TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Manutenção Pró Ativa Windows Server

Por:   •  11/10/2013  •  1.725 Palavras (7 Páginas)  •  236 Visualizações

Página 1 de 7

Windows Server: Manutenção pró-ativa do Windows Server

Você pode simplificar a manutenção do servidor com qualquer ferramenta ou técnica que lhe ajudem a fazer uma abordagem pró-ativa.

Com muita frequência, a manutenção de servidor é algo em que ninguém pensa. Acaba sendo etapas que fazemos somente quando ocorre um desastre ou como parte de um esforço reativo para solucionar algum problema. Levando em consideração a manutenção de ferramentas e técnicas sob uma ótica pró-ativa, você poderá resolver problemas potenciais antes que eles ocorram. Você tem oportunidades consideráveis para economizar tempo, dinheiro e o mais importante, dores de cabeça.

Existem uma variedade de ferramentas e muitas orientações para lhe ajudar a realizar a manutenção pró-ativa nos Windows Servers. Veja alguns dos utilitários gratuitos e as melhores práticas recomendadas para que você reduza a inatividade, melhore o desempenho e evite problemas antes que ocorram.

Analisador de melhores práticas

A experiência coletiva dos grandes especialistas, colegas e conhecidos do setor é uma das fontes mais valiosas no mundo da TI. Como você pode capturar essa ampla gama de sabedoria e experiência e colocá-la em prática? A resposta está no BPA (Analisador de Práticas Recomendadas), uma ferramenta de gerenciamento de servidor criado no Windows Server 2008 R2.

O BPA lhe oferece uma avaliação sob demanda da configuração do seu servidor com uma coleção das melhores práticas que definem as configurações e limites ideais em uma variedade de categorias (consulte Figure 2).

Nome da categoria Descrição

Segurança As regras de segurança medem o risco relativo de uma função para a exposição de ameaças tal como usuários não autorizados ou mal-intencionados ou perda ou roubo de dados confidenciais ou de propriedade.

Desempenho As regras de desempenho medem a capacidade da função para processar solicitações e realizam as tarefas descritas na empresa no período de tempo esperado, determinado pela carga de trabalho da função.

Configuração As regras de configuração identificam as configurações da função que podem exigir modificações para obter ótimo desempenho. As regras de configuração podem ajudar a evitar conflitos de configuração que resultam em mensagens de erros ou evitam que a função desempenhe suas tarefas descritas em uma empresa.

Diretiva As regras de diretiva identificam a Diretiva de Grupo ou as configurações de Registro do Windows que podem exigir modificações para que a função opere de modo ideal e com segurança.

Operação As regras de operação identificam possíveis falhas de uma função para realizar suas tarefas descritas na empresa.

Pré-implantação A regras de pré-implantação aplicadas antes de um função ser instalada na empresa permite que os administradores avaliem se as melhores práticas recomendadas foram atendidas antes que eles utilizem a função na produção.

Pós-implantação As regras de pós-implantação aplicadas após todos os serviços exigidos para a função terem iniciado e a função estiver sendo executada na empresa garantem a configuração adequada.

Prerrequisitos do BPA As regras de prerrequisitos do BPA explicam as definições de configuração, as definições das diretivas e os recursos exigidos para a função antes que o BPA possa aplicar regras específicas de outras categorias. Um prerrequisito nos resultados da verificação indica se há uma configuração incorreta, uma função, um serviço da função ou um recurso ausente, uma diretiva habilitada ou desabilitada incorretamente, uma configuração de registro chave ou outra configuração que impediu o BPA de aplicar uma ou mais regras durante a verificação. Um resultado de prerrequisito não implica em conformidade ou não conformidade. Significa que uma regra não pode ser aplicada e portanto não faz parte dos resultados da verificação.

Figura 1 Categorias de regras no Analisador de Práticas Recomendadas

O BPA está integrado diretamente na tela da seção de resumo das Funções no Gerenciador do servidor, o qual você pode encontrá-lo nas Ferramentas Administrativas do Windows Server 2008 R2. O BPA analisará as informações atuais do servidor baseadas nas Funções e Serviços de Funções instaladas. Haverá o retorno de um relatório que identifica qualquer área na qual a configuração do servidor não está em conformidade com as melhores práticas recomendadas e fornecerá instruções para a correção da situação.

Para simplificar o processo de verificações e análises regulares do BPA, você poderá executá-lo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.7 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com