TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

CISCO SYSTEMS - THE GIRL-PROPAGANDA OF DIGITAL COMPANY?

Tese: CISCO SYSTEMS - THE GIRL-PROPAGANDA OF DIGITAL COMPANY?. Pesquise 815.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  27/11/2014  •  Tese  •  3.148 Palavras (13 Páginas)  •  349 Visualizações

Página 1 de 13

Exercício 004 - CISCO SYSTEMS - Garota Propaganda da Empresa Digital?

Trabalho desenvolvido em Grupo – Exercício 004

CISCO SYSTEMS – GAROTA-PROPAGANDA DA EMPRESA DIGITAL?

A Cisco Systems autodenomina-se a empresa em torno da qual a Internet gira e esta empresa de San José, Califórnia, de fato domina a venda de roteadores de rede e equipamentos de comutação usados na infra-estrutura da Internet. Sob a liderança de John Chambers, seu diretor-presidente, ela alcançou um sucesso tão grande que, mesmo que por pouco tempo, tornou-se a empresa mais valiosa da Terra no início de 2000, alcançando o valor de 555 bilhões de dólares, o que resultava em 80 dólares por ação. Uma das chaves do sucesso da Cisco é que a empresa utiliza sistemas de informação e a Internet de todas as maneiras possíveis. No entanto, em abril de 2001 as ações fecharam em 14 dólares e o valor da empresa caiu para 100 bilhões de dólares. Quem foi o culpado por essa queda vertiginosa? Que papel desempenhou o sistema de informação da Cisco?

A Cisco foi fundada em 1984 por cientistas em computador da Stanford University que estavam procurando um modo melhor e mais fácil de conectar diferentes tipos de sistemas de computadores. Em 1990, a empresa estava crescendo a uma velocidade de dois dígitos que manteve por dez anos, chegando mesmo a ultrapassar 50 por cento de crescimento durante alguns anos. A empresa declara que, atualmente, detém 85 por cento do mercado de equipamentos de comutação da Internet.

O crescimento da Cisco baseou-se em duas estratégias principais. Primeiro, a empresa terceiriza grande parte de sua produção; segundo, uma parcela significativa de seu crescimento aconteceu por meio de aquisições estratégicas e investimentos em outras empresas que chegaram a 30 bilhões de dólares entre 1993 e 2000. Os investimentos da Cisco foram cuidadosamente selecionados como um meio de desenvolver competências internas em áreas em que o mercado estava evoluindo. Em setembro de 2000, seis meses após o início do declínio no mercado de ações, a Cisco anunciou que suas vendas estavam crescendo a uma taxa anual de 66 por cento.

A empresa tinha muito orgulho do uso que fazia da Internet para dar impulso a seu negócio e promovia-se ativamente como um modelo para outras empresas. A crença geral era de que “a Cisco usa a Web mais efetivamente do que qualquer outra grande empresa do mundo. Ponto final”, como declarou a revista fortune. Se já existiu alguma empresa que era o modelo da empresa digital, essa era – e ainda é – a Cisco.

A Cisco começou a vender seus produtos pela Internet em 1995. Em 2000, estava vendendo cerca de 50 milhões de dólares em produtos por dia, via Web. Clientes podem usar o site Web da empresa, denominado Cisco Connection Online ou CCO, para configurar, verificar o preço, encaminhar e fazer pedidos eletronicamente. Mais da metade dos pedidos feitos pelo CCO são enviados diretamente ao fornecedor e, tão logo o produto tenha sido fabricado, é despachado diretamente para o cliente. Esses pedidos nunca passaram pela mão da Cisco. O resultado é que a empresa reduziu seu ciclo pedido-entrega de seis e oito semanas para menos de três semanas. E, mais, isso possibilitou à Cisco e seus fornecedores fabricar equipamentos com base em pedidos fechados e não em projeções, o que reduziu os custos de estoque tanto da empresa quanto de seus fornecedores e, ao mesmo tempo, deixou os clientes satisfeitos com a velocidade do atendimento. Além disso, 85 por cento dos pedidos de assistência feitos pelos clientes são encaminhados pelo site Web da Cisco, o que, segundo Chambers, resultou em economia de 600 milhões de dólares para a empresa apenas em 2000. A Cisco declarou que observou um aumento de 25 por cento no índice de satisfação dos clientes desde que inaugurou esses portais em 1995.

A Cisco utiliza a Internet de muitas outras maneiras. Montou para seus fabricantes e fornecedores uma cadeia de suprimento empresa-empresa em extranet denominada manufacturing Connection Online (COM) que é usada para adquirir insumos, elaborar relatórios e apresentar previsões e informações de estoque. Esse site Web ajudou a Cisco a seus parceiros fabricantes a reduzir seus estoques em 45 por cento.

A empresa compartilha grande parte de seu conhecimento pela sua intranet, enquanto muitas corporações acreditam que a maioria de seu conhecimento deve ser guardada. O objetivo declarado da empresa ao permitir o acesso de muitos clientes, fornecedores e distribuidores a partes selecionadas de sua intranet é, segundo Peter Slovik, seu executivo-chefe de informática, “criar um relacionamento em que clientes possuam ter acesso a todas as facetas de seu relacionamento com nossa empresa pela intranet ou Internet”.

Embora o índice de rotatividades da maioria das empresas de tecnologia seja muito alto, o da Cisco é muito baixo. Uma das razões pode ser a utilização de uma intranet dedicada aos funcionários denominada Cisco Employee Connection. Eles usam essa intranet para se inscrever nos benefícios da empresa e apresentar seus relatórios de despesas e geralmente são reembolsados em 48 horas. Quatro quintos do treinamento técnico de funcionários são realizados on-line, o que permite à empresa economizar o tempo deles e dinheiro de viagens, habilitando-os, ao mesmo tempo, a receber mais treinamento. Gerentes supervisionam seus funcionários, coletam informações sobre concorrentes e monitoram vendas e outras funções de sua responsabilidade, tudo on-line.

O banco de dados de vendas da empresa é atualizado três vezes por dia, habilitando os gerentes a determinar quais vendedores e regiões não estão cumprindo as quotas de vendas. Gerentes de engenharia recebem alertas por e-mail se acontecer algum grande problema que não seja resolvido em uma hora. O gerente então telefona para o cliente para oferecer ajuda. Quando os clientes telefonam para a Cisco relatando problemas, os funcionários usam seu site Web para resolvê-los. Cerca de 85 por cento das 25 mil solicitações de emprego que a Cisco recebe por mês são enviadas pela Internet. Se a maioria viesse em papel, a empresa não conseguiria classificar nem ler todos eles, muito menos selecionar e avaliar os mais promissores.

A Cisco desenvolveu até mesmo algo que chama de seu “fechamento virtual”. Larry Carter, diretor-financeiro da empresa, declarou que ela demorava aproximadamente catorze dias para fechar sua contabilidade, o que era “um verdadeiro aborrecimento”. Agora, o grupo de finanças consegue fechar a contabilidade em algumas horas apenas, dando aos empregados “acesso em tempo real a dados operacionais detalhados”. Hoje, “atualizamos nossas reservas, receitas e margens de

...

Baixar como (para membros premium)  txt (20 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com