TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Bovinocultura de corte

Por:   •  8/12/2015  •  Seminário  •  2.439 Palavras (10 Páginas)  •  156 Visualizações

Página 1 de 10

Bovinocultura de Corte

Mercado e Caracterização

- Atividade de grande importância econômica: produção de alimento nobre para o mercado interno, elemento na captação de divisas = inserção nacional no mercado mundial;

- Índices zootécnicos e econômicos: limitados para maximização da competitividade;

‑ mudanças no comportamento dos consumidores;

‑ mudanças no requerimento de nível gerenciais e qualidade da mão-de-obra;

- Grandes diferenças entre rebanhos  leiteiro x vida útil maior, corte 2x maior havendo reciclagem de animais.

- Machos, maior rendimento se carcaça (maior valor da @ / 1@ = 15 kg por x reais)

- Animal em condição de estresse (glicogênio em célula hepática e muscular)

- Pré abate, jejum, questão de higiene sanitária, BE- (glucagon tira a glicose)

- Em estresse há adrenalina circulante e consequentemente aumenta a rapidez do metabolismo (quebra do nitrogênio no citoplasma - lactato anaeróbicamente)

- Arrecadação muito maior com exportação (balança comercial positiva)

- O Brasil é o maior exportador de equivalente carcaça do mundo!

- Elemento de captação de divisas = inserção nacional no mercado mundial

- Mudanças no comportamento do consumidor , determinação de consumo, segmento de mercado, estudo de mercado, feito com "donos de casa"

- Incentivação de produtores de boi para produtores de carne. Controle zootécnico, nível de ADM e mão de obra diferentes envolvendo sustentabilidade social (treinamento de funcionários)

- Índice de fertilidade (100 vacas em atividade reprodutiva que conseguiram emprenhar, se 100 emprenharam 100%, e aí vai!)

- Fisiologicamente daria para parir 1 a cada ano, mas a realidade é 1 a cada dois anos! (Índice de 50-60%)

- Para parir um bezerro hoje em média é de 48 meses (maturidade sexual 39 meses) desmamou com 7, ficou 32 meses saindo da desmama para recuperação do peso para emprenhar , época de seca (ganha peso perde peso) 3 anos pra "reemprenhar" - lucro duvidoso!

- Idade de abate média 4 anos.

- Crescimento de rebanho e índice de fertilidade

(meados dos anos 2000)

- Por aumento da população por expectativa de vida!

- Necessidade do aumento de rebanho bovino, aumento da taxa de abate anual.

- Análise de mudança de comportamento por mudança de classe social, aumento de poder aquisitivo (carne bovina!!!)

- Carne brasileira é a mais barata do mundo por causa da manutenção e manteneção dos animais.

- Diminuição da importação de carne (argentina, italiana) mas essa carne já é produzida no Brasil, só não é a média nacional

Brasil: evolução nos últimos anos, aumentando produção e produtividade.

- Maiores exportadores de equivalente carcaça do mundo:

- Perspectivas produção carne bovina no mundo:

- Brasil segundo maior produtor de carne do mundo, com muito potencial produtivo!!

- Exportação viável = baixos custos de produção (US$/kg) quando comparado aos demais exportadores.

- Além de vaca louca e barreira higiênico sanitário o custo para a produção é menor!

Disseminação da carne brasileira por todo o mundo!

O preço do metro quadrado de fazenda depende do local.

Avaliação de meias carcaças e depois os quartos (dianteiros 2° e traseiros 1°).

Exportando

...

Baixar como (para membros premium)  txt (17.2 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com