TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Mitos E Verdades Sobre O Clareamento Dental

Trabalho Escolar: Mitos E Verdades Sobre O Clareamento Dental. Pesquise 784.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  24/9/2014  •  807 Palavras (4 Páginas)  •  208 Visualizações

Página 1 de 4

O tratamento clareador surgiu no século XIX, e naquela época os pacientesjá buscavam osprofissionais a fim de solucionarem os problemas de alteração de coradvindos sobretudo desequelas de tratamentos odontológicos incorretos ou de problemas adquiridos congenitamente ou por traumas. A partir dessa época foram estudados diversos métodos de clareamento, assim como materiais para a técnica, no intuito de se encontrar o melhor meio possível de realizar o procedimento.

Diante de tanta informação o que não faltam são dúvidas de pacientes ao chegarem aos consultórios, relacionadas geralmente sobre qual a melhor técnica, quanto à eficiência da mesma e os riscos que elas possam trazer.

Quanto às técnicas, é possível dividi-las em:

• Clareamento caseiro convencional

Nesta técnica o dentista confecciona moldeiras, nas quais seráutilizado o material clareador de baixa concentração por um período que pode variar geralmente de 1 a 4 horas. O horário de uso pode ser diurno ou noturno, sendo adequado à rotina do paciente. Geralmente o uso do clareador é diário e se prolonga a um período de2 a 4 semanas.

• Clareamento de consultório

Esta técnica é realizada exclusivamente no consultório odontológico e utiliza materiais em alta concentração. Um representante deste tipo de clareamento é o conhecido clareamento a laser, que utiliza como fonte de luz ativadora do clareamento a luz laser. Existe, porém outros tipos de luzes fotoativadoras que podem ser utilizadas. Na sessão de consultório, é necessário realizar um isolamento dos tecidos bucais antes da aplicação do material clareador e para obtenção de cor almejada o número de sessões pode chegar atrês sessões.

• Clareamento caseiro sem supervisão profissional

Feito com produtos adquiridos em farmácias que serão utilizados sem a supervisão do profissional, seguindo o protocolo apresentados nas bulas dos materiais. Representantes deste grupo são as fitas, as pastas, os enxaguatórios bucais clareadores.

É possível realizar o chamado clareamento conjugado, no qual o paciente combina mais de um tipo de clareamentocomo, por exemplo: a associação técnica do consultório e a caseira convencional. O fato é que a maioria dos clareamentos trará resultados positivos, dependendo assim, da causa da alteração de cor dentária, da escolha correta do tipo de clareamento e do cumprimento criterioso do protocolo de realização do procedimento.

Além de dúvidas relacionadas ao procedimento, também são comuns alguns medos com relação aos efeitos colaterais do tratamento. Em tornos destes medos existem muitos mitos e verdades sobre o clareamento dental. De fato, alguns riscos e efeitos colaterais podem surgir, como sensibilidade dentária, irritação gengival leve, erosão dentária, degradação mineral do dente, aumento da susceptibilidade da desmineralização e dano pulpar, tudo isso, no entanto, de acordo com a literatura, apresentam-se temporariamente, logo após o tratamento e tende a diminuir pouco tempo depois, sem haver a necessidade de intervenção do cirurgião-dentista ou de técnicas mais complexas para se resolver.

Diante de tais perspectivas sobre as formas de clareamento, a seguir serão discutidos alguns mitos e verdades encontrados nos consultórios:

1. Clareamento pode provocar câncer?

Este talvez seja o maior mito do clareamento dental.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com