TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Breve Análise Toyotismo

Por:   •  7/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  424 Palavras (2 Páginas)  •  22 Visualizações

Página 1 de 2

Limitações do modelo:

   Uma das maiores limitações deste modelo é a sua dificuldade de ser implantado em outras empresas. O modelo Toyota necessita de muitos detalhes além de muita dedicação para funcionar com fluidez. Outro paradigma a ser quebrado é o seu custo para ser empregado em outras empresas.

  Apesar de mostrar um excelente resultado muitas empresas optam por não usar o meio Toyota de produzir, sem notar que apesar de umas perdas iniciais o sistema Toyota traz benefícios em longo prazo.

   O sistema Kata se caracteriza por sempre melhorar sua produção e por superar limites, e isso faz esse modelo sempre se superar com o passar do tempo.  O Kata de melhoria funciona todo o dia além de depender de todos os funcionários da empresa e por causa dessa dependência o estilo Toyota de produção se torna de difícil aplicabilidade em diferentes culturas.

Exemplo de aplicações:

   O modelo até hoje funcionou em sua plenitude apenas no ambiente Toyota, apesar de outras empresas tentarem implementar esse modelo. Nas tentativas, uma coisa em comum nas falhas foram as tentativas de colocar o modelo Toyota para funcionar com apenas algumas das ideias principais e não todas em sua integridade.

  O modelo Kata foi planejado para funcionar com todas as peças juntas como se fossem parecidas com engrenagens, a falta de uma peça faz todo o modelo falhar.


Passos adotados pela Toyota

   Para chegar ao patamar de produção Toyota é necessário entender os passos que ela tomou para chegar aos resultados surpreendentes que a empresa chegou. A Produção da Toyota segue algumas regras e tópicos como:

  • Talk in time: esse connceito tem como base a divisão do tempo efetivo dos operários por turno pela quantidade de compra do consumidor por turno. Assim o resultado dessa divisão demonstra a freqüência que um determinado produto deve ser fabricado, os tempos necessários para a produção e a compra entrem em sincronia, ou seja, um produto fabricado seja vendido imediatamente;

  • Produção 1X1: as peças passam pelos processos uma de cada vez, sem ter quantidades significativas de estoque entre os processos;

  • Heijunka: É o nivelamento da produção, a produção em lotes pequenos e esses lotes adaptados ao mercado e com um padrão desejado;
  • Kanban: é o conceito adotado por suprimir alguma peça que foi retirada sendo essa reposta imediatamente, a Toyota usa cartões nesse processo e com a ajuda de software ela pretende prever uma sequência para o processo. Essa melhoria ajuda ao processo maior eficiência por causa da produção melhor redigida.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.6 Kb)   pdf (50.7 Kb)   docx (11.4 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com