TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Transporte através da membrana

Por:   •  10/10/2015  •  Bibliografia  •  539 Palavras (3 Páginas)  •  824 Visualizações

Página 1 de 3

         RESUMO

O trabalho tem por finalidade de exemplificar todos os tipos de transporte que existem através da Membrana Plasmática.

Palavras-chave: Membrana Plasmática, Transporte.

INTRODUÇÃO

Podemos classificar o transporte de substancias através da membrana através de tipo de transporte, mecanismo de transporte e mecanismo de entrada e saída de substâncias.

TIPOS DE TRANSPORTE

É a forma como as substâncias entram ou saem da célula, usando ou não proteínas carreadoras, havendo ou não gasto de energia.

1) TRANSPORTE PASSIVO

É quando as substâncias passam livremente através da membrana plasmática, a favor do gradiente de concentração, sem que haja gasto de energia. Existem dois tipos:

  • Difusão simples, em que podemos citar como exemplo as trocas gasosas através da membrana.

  • Difusão facilitada, como exemplo, temos a difusão da glicose, que por possuir moléculas grandes demais para passarem por difusão, precisa ser transportada para dentro da célula por proteínas carreadora, as pemeases.

2) TRANSPORTE ATIVO

Nesse caso, como o transporte ocorre contra o gradiente de concentração, do meio menos concentrado para o mais concentrado, há gasto de energia pela célula. Podemos citar como exemplo as bombas de cálcio. É feita pela proteína ATPase.

MECANISMOS DE TRANSPORTE

São os mecanismos que a membrana plasmática usa para a entrada e saída de substâncias. Existem três tipos e todos fazem uso proteínas carreadoras.

1) UNIPORTE, em que podemos citar como exemplo a proteína que transporta glicose, chamada de carreador GLUT.

2) SIMPORTE, podemos citar como exemplo a proteína transportadora de Sódio/Glicose, chamada carreador SGLT1, que permite a entrada do sódio, a favor do gradiente de concentração, e impulsiona a entrada juntamente com a glicose, contra o gradiente de concentração.

3) ANTIPORTE, temos como exemplo trocador Sódio/Cálcio, em que o sódio entra na célula e o cálcio sai da célula, através da ATPase.

MECANISMOS DE ENTRADA E SAÍDA

A principal característica, é a célula transferir grande quantidade de substâncias para dentro ou para fora do meio intracelular. Esse tipo de transporte é sempre acompanhado de alterações morfológicas da célula. Existem dois tipos:

1) Endocitose

É a entrada de substâncias (sólidas ou líquidas) na célula.

  • Fagocitose é a entrada de substâncias sólidas na célula através da formação de pseudópodos, que englobam essas substâncias. Os pseudópodos se formam quando a substância a ser fagocitada, choca-se com a célula, é reconhecido pelos receptores (através de proteínas) e se adere (através do glicocálice); após isso, várias modificações no citoesqueleto acontecem, fazendo com que a membrana emita prolongamentos que englobam o material a ser fagocitado. Como exemplo de fagocitose, podemos citar as células de defesa do sistema imunológico, que a utilizam para destruir partículas estranhas e microrganismos invasores.

  • Pinocitose é a entrada de substâncias líquidas na célula, através de uma invaginação da membrana plasmática, conhecida como pinossomo, que se forma, em conjunto com o citoesqueleto, pelas proteínas clatrina, caveolina e COP, que deformam a membrana, permitindo essa invaginação. Como exemplo, podemos citar a captação de gotículas de lipídios do nosso alimento digerido por células que revestem o intestino.

2) Exocitose

É a saída de substâncias (sólidas ou líquidas) da célula.

A clatrina auxilia na formação do pinossomo e as proteínas v-SNARE (sinaptobrevina), t-SNAREs (sintaxina e Snap25), Rab e NSF estão envolvidas nos processos de reconhecimento, ancoragem e fusão deles às membranas para que sejam expelidos.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4 Kb)   pdf (83.8 Kb)   docx (11.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com