TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Progamação Estruturada

Exames: Progamação Estruturada. Pesquise 813.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  3/9/2013  •  1.661 Palavras (7 Páginas)  •  151 Visualizações

Página 1 de 7

DESENVOLVIMENTO DE ALGORITMO UTILIZANDO A LINGUAGEM C

Ao desenvolver um algoritmo usando como uma ferramenta genérica para representar a solução de tarefas independente do desejo de automatizá-las, estará associando processamento eletrônico de dados, onde representa o rascunho para programas (Software). Servirá como modelo para programas, pois sua linguagem é intermediária à linguagem humana e as linguagens de programação, sendo então, uma boa ferramenta na validação da lógica de tarefas a serem automatizadas. Desenvolver um algoritmo é realizar uma receita para um processo computacional que consista em uma série de operações primitivas, interconectadas devidamente, sobre um conjunto de objetos. Os objetos manipulados por essas receitas são as variáveis.

No desenvolvimento de um projeto, quanto mais tarde um erro é detectado, mais dinheiro e tempo se gasta para repará-lo. Assim, a responsabilidade do programador é maior no desenvolvimento dos algoritmos do que na sua implementação, pois, quando bem desenvolvidos, não se perde muito tempo em refazê-los, reimplantá-los e detestá-los, assegurando assim uma eficiência com o prazo previsto para o projeto.

APLICAÇÃO DOS CONCEITOS DE ESTRUTURA DE CONTROLE PARA ANÁLISE DE CONDIÇÕES

As estruturas de controle de são fundamentais para qualquer linguagem de programação. Sem elas não haveria uma maneira do programa ser executado: de cima para baixo comando por comando. Não haveria condições, repetições ou saltos. A linguagem C possui diversos comandos de controle de fluxo. É possível resolver todos os problemas sem utilizar todas elas, mas devemos nos lembrar de que a elegância e facilidade de entendimento de um programa dependem do uso correto das estruturas no local certo.

If (condição) declaração; A expressão, na condição, será avaliada. Se ela for zero, a declaração não será executada. Se a condição for diferente de zero a declaração será executada.

O else.

Podemos pensar no comando else como sendo um complemento do comando if.

O comando if completo tem a seguinte forma geral:

if (condição) declaração_1;

else declaração_2;

A expressão da condição será avaliada. Se ela for diferente de zero a declaração 1 será executada. Se for zero a declaração 2 será executada. É importante nunca esquecer que, quando usamos a estrutura if-else, estamos garantindo que uma das duas declarações será executada. Nunca serão executadas as duas ou nenhuma delas.

O if-else-if

A estrutura if-else-if é apenas uma extensão da estrutura if-else. Sua forma geral pode ser escrita como sendo:

if (condição_1) declaração_1;

else if (condição_2) declaração_2;

else if (condição_3) declaração_3;

else if (condição_n) declaração_n;

else declaração_default;

A estrutura acima funciona da seguinte maneira: o programa começa a testar as condições começando pela 1 e continua a testar até que ele ache uma expressão cujo resultado dá diferente de zero. Neste caso ele executa a declaração correspondente. Só uma declaração será executada, ou seja, só será executada a declaração equivalente á primeira condição que der diferente de zero. A ultima declaração (default) é a que será executada no caso de todas as condições darem zero e é opcional. Um exemplo da estrutura acima.

A expressão condicional Quando o compilador avalia uma condição, ele quer um valor de retorno para poder tomar a decisão. Mas esta expressão não necessita ser uma expressão no sentido convencional. Uma variável sozinha pode ser uma "expressão" e esta retorna o seu próprio valor. Isto quer dizer que teremos as seguintes expressões:

int num;

if (num!=0) ....

if (num==0) ....

for (i = 0; string[i] == '\0'; i++)

equivalem a

int num;

if (num) ....

if (!num) ....

for (i = 0; string[i]; i++)

Isto quer dizer que podemos simplificar algumas expressões simples. ifs aninhados. O if aninhado é simplesmente um if dentro da declaração de um outro if externo. O único cuidado que devemos ter é o de saber exatamente a qual if um determinado else está ligado.

O comando if-else e o comando switch são os dois comandos de tomada de decisão. Sem dúvida alguma o mais importante dos dois é o if, mas o comando switch tem aplicações valiosas. Mais uma vez vale lembrar que devemos usar o comando certo no local certo. Isto assegura um código limpo e de fácil entendimento. O comando switch é próprio para se testar uma variável em relação a diversos valores pré-estabelecidos. Podemos fazer uma analogia entre o switch e a estrutura if-else-if apresentada anteriormente. A diferença fundamental é que a estrutura switch não aceita expressões. Aceita apenas constante. O switch testa a variável e executa a declaração cujo case corresponda ao valor atual da variável.

A declaração default é opcional e será executada apenas se a variável, que está sendo testada, não for igual a nenhuma das constantes.

O comando break, faz com que o switch seja interrompido assim que uma das declarações seja executada. Mas ele não é essencial ao comando switch. Se após a execução da declaração não houver um break, o programa continuará executando. Isto pode ser útil em algumas situações, mas é recomendado ter cuidado.

DESENVOLVIMENTO DE LAÇOS DE REPETIÇÃO

• Laço for

• Laço while

• Laço do.. while

• Laço foreach

LAÇO FOR

Uma estrutura de repetição é também conhecida como Loop/Laço.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.5 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com