TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Contabilidade, Orcamento E Direito Empresarial

Por:   •  5/5/2013  •  3.185 Palavras (13 Páginas)  •  460 Visualizações

Página 1 de 13

1 INTRODUÇÃO

. Este trabalho tem como finalidade o estudo sobre a Contabilidade, Orçamento e o Direito Empresarial, contemplando ainda o Planejamento Financeiro, bem como suas características e fundamentos demonstrando seus tipos, apresentará o orçamento flexível, que por objetivo auxiliar os administradores na tomada de decisões.

2 DESENVOLVIMENTO

2.1-Planejamento Financeiro- Características e Fundamentos:

O planejamento financeiro nas organizações é uma ferramenta necessária ao gestor para o crescimento, fortalecimento e existência da empresa/ organização. Ao estipular os objetivos da empresa, o gestor traça metas que deverão ser seguidas para que não faltem recursos para a realização das operações. O planejamento define as linhas de investimento e financiamento da empresa. Para compreender o conceito de planejamento financeiro, fragmentou-se em planejamento e finanças. Conforme o dicionário informal, planejamento é traçar metas, elaborar planos direcionados a peculiaridades do projeto que se almeja por em prática. Já as finanças, pode-se dizer que são um método de administração dos recursos disponíveis, encaixando-se no meio empresarial ou particular, discutindo-se a distribuição e aplicação dos recursos, seja ele um salário de especifica pessoa ou faturamento de uma organização. Ao juntar os dois conceitos, entende-se que o planejamento financeiro é o ato de estabelecer o modo pelo qual os objetivos financeiros podem ser alcançados.

Segundo Gitman (1997, p. 589)

O planejamento financeiro é um aspecto importante para o funcionamento e sustentação da empresa, pois fornece direções de como dirigir, coordenar e controlar suas ações na consecução de seus objetivos. Dentro da estratégia financeira de uma empresa, o planejamento é ferramenta de suma importância, uma vez que o caixa determina a sobrevivência da empresa, e é através dele que se saberá se a empresa possui liquidez para saudar seus compromissos ou se necessitará fazer financiamentos. O planejamento financeiro evita surpresas e cria planos alternativos caso ocorram imprevistos.

O planejamento financeiro estabelece diretrizes de mudança e crescimento numa empresa, preocupando-se com uma visão global, com os principais elementos de políticas de investimento e financiamento da empresa.

Quando as estimativas e previsões a respeito do futuro revelam que a empresa não terá o resultado desejado por falta de recursos, cabe a mesma adquirir outras fontes de recurso ou rever suas estimativas.

No processo de planejamento financeiro é necessário levar em conta as incertezas internas e externas da empresa para que estas forças não afetem a mesma, uma vez que não se pode considerar a administração financeira como uma área isolada.

Para isso, é necessário um vasto conhecimento do negócio, dentre os fatores externos citam-se a situação geral da economia, taxas de inflação, taxas de juros correntes e projetadas, aspectos tributários e aumento nos custos.

Segundo Gitman (1997, p. 589)

As empresas utilizam-se de planos financeiros para direcionar suas ações com vistas a atingir seus objetivos imediatos e a longo prazo.

Os planejamentos financeiros costumam ser iniciados focando o alcance de objetivos a longo prazo e depois passam a visar os objetivos de curto prazo. O planejamento a curto prazo é denominado operacional e o a longo prazo estratégico.

Planejamentos Financeiros a Longo Prazo

São ações elaboradas para objetivos previstos para um futuro distante, compreendido geralmente num período de dois a dez anos. Por haver naturalmente muitas mudanças ao longo destes períodos, estes planos são revisados constantemente com o uso das informações atualizadas. Estes planejamentos variam de um empresa para outra, pois quando se possui um ciclo de produção curto e incertezas operacionais, estes planejamento são mais curtos.

Planejamentos Financeiros a Curto Prazo

São ações planejadas para períodos mais curtos, geralmente de um a dois anos, e são compostas na sua maioria por previsões de vendas e dados operacionais e financeiros.

2.2-A necessidade de se cruzar o planejamento com a execução real e suas medidas corretivas.

Mediante ao planejado faz –se necessário o confronto entre o que foi planejado e o que foi executado, objetivando evitar que as atividades não condizem com o que foi planejado. Com essa ação damos o nome de CONTROLE, fundamental para que consiga atingir seu objetivo. Sem essa ferramenta importantíssima

...

Baixar como (para membros premium)  txt (21.7 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com