TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resumo da Matéria do ECG

Por:   •  5/1/2019  •  Resenha  •  339 Palavras (2 Páginas)  •  10 Visualizações

Página 1 de 2

ECG:

Ritmo e frequência;

ONDA P : 1,5q a 3q → e 2q a 3s↑ negativa em AVR ;
Alargada sugere hipertofia atrial;         Ausência dela é FA ;                 Em forma de serrote é Flutter

INTERVALO PR:
 3 a 5q→ ; se menor: Síndrome de WPW (pr curto) ; Se maior, B.A.V.
Se em toda batida for alargada: BAV 1° ( Gustavo atrasa todo dia)
Alarga, alarga e falha: BAV 2° ( Gustavo, atrasa, atrasa mais e não volta)
Alarga 1 e falha 1: BAV 3° ( Gustavo faz 12x36 – vem um e falha um)
Alarga 1 e falha 2: BAV 3° - 2:1 ( atrasa 1 e falha 2)
Alarga 1 e falha 3: BAV 3° - 3:1 ( atrasa 1 e falha 3) mais grave que o acima.
BAVT: a onda P não acompanha o complexo QRS ( marque as ondas p pra descobrir) Grave – quanto mais bradicárdico e menos morfológico – mais grave.

 COMPLEXO QRS:  1,5 a 2,5 q → e 5 a 30 s ↑ ; Se alargado: Bloqueio de ramo:  
Direito: em V1 e V2 terá coelhinho ^^ ( qrs’ ) e V6 a onda S será empastada
Esquerdo:  V5, V6, DI e AVL (maior que 3s
↑) aspecto de torre (1 entalho ^^ ) (2 entalhos ^^^) ou meseta (pão de açúcar) – no BRE novo (paciente não tinha anteriormente) se perde a característica para IAM – colher enzimas.

ST: supra >1qem derivações periféricas: (DI,II,III, AVs) e >2q em derivações precordiais (V1 a V6)
Quando supra todas as precordiais: Pericardite.
Se V1 e V2 com
infra, rodar V7 e V8. Se Supra em DII, DIII, AVF ( parede inferior ) rodar V3R e V4R

ONDA T: Positiva, assimétrica e menor que o QRS; Quando maior, Hiperpotassemia; Quando muito baixa, hipopotassemia. Invertida: Isquemia do miocárdio na determinada parede.

TSV: QRS intenso, inibe a onda P – reverte com Adenosina

[pic 1]

...

Baixar como (para membros premium)  txt (1.7 Kb)   pdf (78.9 Kb)   docx (572.5 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com