TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Psicologia No Serviço Social

Por:   •  18/3/2014  •  831 Palavras (4 Páginas)  •  178 Visualizações

Página 1 de 4

HUMILHAÇÃO SOCIAL - UM PROBLEMA POLÍTICO EM PSICOLOGIA.

A humilhação social é uma modalidade de angústia disparado pelo impacto traumático da desigualdade de classes, e para caracterizá-lo, recorremos à investigação Marxista e a psicanálise. Quem desejasse retomar as possibilidades e dificuldades do assunto em seus detalhes filosóficos certamente deveriam recorrer a grandes escritores de grande envergadura dialética. Para que as razões que nos levassem a adotar Freud se prestassem ao mesmo tempo para a exclusão de Marx ou vice-versa, seria necessário que a obra de um ou outro deixasse de contar como obra de pensamento e se impusesse como trabalho morto ( falando como Marxista) ou como objeto fálico ( falando como psicanálise), desnecessário insistir sobre esse ponto. E desde então dificilmente progrediríamos com Marx sem o recurso outro a Freud e a investigadores da vida psíquica.

Entretanto reduzido às medidas do fetichismo sexual, o processo de reificação presta-se a um exame em níveis puramente psicoculturais em nenhum momento considerado nestes termos o enfrentamento de desigualdade de classes, não há mudanças efetivas de mentalidade. Quando a mentalidade desenvolver-se em seu próprio registro, sem implicar engajamento e perturbação material, sem implicar ação, sem fundação de novos relacionamentos, vivendo do trabalho como mero instrumento de renda para a compra de mercadorias. Essa imprescindível condição para a liberdade dificilmente pressentimos com Freud sem recurso a Marx e a investigadores da vida pública, um recurso à maneira pela qual cada época geralmente organizou as relações dos homens com outros homens, com a cidade e também a natureza. A Psicologia Social caracteriza-se não pela consideração do indivíduo, pela focalização da subjetividade no homem separado, mas pela exigência de encontar o homem na cidade, no meio dos outros homens., a subjetividade como aparição singular, no campo horizontal das experiências.

O cidadão é socialmente humilhado toda vez que se vê sem o direito de ser parte da sociedade, de não ser igual em direitos, mas ser igual em deveres.A humilhação é uma modalidade de angústia obscura que dispara a partir de enigma de desigualdade de classes, tendo como fator determinante a situação econômica e a falta de consciência humana. A humilhação social atinge principalmente as pessoas de baixa renda, quem sofre desse transtorno tende a ficar constantemente com complexo de inferioridade, o que é profundamente grave, pois ela já foi interiorizada, e a pessoa acha mesmo que é inferior e se submete à reclusão por parte da sociedade. O indivíduo sente-se invisível aos olhos da sociedade, é angustiante o sentimento de não possuir direitos e de não exisitir no meio de outras pessoas, o ser humano quando humilhado atravessa uma situação de impedimento para sua humanidade, uma situação reconhecivel nele mesmo, em seus gestos, imaginação, em sua voz, trabalho e seu mundo, pois perde a perspectiva de vida. Os moradores de um bairro pobre de periferia que é visto com olhar de preconceito, sentem vergonha de sua origem, mas o fato de uma pessoa nascer em uma família

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.3 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com