TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

MEMORIAL DE DIMENSIONAMENTO – TRABALHO EM ALTURA

Por:   •  15/11/2018  •  Pesquisas Acadêmicas  •  2.456 Palavras (10 Páginas)  •  72 Visualizações

Página 1 de 10

MEMORIAL DE DIMENSIONAMENTO – TRABALHO EM ALTURA

SISTEMA DE ANCORAGEM – LINHA DE VIDA HORIZONTAL

Generalidades

Este memorial objetiva apresentar o detalhamento do cálculo de um sistema de linha de vida horizontal para a realização de trabalho em altura, bem como estipular os critérios de instalação do sistema.

Métodos empregados

- Levantamento das informações no local de implantação.

- Cálculo dos cabos e acessórios.

Detalhamentos dos cálculos

O dimensionamento da linha de vida segue os critérios especificados abaixo:

- Reduzir a consequência de uma queda ou até mesmo eliminar o risco.

- Possibilitar o deslocamento seguro dos trabalhadores o trabalho em altura.

Dado considerados:

 Variáveis definidas:

 Cabo de Aço ABNT 6x19 AACI, classe 2160 KN Ø = 13 mm

  Massa: 0,68 Kg/m

 Flecha de mínima = 0,10 m

 Vão = 15 m

Cálculo da reação devido ao peso próprio do cabo:

RC = (m x L²) / (8 x F)

RC - reação devido ao peso do cabo;

L - distância entre os suportes que serão ancorados os cabos;

F - flecha mínima (em metros).

Rc = (0,68 + 15²) / (8 x 0,10)

Rc = 10,88 / 0,80

RC = 191,25 kgf

Cálculo da reação na horizontal:

Rh = (N x P x ϕ) / ( 2 x Tg ɸ)

Rh - reação na horizontal;

N - número de pessoas que trabalharão simultaneamente na linha de vida;

P - peso do colaborador somando seu EPI e ferramenta (sugerido P = 110 Kg);

Φ - fator de impacto φ = 2;

ɸ - ângulo formado entre uma linha imaginária que passa pelos dois pontos de apoio e a inclinação do cabo. (obs. Divise-se a flecha mínima por lc/2)

Rh = (2 x 110 x 2) / (2 x (0,15 / 7,5)

Rh = 440 / 0,075

Rh = 5.866,67 kgf

Cálculo da tração no cabo:

Tc = Rh + Rc

Tc = 5.866,67 + 191,25

Tc = 6.057,92 kgf

Fator de segurança:

 Fs = Tr / Tc

Tr - tração de ruptura mínima;

Tc - é a tração no cabo.

Fs = 12.100 / 6.057,92

Fs = 1.9973

Fs = 1,9973 – adotado2 ≥ 2  Atende a norma OSHA 1926.502.

Cálculo da deformação no cabo:

Para calculara deformação, utilizamos a equação de deformação do catálogo da CIMAF outubro/2000:

∆L = P x L / E x Am

∆L - deformação elástica;

P - carga aplicada;

L - comprimento do cabo;

E - módulo de elasticidade (11.000 Kg/mm²);

Am - área metálica.

Am = F x d²

F - fator de multiplicação que varia em função da construção do cabo de aço divulgado pelo fabricante;

d - diâmetro nominal do cabo ou cordoalha em milímetros.

Am = 0,396 x (13²)

Am = 66,92 mm²

Substituindo,

∆L = 6.057,92 x 15.000 / 11.000 x 66,92

∆L = 90868800 / 736120

∆L = 123,44

ΔL = 123,44 mm

Cálculo da Flecha máxima:

Primeiramente, deve-se calcular o tamanho real do cabo na montagem considerando a flecha mínima de 150 mm.

Portanto:

Sin ɸ = Fmin / (Lc/2)

tg ɸ = (150/ 7500)

ɸ= 0,02 rad

ɸ= 1,145916º

Sin ɸ = Fmin / (Lc/2)

Sin 1,15 = 150 / (Lc/2)

(0,020069*lc /2) = 150

Lc = 150 / 0,010034

Lc = 4.004,27 mm

Quando o cabo de aço dimensionado acima e solicitado conforme os parâmetros utilizados para os cálculos, seu comprimento final se altera, de forma que:

Lf = Lc + ∆L

Lf = 4004,27 + 31,41

 Lf = 4.035,68 mm

Cálculo da flecha máxima.

fmáx = √((Lf/2)² - (L/2)²)

√((4035,68/2)²) – (4000/2)²)

√ 4071678,2656 – 4000000

√280679,6169

fmáx = 267,73 mm

Considerações finais

Dimensionamento considerando 02 operários trabalhando simultaneamente na linha de vida no espaço de ancoragem correspondente à 4 m de largura, pontando, não deve ser conectado mais de dois operários simultaneamente na linha de vida neste trecho de ancoragem, todavia, será permitido replicar as mesmas condições para demais trechos de ancoragem, desde que obedecidos os mesmos critérios.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (16.1 Kb)   pdf (499.5 Kb)   docx (1.1 Mb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com