remontar de um certo número de proposições dadas, geralmente singulares ou especiais, a que chamaremos indutoras, a uma proposição ou a um pequeno número de proposições mais gerais, chamadas induzidas, tais que implicam todas as proposições indutoras (LALANDe, 1999, p. 559).

Veja o que estamos dizendo a partir de um exemplo prático: da observação de que o ferro conduz eletricidade, o cobre conduz eletricidade, o zinco conduz eletricidade; da observação de que ferro, cobre e zinco são metais – por meio de um raciocínio indutivo conclui-se que o metal conduz energia.

Assim, o método indutivo parte de premissas observadas para chegar a uma conclusão que contém informações sobre fatos não observados. O objetivo dos argumentos indutivos é levar a conclusões cujo conteúdo é muito mais amplo do que o das premissas nas quais se baseiam. É justamente neste aspecto que se efetiva a crítica à indução. Estamos falando do salto indutivo.

Com base nas informações retiradas abaixo, monte uma conclusão aplicando o método dedutivo (utilizando todas ou algumas das informações fornecidas se necessário

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »