TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Relatório - interferômetro de Michelson

Por:   •  14/12/2015  •  Trabalho acadêmico  •  1.758 Palavras (8 Páginas)  •  204 Visualizações

Página 1 de 8

[pic 1]

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA - CCET

DEPARTAMENTO DE FÍSICA - DFI

INTERFERÊNCIA DA LUZ - INTERFERÔMETRO DE MICHELSON

São Cristóvão - SE

Agosto de 2015

ANDERSON DAS VIRGENS XAVIER

GENTIL ACCIOLE GOMES NETO

IURE TAISE BOMFIM DE SOUZA

LUISA MARIA HORTA MAIA

INTERFERÊNCIA DA LUZ - INTERFERÔMETRO DE MICHELSON

[pic 2]

Relatório referente ao experimento de Interferência da Luz - Interferômetro de Michelson, apresentado como requisito para a segunda avaliação da disciplina de Laboratório de Física C, na turma T06, ministrada pelo Prof. Msc. Adriano Borges Andrade.

São Cristóvão - SE

Agosto de 2015

SUMÁRIO

1.        INTRODUÇÃO        

2.        OBJETIVO        

3.        MATERIAIS        

4.        PROCEDIMENTO EXPRIMENTAL        

5.        RESULTADOS E DISCUSSÕES        

5.1        Determinação do Comprimento de Onda do Laser        

6.        CONLUSÃO        

7.        REFERÊNCIAS        


  1. INTRODUÇÃO

        A interferência é um fenômeno que representa a superposição de duas ou mais ondas em um mesmo ponto, essa superposição pode ser uma interferência construtiva, que ocorre quando a onda resultante apresenta uma amplitude maior do que a das ondas primárias, ou seja, as fases se combinam ou uma interferência destrutiva, que ocorre quando as ondas em interferência estão fora de fase, em resultado a onda resultante tem uma amplitude menor do que das ondas primárias.

        O fenômeno de interferência é uma evidência importante da natureza ondulatória da luz e os dispositivos que nos permitem observar esse efeito são chamados de interferômetros. Em 1881, A Michelson construiu um interferômetro e tinha por objetivo comprovar a existência do éter, o meio no qual se supunha na época deveria se propagar a luz. O experimento, como se sabe, não foi bem sucedido e anos mais tarde, em 1905, A. Einstein publicou o seu famoso trabalho intitulado “sobre a eletrodinâmica dos corpos em movimento” rejeitando definitivamente a existência do éter. O interferômetro de Michelson, entretanto, pode ser utilizado para medir comprimentos de onda com grande precisão.

        A utilização do aparelho consiste em dividir um feixe de luz em dois caminhos (diferentes comprimentos de onda ou materiais), refleti-los de volta e recombiná-los em um anteparo, produzindo um padrão de interferência. A Figura 1 a seguir mostra esquematicamente a montagem do interferômetro.

[pic 3]

Figura 1 – Diagrama esquemático do Interferômetro de Michelson.

        A luz parte da fonte virtual extensa F e incide no espelho semitransparente (M), de espessura desprezível. A luz é então dividida em dois feixes que seguem respectivamente para os espelhos M1 e M2 onda são refletidos de volta para M onde eles são respectivamente transmitidos e refletidos indo interferir no ponto do anteparo (O), produzindo franjas circulares de interferência, como representado na Figura 2. Na pratica para se obter o ponto luminoso ofuscado é necessário introduzir uma ou mais lentes entre a fonte de luz (laser) e o espelho semitransparente.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.2 Kb)   pdf (340 Kb)   docx (1.2 Mb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com