TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A CURA DO CONCRETO

Por:   •  18/6/2015  •  Projeto de pesquisa  •  1.921 Palavras (8 Páginas)  •  203 Visualizações

Página 1 de 8

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUINTINHONHA E MUCURI

BRUNA MAGALHÃES

ISABELA TORRES

IGOR RONALD

MARÍLIA MARTINS

SÍLVIA MACEDO

A CURA DO CONCRETO

TEÓFILO OTONI – MG

2014

  1. INTRODUÇÃO

        A partir de um estudo feito segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) pode-se afirmar que o concreto trata-se de uma mistura simples e homogênea de cimento, de agregados miúdos e graúdos, podendo conter ou não componentes minoritários (aditivos químicos e adições), que a partir do endurecimento da pasta de cimento desenvolve suas propriedades.

        Não se pode negar que um concreto com qualidade necessita de vários cuidados. Vai desde a escolha de seus materiais, a determinação de um traço que garanta a resistência e a durabilidade desejada, a homogeneização da mistura, sua correta aplicação e adensamento até a cura adequada, que garante a perfeita hidratação do cimento.

        Tratando-se da construção civil, a cura refere-se à fase de secagem do concreto. Essa por sua vez se não for realizada de maneira correta, o concreto não terá a resistência e a durabilidade almejadas.

        Ao contrário do que muitos acreditam uma cura ideal não se refere apenas deixar o concreto secar ao tempo, já que tanto o sol quanto o vento são fatores meteorológicos que o secam imediatamente. Assim, para evitar a evaporação da água necessária à hidratação do cimento é preciso de irrigação periódica (no mínimo durante os 7 primeiros dias e desejável até os 14 dias), recobrimento das superfícies ou do emprego de compostos impermeabilizantes de cura.

        O presente trabalho visa compreender a influência do processo de cura em concreto e como esse processo está totalmente relacionado nas características superficiais do concreto, como permeabilidade, carbonatação, ocorrência de fissuração, etc.

  1. Referencial Teórico

        A cura do concreto é um procedimento fundamental para a hidratação do cimento. Segundo Bauer (2001), entende-se por “cura do concreto” um conjunto de medidas que têm por objetivo evitar a evaporação da água utilizada na mistura do concreto, a qual deverá reagir com o cimento, hidratando-o. Este processo favorece a “resistência mecânica à ruptura e ao desgaste, impermeabilidade e resistência ao ataque de agentes agressivos” (BAUER, 2001, p. 260). Outro fator importante a ser considerado é que “a cura em água reduz a retração da peça na fase em que o concreto tem pouca resistência, fato este de fundamental importância, por evitar formação de fissuras de retração, que podem comprometer a impermeabilidade do concreto” (BAUER, 2001, p. 384).

        Existe uma quantidade mínima de água que possibilita a hidratação do cimento e uma boa trabalhabilidade (BOTELHO; MARCHETTI, 2010). Essa quantidade precisa ser mantida no interior do concreto por meio do processo de cura, para que seja permitido o progresso da formação de gel no cimento presente no concreto, o que o torna cada vez mais resistente e impermeável (BAUER, 2001).

        Com relação ao tempo gasto na cura do concreto, Bauer (2001, p. 260) diz que “quanto mais perfeita e mais demorada for a cura do concreto, tanto melhores serão as suas características”. No entanto, na prática, é necessário conciliar os requisitos da qualidade com os da economia. Por isso, o período mínimo de cura que atende a ambos é, em média, de 7 a 10 dias (COUTINHO, 1971 apud BAUER, 2001).

        Segundo a NBR 14931 (ABNT, 2004), “elementos estruturais de superfície devem ser curados até que atinjam resistência característica à compressão ( ) [...] igual ou maior que15 MPa”. Durante a fase de hidratação, a cura deve ser realizada o mais breve possível, para que haja água suficiente para a máxima reação das partículas na pasta endurecida (SANTANA; COSTA).

        A falta d’água na pasta diminui ou inibe as reações de hidratação, ocasionando retração hidráulica principalmente nas primeiras idades. Esse fato ocasionará fissuras que interligando os capilares, aumentará a permeabilidade na pasta (NEVILLE, 1982).

  1. MATERIAIS E MÉTODOS

        A metodologia utilizada para a realização do presente trabalho foi o estudo de monografias e artigos relacionado ao tema. Não houve uma pesquisa realizada, em que se calcula o traço mais apropriado para um concreto convencional atingir uma resistência característica à compressão, apenas leituras e compreensões de textos.

  1. RESULTADOS E DISCUSSÕES

        Sabe-se que a cura do concreto constitui uma medida adotada para evitar a evaporação da água utilizada no amassamento do concreto e assim garantir que os componentes do cimento se hidratem.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.5 Kb)   pdf (116.5 Kb)   docx (17.2 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com