TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A MEDICAÇÃO INTRACANAL

Por:   •  7/2/2019  •  Abstract  •  1.666 Palavras (7 Páginas)  •  89 Visualizações

Página 1 de 7

MEDICAÇÃO INTRACANAL

Medicação intracanal é um processo feito entre as sessões ate o momento da obturação. CUIDADO para não confundir medicação com curativo, curativo é o nosso selamnto temporário para evitar contaminação (so deixamos o dente aberto caso seja um abcesso que precisa ser drenado, caso ao contrário sempre usamos medicação intracanal + selamento.

OBS: sempre temos que limpar e formatar porque a medicação não pode ser resposavel por toda eliminação dos microrganismos

  • Complexidade anatomica (só formatamos o canal principal, as ramifiações depende da solução irrigadora e da medicação para serem limpas)
  • Redução temporaria de microorganismos (enquanto eu não limpo e formato todo o meu canal eu ainda posso ter a presença de microorganismos)
  • Proliferação dos remanescemtes (se não coloco medicação entre uma sessão e outra esses microorganismos que perssistem podem proliferar)
  • Smear layer ( hipoclorito remove a parte orgânica e o edta a sua porção inorgânica)

OBJETIVOS

Um medicamento pode ser aplicado no interior do sistema de canais radiculares pelasseguintes razões:

  1. Eliminar microrganismos que sobreviveram ao preparo químico-mecânico
  2. Impedir a proliferação de bacterias que sobreviveram ao PQM

b) Atuar como barreira físico-química contra a infecção ou reinfecçãopor microrganismos da saliva.

c) Reduzir a inflamação perirradicular e consequente sintomatologia.

d) Controlar a exsudação persistente

e) reduzir a inflamação perriradicular

f) neutralizar produtos tóxicos

g) estimular a recuperação por tecido mineralizado

[pic 1]

Existem microorganismos mais virulentos que outros (ex: gram -, as facultativas) então é necessario uma dinâmica quimica e biologica da medicação, saber selecionar qual medicação eu vou utilizar em cada caso.

SELEÇÃO DA MEDICAÇÃO INTRA CANAL DEPENDE:

  1. Do seu potencial antimicrobiano: contato direto, estado fisico, concentração e tempo de ação do medicamento
  2. Da sua biocompatibilidade ( no interior do canal, na mucosa pode ser toxica, no canal NÃO)
  3. De sua capacidade de estimulação dos tecidos dos hospedeiros

CLASSIFIAÇÃO DOS MEDICAMENTOS

Fenólicos

Eugenol

Paramonoclorofenol canforado

Adeídos

Formocresol[pic 2]

Glutaraldeído                     QUASE NÃO SÃO USADOS

Tricresol formalina                        

         

     São mais para tratamentos conservador  

Halóides

Iodofórmio – NÃO É MAIS USADO

Hidróxidos

Hidróxido de Cálcio

Corticosteróides

Hidrocortisona

Dexametasona

Antibióticos

No interior do canal, não é via sistemica. Mas aqui em MG NÃO USAMOS

Combinações

Combinar 2 dos citados acimas

Paramonoclorofenol canforado

  • Composto fenólico mais utilizado na terapia endodontica[pic 3]
  • Fenol de liga a membrana celular -> morte celulr
  • Concetrção de 35% em veículos canforados
  • Açao antibacteriana satisfatória (# de ideal, pq não atua

Nos anaérobios e pq perde a ação em 48h)

  • Atua só nos aerobios e facultativos [pic 4]
  • Age por liberação de vapores
  • Citotoxidade ( sem colocar em excessso pode levar a uma pericementite medicamentosa (inflamação das fibras do ligamento)
  • Penetrabilidade insatisfatória: perde sua ação (explicação do pq perde ação em  48h)
  • 24/28 horas no interior do SCR
  • Não precisa de contato direto com as paredes para agir, ele é liberado por vapor(sempre entre ele e o curativo tem um bolinha de algodão seco, para evitar que ela reage com o material selador)
  • Bolinha fica na entrada do canal

Eugenol

  • Deprime a atividade do nervo sensorial
  • QUANDO USAR? Aqui na clinica quase nunca usamos, mas se estou no posto de saude e o paciente está com uma pulpite, você faz uma abertura, alivia a dor do paciente (esvaziamento inicial) como você apenas aliviou com paliativo você pode usar o eugenol
  • Cuidado com a quantidade porque o excesso pode causar toxidade
  • Esse eugenol é o mesmo liquido do IRM, do cimento endodontico...

Esteróides(CORTICOIDES)

  • Agente antinflamatório potente [pic 5]
  • OTOSPORIM mesmo usado na dor de ouvido
  • QUANDO USAR? Nunca em polpa necrótica, só em polpa vital
  • Lembre –se entre sessões polpa com necrose só o paramono
  • Ex: paciente com pulpite eu vou apenas aliviar a dor, mas nem sempre eu tenho uma lima em mão para fazer um esvaziamento inicial(descomprimir aquele tecido) nesse caso minha escolha é otosporim, se não tiver? Eugenol, tb não tem? paramono

Hidróxido de Cálcio[pic 6][pic 7]

[pic 8]

O uso do HIDRÓXIDO DE CÁLCIO como medicação intracanal

  • Medicação intracanal[pic 9][pic 10]
  • IDICADO PARA:
  • Controle de exudação
  • Lesão periapical grande(Obs: consegue penetrar, e eliminar os microorganismos persistente (anaerobicos) principalmente na zona critica apical[pic 11]
  • Reabsorção inflamatória radicular[pic 12]
  • Reabsorção infamatória segundo trauma dental
  • Reabsorção interna
  • Reabsorção intrena – extrena
  • Perfuração fratura radicular horizontal
  • Obturação do canal (cimento) – cuidado não é o forrador é o obturador, só se usa em casos pontuais ex: como em caso de pacientes jovens que o apicie está aberto (alem de ser de dificil manipulaçao ao contato ele contato com qualquer interface pode levar a uma dissoluçao no interior do canal)
  • Reabsorção cervical pós –clareamneto
  • COMO COLOCAR?

ELE PRECISA FICAR TODO EM CONTATO NA EXTENSÃO DO CANAL

[pic 13]

O que acotence é que quando colocamos a “pasta” dentro do canal ele sofre uma reação quimica que dissocia o hidroxido de calcio em dois componentes: o ca++ e o OH- e cada um deles tem uma função espeficica

CA(OH)2[pic 14][pic 15]

                                         CA++                                                                                                    OH--

CALCIO         HIDROXILA

PROLIFERAÇÃO CELULAR [pic 16]

COAGULAÇÃO SANGUINEA [pic 17]

MINERALIZAÇÃO TECIDUAL

Efito mitogênico(já que eu tenho um reparo eu tenho que induzia a multiplicação de celulas)

Ativação e sintese de DNA

Ativação ATP-ase

Sintése de colágeno

Controle de exsudato(se eu não consigo controlar eu não consigo obturar e nem induzir o repato)

Reação imunológica

Ação antibacteriana

Necrose superficial

Tamponamento local

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.9 Kb)   pdf (388.7 Kb)   docx (458.9 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com