TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Humanismo - Carls rogers e Maslow

Por:   •  6/11/2017  •  Resenha  •  351 Palavras (2 Páginas)  •  345 Visualizações

Página 1 de 2

HUMANISMO

Conhecida como “A Terceira Força”, o humanismo veio para trazer formas inovadoras de ver o homem e com isso, trouxe uma nova forma de terapia.

Com uma crítica forte em relação ao behaviorismo e a psicanalise, o humanismo propôs uma abordagem ‘centrada no problema’, ou seja, uma terapia centrada na pessoa.

Para Carl Rogers, o homem tem uma tendência atualizante, ou seja, tem um desejo de realizar o seu potencial total e se tornar a melhor pessoa que pode ser. O homem é capaz de decidir o rumo da sua própria vida, sendo assim, podendo ter uma liberdade de escolha do seu próprio destino.

E com isto, Rogers atribuiu algumas características que ajudam e mostram uma pessoa com tal liberdade de escolha.

  • Experiência Existencial: Pessoas abertas à novas experiências têm mais possibilidades de viver plenamente.
  • Confiança Orgânica: Essas pessoas confiam em sua experiência interna para orientar o seu comportamento.
  • Experiência de Liberdade: A pessoa tem liberdade para escolher.
  • Criatividade: A pessoa se mostra criativa e sempre encontra novas maneiras de viver.

“Percebo que se fosse estável, prudente e estático, viveria na morte. Portanto, aceito a confusão, a incerteza, o medo e os altos e baixos emocionais, porque esse é o preço que estou disposto a pagar por uma vida fluida, rica e excitante“

– Carl Rogers –

A teoria de Maslow acrescenta à teoria de Rogers o seu conceito de necessidades. Sendo dividida em dois níveis, O biológico (As necessidades mais básicas e primitivas de sobrevivência) e o Pessoal (Motivações pessoais para se auto realizar).

Nessa teoria, o homem partiria de uma hierarquização de necessidades, estando no inicio as necessidades fisiológicas, as mais básicas do ser humano, partindo para a mais elevada que seria a auto realização, passando por necessidade de segurança, sociais e de estima.

Para Maslow, a personalidade é mostrada no cotidiano, através das motivações pessoais para atingir uma meta, tem a ver com os objetivos e as experiências de cada individuo, não é algo estático, e sim, de movimento e mudança.

“Se você planeja ser qualquer coisa menos do que aquilo que você é capaz, provavelmente você será infeliz todos os dias de sua vida” (Maslow)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.3 Kb)   pdf (55.3 Kb)   docx (9.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com