TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Enfermagem E O Processo De Cuidar E O Cuidado Integral No Parto, Nascimento E Puerpério

Exames: Enfermagem E O Processo De Cuidar E O Cuidado Integral No Parto, Nascimento E Puerpério. Pesquise 792.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  10/3/2014  •  842 Palavras (4 Páginas)  •  648 Visualizações

Página 1 de 4

Enfermagem e o Processo de Cuidar e o Cuidado Integral no Parto, Nascimento e

Puerpério

Enfermagem Obstétrica e a Política Nacional de Saúde na Assistência Integral à Mulher

Cuidados de enfermagem obstétrica na Admissão, período de Dilatação e Expulsão

O objetivo da assistência é ter uma mãe e uma criança saudáveis, com o menor

nível possível de intervenção compatível com a segurança.

Admissão:

No momento de internação num hospital ou centro de saúde, a preparação para o

parto frequentemente inclui vários procedimentos "de rotina", porém se faz necessário

explicar procedimentos da qual a mesma passará.

Antecedentes obstétricos; Data da última menstruação; Informações gerais sobre a

movimentação fetal; Dados e evolução da gestação atual; Sinais vitais (pressão arterial,

pulso e temperatura); Avaliação das mucosas (identificar anemia); Avaliar edemas e

varizes nos membros inferiores; Ausculta cardíaca e pulmonar.

Respeitar o direito da mulher à privacidade; apoio empático pelos profissionais;

respeito à escolha da mulher sobre seus acompanhantes; fornecimento às mulheres de

todas as informações e explicações que desejarem; utilização de métodos não invasivos e

não farmacológicos de alívio da dor, como massagens e técnicas de relaxamento;

liberdade de posição e direito a deambulação;

Qualquer que seja o local do parto, é essencial estabelecer uma boa relação entre

a mulher e o prestador de serviços

Deve-se avaliar o bem-estar físico e emocional da mulher. Isto implica verificar a

temperatura, freqüência cardíaca e pressão arterial, verificar a ingesta de líquidos e o

débito urinário, avaliar o grau de dor e a necessidade de apoio. Este monitoramento deve

ser continuado até o final do processo de parto.

Enema e tricotomia são considerados desnecessários, e somente devem ser

realizados a pedido da mulher.

Ausculta da frequência cardíaca fetal (antes, durante e após a contração uterina);

Mensuração da altura uterina; Realização da dinâmica uterina; Palpação obstétrica

(Manobra de Leopold) para determinar situação, posição, apresentação e insinuação;

Toque vaginal com critérios.

Quando existir sangramento vaginal, o toque deve ser realizado em condições

controladas, pois, em caso de placenta prévia, pode contribuir para provocar uma piora da

hemorragia, com possíveis repercussões maternas e fetais.

Dilatação:

A dilatação é subdividida em 3 fases: latente, ativa e de transição. Cada fase

possui características distintas, acompanhadas de modificações físicas e psicológicas.

(dilatação da cérvice de 0 a 3 cm)

Oferecer suporte emocional. Auxiliar no enfrentamento das contrações.

Informar a mulher sobre o progresso.

Oferecer uma dieta leve, líquida, lascas de gelo e chá. Encorajar o uso de técnicas

de concentração.

Elogiar a mulher nessa fase, estimulando-a. Usar medidas de conforto.

Permitir a participação do acompanhante como suporte da mulher.

(dilatação da cérvice de 4 a 7 cm)

Estimular a parturiente com palavras de encorajamento, , por exemplo: “Você é

capaz!”.

Lembrar que é preciso ingerir líquidos. Oferecer banho de chuveiro ou de banheira

com água morna que além de relaxar proporciona revigoramento físico.

Auxiliar nas trocas frequentes de posição.

Encorajar a mulher para esvaziar a bexiga.

Realizar massagem na região sacrococcígea para aliviar a dor. Auxiliar nas

contrações.

Manter a mulher e a família informada sobre o progresso do trabalho de parto.

(dilatação da cérvice de 8 a 10 cm)

Permanecer com a parturiente oferecendo apoio. Lembrar à parturiente sobre como

manter o padrão respiratório para que ela não gaste energia.

Aceitar a reação de mudança de humor nesta fase, a sensação de ansiedade, o

pânico, a irritabilidade e a perda do

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.4 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com