TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

MODELO DE PROCESSOS DE SOFTWARE

Monografias: MODELO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Pesquise 812.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  18/4/2014  •  1.815 Palavras (8 Páginas)  •  374 Visualizações

Página 1 de 8

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4

2.1 modelo de processo de software 4

2.1.1 Evolução do modelo de software 5

2.1.1.1 Vantagem e desvantagens do uso desse modelo 7

2.1.1.1.1 Um exemplo do modelo 7

3 linguagem de programação atual 8

4 CONCLUSÃO 10

REFERÊNCIAS 11

1 INTRODUÇÃO

Em meados da primeira guerra mundial tivemos uma evolução significativa no segmento corporativo.

Nesta época o mundo passava por intensas transformações e isto provocou drásticas mudanças no ciclo produtivo das empresas e percebeu-se a necessidade de controlar o seu processo de trabalho.

Baseado nestas transformações houve a necessidade de se aplicar o conceito de dinamização de processos e daí surgiu à necessidade de se administrar grandes volumes de dados em organizações de todas as esferas.

Com a criação dos computadores comerciais após a segunda guerra mundial tivemos um aumento significativo na dinamização da indústria de computadores e, conseqüentemente, o processo de construção de softwares, para que os mesmos automatizassem processos manuais e pudessem avaliar situações complexas que são parte integrante do cotidiano das organizações.

E a partir desse cenário, criaram-se modelos de desenvolvimento de softwares que atendessem a determinadas necessidades específicas e ao mesmo tempo pudessem ser utilizados na elaboração softwares sem grandes complexidades.

2 DESENVOLVIMENTO

O modelo em cascata é um modelo de desenvolvimento de software seqüencial no qual o desenvolvimento é visto como um fluir constante para frente (como uma cascata) através das fases deanálise de requisitos, projeto, implementação, testes (validação), integração, e manutenção de software. A origem do termo cascata é frequentemente citado como sendo um artigo publicado em1970 por W. W. Royce; ironicamente, Royce defendia um abordagem iterativa para o desenvolvimento de software e nem mesmo usou o termo cascata. Royce originalmente descreve o que é hoje conhecido como o modelo em cascata como um exemplo de um método que ele argumentava ser um risco e um convite para falhas.

2.1 MODELO DE PROCESSO DE SOFTWARE

Um modelo de processo de desenvolvimento de software, ou simplesmente modelo de processo, pode ser visto como uma representação, ou abstração dos objetos e atividades envolvidas no processo de software. Além disso, oferece uma forma mais abrangente e fácil de representar o gerenciamento de processo de software e consequentemente o progresso do projeto.

O Modelo Cascata, também chamado de Clássico ou Linear, caracteriza-se por possuir uma tendência na progressão seqüencial entre uma fase e a seguinte. Eventualmente, pode haver uma retro alimentação de uma fase para a fase anterior, mas de um ponto de vista macro, as fases seguem fundamentalmente de forma seqüencial.

O modelo Cascata é um modelo de engenharia projetado para ser aplicado no desenvolvimento do software. A idéia principal que o dirige é que as diferentes etapas de desenvolvimento seguem uma seqüência:

A saída da primeira etapa “fluí” para a segunda etapa e a saída da segunda etapa “fluí” para a terceira e assim por diante. As atividades a executar são agrupadas em tarefas, executadas seqüencialmente, de forma que uma tarefa só poderá ter início quando a anterior tiver terminado.

O modelo em cascata tem a vantagem que só avança para a tarefa seguinte quando o cliente valida e aceita os produtos finais da tarefa atual. O modelo pressupõe que o cliente participa ativamente no projeto e que sabe muito bem o que quer. Este modelo minimiza o impacto da compreensão adquirida no decurso de um projeto, uma vez que se um processo não pode voltar atrás de modo a alterar os modelos e as conclusões das tarefas anteriores, é normal que as novas idéias sobre o sistema não sejam aproveitadas. Numa tentativa de resolver este tipo de problema foi definido um novo tipo de processo baseado no clássico em cascata, designado por modelo em cascata revisto, cuja principal diferença consiste em prever a possibilidade de a partir de qualquer tarefa do ciclo se poder regressar a uma tarefa anterior de forma a contemplar alterações funcionais e/ou técnicas que entretanto tenham surgido, em virtude de um maior conhecimento que entretanto se tenha obtido.

O risco desta abordagem é que, na ausência de um processo de gestão do projeto e de controlo das alterações bem definido, podemos passar o tempo num ciclo infinito, sem nunca se atingir o objetivo final, ou seja disponibilizar o sistema a funcionar.

2.1.1 Evolução do modelo de software

O modelo cascata (waterfall) tornou-se conhecido na década de 70 e é referenciado na maioria dos livros de engenharia de software ou manuais de padrões de software. Nele as atividades do processo de desenvolvimento são estruturadas numa cascata onde a saída de uma é a entrada para a próxima. As suas principais atividades são:

• Estudo de viabilidade

• Análise e especificação de requisitos

• Design da arquitetura

• Design detalhado

• Codificação e testes de unidades

• Integração e teste do sistema

• Entrega e instalação

• manutenção

Existem muitas variantes deste modelo propostas por diferentes pesquisadores ou empresas de desenvolvimento e adaptadas a diferentes tipos de software. A característica comum é um fluxo linear e seqüencial de atividades semelhantes a descritas anteriormente.

Este modelo, quando proposto, introduziu importantes qualidades ao desenvolvimento. A primeira chama a atenção de que o processo de desenvolvimento deve ser conduzido de forma disciplinada, com atividades claramente definidas, determinada a partir de um planejamento e sujeitas a gerenciamento durante a realização. Outra qualidade define de maneira clara quais são estas atividades e quais os requisitos para desempenhá-las. Por fim, o modelo introduz a separação

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.7 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com