TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

AMAZON, APPLE, FACEBOOK E GOOGLE

Por:   •  2/3/2020  •  Resenha  •  810 Palavras (4 Páginas)  •  34 Visualizações

Página 1 de 4

AMAZON, APPLE, FACEBOOK E GOOGLE

Referência:

(DEIGHTON, John; KORNFELD, Leora. Amazon, Apple, Facebook e Google. Harvard Business School, Dezembro de 2013.

A internet, embora não tendo sido criada para ser uma plataforma de marketing, passou a sê-lo a partir do final do século XX. Com a expansão de práticas de mercado na rede como geração de leads, transações, compartilhamento de informações e persuasão, quatro empresas se destacaram e dominaram os setores de propaganda (Google), vendas de varejo online (Amazon) e redes sociais (Facebook), tendo a Apple como padronizadora de dispositivos. Essas empresas competiam entre si pela dominância do mercado e para estabelecer padrões para o marketing online. O sucesso dessas companhias deve-se exatamente à adequação ao mercado. Por terem seguido novas tendências e investindo de acordo com as mudanças, elas conseguiram prosperar e então dominar o mercado.

Alguns casos são interessantes pois mostram, também, persistência da empresa. É o exemplo da Amazon, que obteve resultados negativos por quase uma década a contar de seu lançamento. A partir de 2001 os resultados tornaram-se melhores. O que começou como uma livraria online tornou-se uma grande vendedora de varejo (setor que passou a compor a maior parte de sua renda), além de disponibilizar outros serviços a exemplo do Amazon Web Services (AWS), uma plataforma de computação em nuvem.

Já o Google iniciou sua trajetória sem gerar receita alguma, apenas mostrando o poder de sua ferramenta de busca para futuramente licenciar para outros portais e, então, gerar lucro. O que deu muito certo, já que hoje a empresa domina as buscas online e expandiu para outros setores com a compra do YouTube e outras ferramentas. Esse sucesso começou quando o Yahoo! passou a utilizar o Google como seu mecanismo de pesquisa, o que passou a gerar receita para a companhia além de dados que fortaleceriam a ferramenta de busca. Futuramente, foram lançados outros serviços que possibilitaram ganhar dinheiro com publicidade, como o AdWords, que vendia propaganda de acordo com buscas por palavras-chaves, e o AdSense que oferecia propagandas relevantes para os usuários de toda a internet. Além da aquisição do YouTube, a empresa também seguiu outros caminhos no decorrer dos anos: desenvolveu o Android (sistema operacional para telefones móveis), lançou o GooglePlay (plataforma de armazenamento de música) e outros serviços, incluindo uma rede social – o Google+ – que não obteve muito sucesso.

A Apple também enquadra-se nesse cenário de gigantes da tecnologia ligados a serviços online. O sistema operacional da empresa (iOS) era o mais utilizado para acessar a internet ainda que o Android da Google fosse predominante dentre os aparelhos móveis. Isso refletia em mais acesso a e-commerce por usuários de iOS. A Apple também tinha a Amazon como concorrente nesse aspecto: esta tinha o Kindle, que distribuía conteúdo digital para os consumidores e era otimizado para livros, enquanto aquela utilizava-se do iTunes (plataforma de música) e do iPad (um dispositivo móvel da empresa) para disputar o controle desse mercado.

Em outra categoria estava a figura do Facebook. Seu surgimento revolucionou a experiência de uso da internet, aumentando substancialmente a quantidade

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.3 Kb)   pdf (41.4 Kb)   docx (9 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com