TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Circuitos resistivos. Lei de Ohm

Pesquisas Acadêmicas: Circuitos resistivos. Lei de Ohm. Pesquise 801.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  13/6/2013  •  Pesquisas Acadêmicas  •  2.181 Palavras (9 Páginas)  •  486 Visualizações

Página 1 de 9

1 ETAPA 1

 Aula-tema: Circuitos resistivos. Lei de Ohm.

Esta atividade, a ser realizada em grupo, será importante para que os alunos conheçam o principal componente desta disciplina, pois será utilizado em quase todo o curso de circuitos elétricos e é um componente fundamental para o bom entendimento da Lei de Ohm.

Para realizá-la, devem ser seguidos os passos descritos.

PASSOS

Passo 1

Leia o capítulo 2 do livro-texto da disciplina de circuito elétricos, Fundamentos de Análise de Circuitos Elétricos.

Passo 2

Pesquise sobre os tipos de resistores, descrevendo as suas características de construção e quais os parâmetros necessários para o dimensionamento dos resistores.

Resistores

Os resistores são construídos com a finalidade de apresentar resistência elétrica entre dois pontos de um circuito.

Um resistor é um componente eletrônico. A resistência elétrica é o fenômeno físico. Deve ficar bem clara a distinção entre os dois termos, isto porque é comum, na prática, chamar o componente de resistência. Os resistores normalmente são construídos com materiais que obedecem à primeira lei de Ohm. Os materiais mais usados na construção de resistores são: o carbono (grafite), algumas ligas como o constantan e a manganina e mesmo metais.

Com relação ao valor da resistência que apresentam, os resistores podem ser fixos ou variáveis.

Os resistores de resistência fixa podem ser de película de carvão, de metal e de fio.

Símbolos:

Resistor de fio: consiste basicamente em um tubo cerâmico, que servirá de suporte para enrolarmos um determinado comprimento de fio, de liga especial, para obter o valor de resistência desejado. Os terminais desse fio são conectados às braçadeiras presas ao tubo.

Os resistores de fio são encontrados com valores de resistência de alguns ohms até alguns quilo-ohms, e são aplicados onde são exigidos altos valores de potência, acima de 5W, sendo suas especificações impressas no próprio corpo.

Os resistores de filme de carvão são construídos a partir de um cilindro de porcelana, sobre o qual é depositada uma fina camada de carvão. Em seguida, são feitos sulcos helicoidais na superfície do carvão, de forma a se obter o valor correspondente de resistência e colocam-se os terminais de contato. As distâncias entre os sulcos e as suas profundidades determinarão à resistência do condutor. A última etapa do processo é a colocação de um isolante, envolvendo o corpo do resistor, e a colocação de faixas coloridas às quais, por meio de um código, dão o valor da resistência do resistor. Esta forma de especificar o valor da resistência pode, a princípio, parecer trabalhosa, e você pode estar pensando por que simplesmente não escrever no corpo do resistor o valor da resistência. Antigamente, o valor da resistência vinha impresso no corpo do resistor, porém dois problemas impediram a continuação desse modo de dar esta informação: primeiro não era muito seguro, pois com o tempo perdia-se (apagava-se) parte do número ou o número inteiro; segundo, com o avanço da eletrônica houve uma diminuição do tamanho dos componentes, de forma que ficava cada vez mais difícil a leitura do valor da resistência. A codificação por meio de faixas coloridas resolveu esses problemas. Fique tranqüilo porque com o tempo você vai se familiarizar com o código de cores.

Os resistores de filme de carbono são destinados ao uso geral e suas dimensões físicas determinam a máxima potência que eles podem dissipar.

Figura 1 – Exemplos de resistores

Figura 2 – Exemplos de resistores variáveis

Figura 3 – Exemplos de resistores

Passo 3

Construa um relatório, de até 05 páginas, em documento do Word, formato ABNT, e entregue ao professor relatando a pesquisa realizada nos passos descritos anteriormente.

2 ETAPA 2

 Aula-tema: Fontes dependentes ou controladas. Leis de Kirchoff.

Esta atividade, a ser realizada em grupo, será importante para que os alunos conheçam os equipamentos de medição bem como as fontes de tensões contínuas, que serão utilizados freqüentemente nos circuitos desta disciplina.

Para realizá-la, devem ser seguidos os passos descritos.

Passo 1

Leia o capítulo 3 do livro-texto da disciplina de circuitos elétricos, Fundamentos de Análise de Circuitos Elétricos.

Passo 2

Pesquise os tipos de fonte de tensão contínua, suas características e como podemos associar estas fontes.

Fonte de tensão contínua

 Definição

O dispositivo que fornece tensão contínua (DC) a um circuito elétrico é chamado genericamente de fonte de tensão ou de fonte de alimentação.

 Fontes de tensão

Fonte de tensão DC fixa:

- Este tipo de fonte fornece tensão / corrente contínua e constante.

- Com o uso, as reações químicas das fontes libertam cada vez menos energia, fazendo com que a tensão disponível seja menor.

Figura 4 – Exemplos de fontes

 Fonte de tensão DC variável (ou ajustável):

- Este tipo de fonte fornece tensão / corrente contínua e constante, cujo valor pode ser ajustado manualmente, conforme a necessidade.

- Nas fontes variáveis mais simples, o único tipo de controlo é o de ajuste

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.4 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com