TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

GESTÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES DENTRO DO CONTEXTO ECONÔMICO ATUAL

Monografias: GESTÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES DENTRO DO CONTEXTO ECONÔMICO ATUAL. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  29/4/2013  •  2.701 Palavras (11 Páginas)  •  770 Visualizações

Página 1 de 11

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

GESTÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES DENTRO DO CONTEXTO ECONÔMICO ATUAL

2012

GESTÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES DENTRO DO CONTEXTO ECONÔMICO ATUAL

Trabalho apresentado ao Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para as disciplinas da Teorias da Administração, Análise Econômica Social, Tecnologia e Desenvolvimento Humano e Relações Interpessoais.

Orientadores: Professora Elisete Alice z. de Oliveira

Professor Ulysses Januzzi

Professor Henry Nonaka

Professora Joenice Leandro Diniz

Lajeado - RS

2012

INTRODUÇÃO

Entender a economia de um país requer que se conheçam muitos aspectos de suas políticas interna e externa. Mais que isso, para conhecer e entender a economia de um país é necessário o conhecimento de conceitos relativos a Administração de empresas e especificamente sobre análise econômica.

O presente trabalho tem por objetivo apresentar conceitos sobre a Administração de empresas e sobre as políticas econômicas que regem o Brasil. Para tanto, foram pesquisados autores que tratam do tema, nos mais vaiados meios, tanto impresso quanto eletrônico.

Justifica-se a presente pesquisa por ser relevante ao acadêmico de Administração de empresas, dado sua importância e abrangência.

1 ADMINISTRAÇÃO: CONCEITOS

A atualidade das empresas exige que se diferencie o modo de administrar, comparando-se com o passado. O surgimento de varias inovações tecnológicas e o próprio desenvolvimento intelectual do homem tornaram necessário muito mais do que intuição e percepção das oportunidades.

A administração necessita de um amplo conhecimento e a aplicação correta dos princípios técnicos e a necessidade de combinar os meios e objetivos com eficiência e eficácia. Na década de 1930 escritores e pensadores, especialmente o francês Henri Fayol e o americano Frederick Winslow Taylor, preocupados com a arte de administrar organizaram, com seu trabalho, os conceitos de Administração. Surgiu, então, a Administração de Empresas, fazendo a subdivisão da administração geral aplicada a qualquer tipo de organização. Segundo os autores, a forma com que a administração se aplica a uma empresa privada é diferente de uma governamental ou setor social sem fins lucrativos.

Enquanto ciência, a administração estuda as necessidades sócio-técnicas da organização, seu conjunto de diretrizes, cultura, processos, recursos e capital, possibilitando a realização de seu negócio de forma estruturada, integrada e consolidada.Na concepção sistêmica, a administração é entendida como um mecanismo estruturador e articulador de processos e recursos empresariais para a consecução dos resultados almejados: geração de bens, lucro e promoção do bem-estar social.

1.1 Cronologia da evolução das teorias administrativas

Embora a industrialização tenha iniciado na década de 80 (séc. XIX) com os adventos das invenções mecânicas, hidráulicas e elétricas (Revolução Industrial) o estudo sistemático só ocorreu no início do séc. XX:

• 1911 – Princípios da Administração Científica com os estudos de Frederick W. Taylor nos EEUU sobre o sistema técnico com ênfase na especialização da tarefa e controle da produção.

• 1916 – Gerência Administrativa do livro - Administração Industrial e Geral de Henry Fayol na França, com abordagem na departamentalização, competências administrativas e desempenho organizacional, sendo considerado o Pai da Administração Clássica que defendia que a administração deveria ser uma disciplina a ser estudada fora das escolas de engenharia.

• 1927 – Relações Humanas a partir dos trabalhos de R.F.Hoxié (USA, 1916), Robert Owen (Escócia, 1825) e Elton de Mayo (USA, 1924 - experiência de Hawthorne – WE Co.) onde o funcionário passa a ser visto como recurso humano e não como uma peça do sistema técnico.

• 1940 – Escola burocrática de Max Weber com ênfase na organização formal e burocracia racional.

• 1943 - Teoria da motivação e escalas de necessidades de AbrhamMeslow É considerado o pai da Psicologia Transpessoal.

• 1945 – Behavorismo (comportamento) de Herbert Simon, Teoria da decisão que concebe a organização como um sistema de decisões.

• 1954 – Teoria Geral de Sistemas de Ludwig Von Bertalanfy na Áustria, abordagem sistêmica - organização como sistema aberto, visão holística.

Peter Drucker com sua obra “The PraticeofManegement” inicia uma nova era no pensamento administrativo e gerencial que considera a administração como disciplina dada sua importância no estudo da organização. Foi considerado o Pai da administração moderna.

• 1960 – Teorias X e Y de Douglas McGregor, “The HumanSideof Enterprise”, USA

• 1981 – Teoria Z de William Ouchi, USA, estabelece o conceito de administração participativa.

Muitas são as abordagens na evolução do pensamento dos estudiosos da administração: a Clássica, a Burocrática, a Humanística, a Comportamental, a Sistêmica, a Organizacional, a Contingencial até se chegar na abordagem Estratégica; abordagens que podemos classificar em duas fases: 1. pensamento mecanicista e reducionista (primeira metade do séc XX), 2. pensamento sistêmico, orgânico e holístico.

A partir dos anos 80 as Escolas do Pensamento Estratégico, já com

...

Baixar como (para membros premium)  txt (18.9 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com