TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Atps Psicologia Postura Etica Do Profissional Diante Das Principais Demandas

Por:   •  11/11/2013  •  715 Palavras (3 Páginas)  •  612 Visualizações

Página 1 de 3

A sociologia é uma ciência que estuda a sociedade e o comportamento humano em função do meio e os processos que interligam os indivíduos em associações , grupos e instituições.

Enquanto o individuo na singularidade é estudado pela psicologia, a sociologia estuda os fenômenos que ocorrem quando os indivíduos se encontram em grupos e se interagem.

Percebemos o fenômeno das representações como ponto fundamental para se compreender o lugar que Durkheim reserva para o que tem relação com o social e com o psicológico. Essa reflexão sobre os limites e possibilidades de uma ciência estabelecida em um universo estritamente social, dentro de um plano epistemológico, foi uma, senão a maior, contribuição da Escola Sociológica Francesa. Foi buscando uma discussão principalmente com a Psicologia e com a Filosofia, campos do conhecimento nos quais a reflexão sobre o homem despendia todos os seus esforços, que Durkheim concentrou o seu trabalho, na busca de romper com tais pensamentos e afirmar um conhecimento realmente objetivo do universo social. Nesse sentido, ele se destinou a mostrar que os fenômenos sociais tinham a mesma realidade que os fenômenos materiais, porém, constituídos de uma natureza diferenciada.

Durkheim elege a sociedade como princípio e fio condutor para a compreensão do indivíduo enquanto ser social. Com ele, os fatos sociais não irão mais ser explicados com base em fatos psíquicos. A partir do momento em que Durkheim atribui a supremacia da sociedade sobre o indivíduo ele parece retirar do indivíduo o seu poder de ação diante do social. Sendo assim, sua teoria evidencia a capacidade de coerção da sociedade e a sujeição do indivíduo a esta. Todos os valores morais do sujeito, os quais, para os filósofos e moralistas, tinham por fonte a consciência individual, a partir de então, passam a serem constituídos e instituídos pela sociedade. Ou seja, trata-se agora de mostrar que o homem também se caracteriza por uma dualidade, de um lado, o ser individual, e de outro, o ser coletivo.

Para o autor, a sociedade não existiria sem as consciências particulares, mas essa condição não é suficiente, estas consciências precisam estar associadas, combinadas de certa maneira que resulte na vida social.

O objeto das duas ciências é o mesmo, o homem completo e concreto.

Mauss pede aos psicólogos que se concentrem no domínio da psicopatologia.

Aspectos da personalidade se manifestam de modo desigual de acordo com situações e fenômenos sociais.O problema capital da sociologia é o homem médio e também normal, logo, é importante que a psicologia descubra a combinação média e normal dos diferentes compartimentos do espírito.

A expectativa- considera que os fenômenos de expectativa possuem poder criador dos fenômenos que pressupõem. Sua relevância para a sociologia

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com