TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

As Vidrarias de Laboratório

Por:   •  10/9/2019  •  Resenha  •  534 Palavras (3 Páginas)  •  5 Visualizações

Página 1 de 3

Aluno: Felipe Diniz Almeida

Matrícula: 201920322

Data: 06/09/2019

                                        Vidraria de Laboratório 

        A empregabilidade do material depende dos objetos e condições da execução. Vidraria de laboratório recebe tal nome devido a maior parte ser feita de cristal ou vidro temperado, entretando existem vidrarias escurecidas na finalidade de trabalhar com compostos que reagem à luz. O fator que escolhe os vidros como material escolhido é pensada na razão de o vidro não reagir com a maior parte das substâncias usadas em laboratório, podendo aquecer sem quebrar. Visto que em algumas vidrarias é comum agregar o vidro borossilicato. Ou seja, vidraria auxilia boa parte dos experimentos realizados em laboratório, através de suas marcações externas podemos medir e comparar compostos.

        É extremamente necessário que as medidas sejam feitas sem erros para não comprometer qualquer tipo de experimento. Logo, cada vidraria tem sua marca de precisão própria devendo ser respeitada à risca. Em algumas vidrarias há a presença do menisco, que é na região da medida requerida o líquido em sua superfície assume uma forma côncavo e convexo, em outras palavras, a superfície  assume esse formato pela força intermolecular em relação as moléculas da  água e as moléculas do vidro. Quando ocorre um menisco côncavo é porque as moléculas do liquido são mais fortemente atraída pela as moléculas do recipiente, já no caso do convexo é quando as moléculas do líquido são mais fortemente atraídas por moléculas de mesma origem em comparação as moléculas do vidro. Concluindo-se necessariamente que a densidade do líquido influencia diretamente da medição via vidrarias. Porém não só a densidade é um fator importante como a própria temperatura que está relacionada diretamente com a densidade.

        Por conseguinte, a intenção é chegar no resultado mais próximo dos que explicam as reações, portanto cada processo de experimento tem teu grau de limitancia obrigando a escolher-se entre exatidão e precisão. Exatidão é a resultado assumido quando se quer uma resposta aproximada entre medidas individuais que origina o valor aceito como correto exata, por outro lado a precisão é o grau de aproximação entre valores de medidas individuais, segundo Brown, Lemay e Bursten (2005). Em suma, há maneiras de tentar contornar o máximo possível a margem de erro de cada experimento, junto com os termos precisão e exatidão há também a necessidade de repetir o mesmo procedimento para melhor leitura dos dados e possíveis erros.

                                              Referência Bibliográficas

- Brown, T.L; LeMay, E., Bursten, B.E. Quimíca a ciência centra. 9º ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005. p.13-19

- Fogaça, Jennifer. Vidrarias de laboratório. Manual da Quimíca, 2019. Disponível em: https://www.manualdaquimica.com/quimica-geral/vidrarias-laboratorio.htm. Acesso em: 06/09/2019

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3 Kb)   pdf (55.2 Kb)   docx (8.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com