TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha critica livro : Os Romanos

Por:   •  14/7/2017  •  Resenha  •  536 Palavras (3 Páginas)  •  404 Visualizações

Página 1 de 3

 

CURSO DE PEGADOGIA

Disciplina: História da Educação
 
 

 
Resenha critica do Livro : “Os meus Romanos”


 

São Paulo/SP

Abril, 2014

Resenha crítica do Livro: “Os meus Romanos”

São Paulo

2014

Introdução

Este livro é um depoimento de raro interesse sobre a vida de nosso país na segunda metade do século XIX. “Os meus Romanos” aborda à historia de uma jovem professora alemã que vem ao Brasil trabalhar, e no caminho encontra dificuldades , alegrias e tristezas .



Analise critica

O livro “Os meus romanos”, traz consigo várias características que revelam um pouco do Brasil. Nele encontramos diversas partes interessantes, onde Ina encontrou muitas dificuldades para exercer sua profissão de educadora, A jovem  tinha uma bagagem pedagógica adquirida durante anos de estudo nos colégios da Alemanha, onde se formou como professora. Não se sabe exatamente o que motivou a jovem alemã a emigrar para o Brasil, se a falta de oportunidades de emprego como educadora na Alemanha ou se o desejo de aventurar-se trabalhando como preceptora em terras distantes. Sua primeira experiência foi cuidar da educação de sete filhos, de um fazendeiro do interior do Rio de Janeiro. Após sete meses, o excesso de trabalho havia debilitado sua saúde e, por recomendação médica, ela abandona o trabalho nesta fazenda. Ela reclama do trabalho excessivo nesta fazenda, uma vez que tinha que lecionar crianças de idades bastante diferentes, além disso, sobravam-lhe poucas horas vagas.

A educadora teve outras experiências lecionando mas a intenção de Ina era vir para o Brasil a fim de transferir para cá modelos europeus de disciplina e modernidade. Ina fazia parte de um grupo de viajantes que tinham idéias civilizadoras e idealizavam uma educação perfeita em nosso país.  O século XIX no Brasil é caracterizado por um sistema de ensino que divergia dos modelos de educação vigentes na Europa, ou seja, aqui ainda havia uma disputa entre a educação escolar e o sistema estatal escolar.

No nosso ponto de vista este livro é bastante importante, pois nos reafirma de maneira explícita, que a educação em nosso país deve ter caráter próprio, ou seja, não precisa necessariamente moldar-se às tradições européias e isso porque tanto o ambiente físico como a cultura e a sociedade são completamente diferentes. No Brasil, ser educador é lutar contra as algemas da discriminação, porque é uma profissão desvalorizada, menosprezada, de certa maneira, mas o educador que gosta de sua profissão, ama o que faz e faz bem feito. Investe no seu aperfeiçoamento, para poder ajudar outras pessoas.. Nesses trechos sobre Iná lecionando  em outras palavras entendemos que  , ensinar é amar aquilo que faz , mesmo que você encontre pedras no caminho, mesmo que seja desvalorizado, mesmo que não tenha o respeito do próximo . Muitas pessoas falam “Eu sou professor”, quando somente “estão sendo”, “passando”, para esperar  “coisa melhor”. O que é “coisa melhor”? Uma profissão que ganhe bem? Uma profissão com melhor reconhecimento da sociedade? Uma profissão menos trabalhosa? Muitas perguntas que não dizem o que é ser educador . Então como estamos nos preparando para ser educadoras, podemos perceber de inicio os percalços que nos espera pela frente,  mas investir no nosso aperfeiçoamento, para poder ajudar outras pessoas, é gratificante. Enfim, seu preparo não é para si mas, para outros.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.6 Kb)   pdf (104.8 Kb)   docx (295.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com