TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Calculo De Dieta Parenteral

Por:   •  10/9/2013  •  620 Palavras (3 Páginas)  •  1.377 Visualizações

Página 1 de 3

COMPOSIÇÃO DA NUTRICÃO PARENTERAL: CÁLCULO (Prof. Dr. Marcos F. Minicucci)

PROTEÍNAS

Solução de aminoácidos a 10%

(15 a 20%)

1g = 4 kcal

CARBOIDRATO

Principal fonte de energia da parenteral (50-60%)

Glicose 50% (via central)

1g = 4 kcal – glicose anidra

1g = 3,4 kcal – glicose monohidratada

LIPÍDEOS

Responsáveis 15-30% energia parenteral

São isotônicos (glicerol)

PASSOS PARA CÁLCULO NUTRIÇÃO PARENTERAL:

EXEMPLO:

A.M.S., sexo masculino, 40 anos, P = 70 kg, E = 1,80 m, PA = 120x80 mmHg, com diagnóstico de pancreatite aguda

necrohemorrágica. Paciente com noradrenalina 0,2 µg/kg/min., com íleo metabólico e dificuldade de introdução de nutrição

enteral. Encontra-se a 8 dias de jejum. Qual o tipo de terapia nutricional você indica? Prescreva.

1

O

PASSO: ESTIMAR A NECESSIDADE ENERGÉTICA

Recomendações sobre oferta de energia:

Fase inicial da injuria (ebb/refluxo) em pacientes críticos - 20 – 25 kcal/kg*

Fase de fluxo (após 72 horas) do início da injúria de pacientes críticos e outras situações em pacientes menos

graves – seguir tabela abaixo:

*ESPEN - 2006

Caloria/kg/dia Injúria

20 – 22 Obesidade mórbida

22 – 25 Marasmo

25 – 27 Cirurgia de pequeno porte, estados crônicos

**25 – 30 Cesses, trauma invasivo

30 – 33 Trauma esquelético

33 – 35 Queimados < 30% ASQ

> 35 Queimados > 30% ASQ

ASQ – Área de superfície queimada-

** ESPEN – 2009

Pacientes críticos → 25 a 30 kcal/kg/dia

GET = 25 x 70 = 1750 kcal 2

O

PASSO: ESTABELECER A NECESSIDADE PROTÉCA

2

O

PASSO: ESTABELECER A NECESSIDADE PROTÉICA

Injúria Dieta Proteína(g) /kg /dia

Insuficiência renal crônica em

tratamento conservador, encefalopatia

hepática

Hipoprotéica 0,6 – 0,8

Eutrofia, sobrepeso, obesidade Normoprotéica 0,8 – 1,2

Desnutrição, sepsis, trauma, infecção,

injuria renal aguda

Hiperprotéica 1,2 – 2,0

NP = 1,3 x 70 = 91 g/dia

3

O

PASSO: DISTRIBUIR A NECESSIDADE ENERGÉTICA ENTRE OS MACRONUTRIENTES

a) Proteína (15-20% energia total)

1 g  4 kcal 1750 kcal  100%

91 g  x 364 kcal  x

x = 364 kcal x = 20,8 %

Solução de aminoácidos → 10 %

10 g  100 ml

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.6 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com