TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Fornos Cedan

Ensaios: Fornos Cedan. Pesquise 860.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  19/6/2014  •  462 Palavras (2 Páginas)  •  674 Visualizações

Página 1 de 2

A seguir detalharemos um pouco do processo ocorrido em uma cerâmica que se utiliza de um forno Cedan.

Preparação da Matéria-Prima:

As matérias-primas utilizadas na indústria cerâmica tradicional são naturais, a argila e a areia, encontram-se em depósitos espalhados na crosta terrestre. Após a mineração, os materiais devem ser beneficiados, isto é, desagregados ou moídos, para serem classificados de acordo com a granulometria e muitas vezes também purificados, dependo do teor de areia na argila. O processo de fabricação, propriamente dito, tem início somente após essas operações. As matérias-primas sintéticas geralmente são fornecidas prontas para uso, necessitando apenas, em alguns casos, de um ajuste de granulometria.

Preparação da Massa:

Os materiais cerâmicos geralmente são fabricados com a utilização de dois ou mais tipos de mineral, durante o processo podem ser adicionados aditivos e até mesmo água, para facilitar o manuseio.

Mesmo no caso da cerâmica vermelha, para a qual se utiliza apenas argila como matéria-prima, dois ou mais tipos de barro com características diferentes entram na sua composição. Raramente emprega-se apenas uma única matéria-prima.

Dessa forma, uma das etapas fundamentais do processo de fabricação de produtos cerâmicos é a dosagem das matérias-primas e dos aditivos, que deve seguir com rigor as formulações de massas, previamente estabelecidas. Os diferentes tipos de massas são preparados de acordo com a técnica a ser empregada para dar forma às peças.

Formação das Peças:

Existem diversos processos para dar forma às peças cerâmicas, e a

seleção de um deles depende fundamentalmente de fatores

econômicos, da geometria e das características do produto. Os métodos mais utilizados compreendem: colagem, prensagem, extrusão e torneamento.

Secagem:

Após a etapa de formação, as peças em geral continuam a conter água, proveniente da preparação da massa. Para evitar defeitos nas peças, é necessário eliminar essa água, de forma lenta e gradual, em secadores intermitentes ou contínuos, a temperaturas variáveis entre 50 ºC e 150 ºC.

Queima:

Nessa operação, conhecida também por sinterização, os produtos adquirem suas propriedades finais. As peças, após secagem, são submetidas a um tratamento térmico a temperaturas elevadas, que para a maioria dos produtos situa-se entre 800 ºC a 1700 ºC, em fornos contínuos ou intermitentes que operam. É neste processo que desencadeia uma das maiores discussões da atualidade, a liberação de gases poluentes para o meio ambiente. Essa liberação ocorre por causa do tipo de biomassa que serviu como combustível para os fornos, mas, no caso da cerâmica estudada, não ocorre liberação efetiva desses gases, pois se utiliza do pó de serragem como combustível e todo o processo é mecânico, regulando assim as quantidades de combustível utilizado evitando o desequilíbrio do sistema e consequentemente não emitindo fumaça e menos poluente à atmosfera. E também vale ressaltar que nos fornos Cedan, a temperatura de queima em

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.2 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com