TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

DEMONSTRACOES FINANCEIRAS DAS LOJAS AMERICANAS S.A. CONTABILIDADE FINANCEIRA

Por:   •  6/5/2020  •  Trabalho acadêmico  •  1.211 Palavras (5 Páginas)  •  63 Visualizações

Página 1 de 5

[pic 3]

DEMONSTRACOES FINANCEIRAS DAS LOJAS AMERICANAS S.A.

CONTABILIDADE FINANCEIRA

JANEIRO 2020

[pic 4]

Elaborado por: Cinthia Elizabeth Alcántara Quispe

Disciplina: Contabilidade financeira

Turma: MBA online


Introdução

A contabilidade é uma ciência necessária para ter uma noção medível da situação real da empresa. Dentro desta, as Demonstrações contáveis interpretam detalhadamente cada resultado e monstra o equilíbrio da empresa.

A composição do patrimônio, DRE e os índices inferidos, irão a dar dados importantíssimos para ter uma previsão do acontecer futuro da empresa e também irão a consolidar o interesse de investidores externos.

Neste trabalho iremos apresentar as demonstrações contáveis da empresa LOJAS AMERICANAS, comparando os resultados dos anos 2016 – 2017.

Desenvolvimento

Analise vertical:

Também denominada analise de estrutura, Esse tipo de analise ajuda a identificar qual é a porcentagem de participação dos diferentes indicadores dentro dos resultados. Esse relatório mostrará a composição da empresa e a participação de cada conta.

Desta forma conheceremos a importância de cada conta no cenário da respectiva demonstração.

Neste exercício, mostramos no Quadro 1 o analise vertical das demonstrações das Lojas americanas  comparando o 2016 com 2017.

Consideramos que no ATIVO CIRCULANTE, as contas mais significativas são as APLICACOES FINANCEIRAS (17.3%)  e o ESTOQUE (13.8%) , em quanto no PASSIVO as contas mais relevantes são os FORNECEDORES (21%), EMPRESTIMOS e FINANCIAMENTOS (55%).

Podemos interpretar que, quando comparamos o 2016 e 2017, o ativo circulante teve um acréscimo de 51.7% a 57.6%, com um aumento de quase 8% no Ativo disponível ( caixa e bancos), aumentando a sua liquidez no 2017.

O Ativo não circulante teve um encolhimento de 48.3% para 42.8%.

Na avaliação do Passivo, observamos um diminuição do passivo não circulante e aumento do patrimônio liquido de 15% para 26.5%, a predomínio do capital social realizado.

 

31/12/17

 

31/12/16

 

ATIVO TOTAL

17,400,408

100%

12,769,527

100%

ATIVO CIRCULANTE

10,022,613

57.6%

6,596,830

51.7%

disponível (caixa e bancos)

2,029,213

11.7%

293,239

2.3%

aplicações financeiras

3,015,768

17.3%

1,992,235

15.6%

contas a receber

1,562,301

9.0%

1,446,172

11.3%

estoque

2,400,868

13.8%

2,146,536

16.8%

tributos a recuperar

408,889

2.3%

340,554

2.7%

despesas antecipadas

23,660

0.1%

24,429

0.2%

outros ativos circulantes

581,914

3.3%

353,665

2.8%

ATIVO NÃO CIRCULANTE

7,377,795

42.4%

6,172,697

48.3%

realizável a longo prazo

990,528

5.7%

785,025

6.1%

investimentos

3,188,906

18.3%

2,665,136

20.9%

imobilizado

2,810,785

16.2%

2,347,609

18.4%

Intangível

387,576

2.2%

374,927

2.9%

PASSIVO e PATRIMÔNIO LÍQUIDO

17,400,408

100%

12,769,527

100%

PASSIVO CIRCULANTE

5,519,766

31.7%

4,336,474

34.0%

obrigações sociais e trabalhistas

80,349

0.5%

47,382

0.4%

fornecedores

2,699,348

15.5%

2,436,543

19.1%

obrigações fiscais

241,729

1.4%

232,744

1.8%

empréstimos e financiamentos

2,169,848

12.5%

1,233,657

9.7%

dividendos e JCP a pagar

101,733

0.6%

115,007

0.9%

outros passivos operacionais

226,759

1.3%

271,141

2.1%

PASSIVO NÃO CIRCULANTE

7,258,958

41.7%

6,442,597

50.5%

empréstimos e financiamentos

7,001,300

40.2%

6,306,674

49.4%

passivo com partes relacionadas

195,976

1.1%

76,639

0.6%

provisões fiscais previdenciárias

61,682

0.4%

59,284

0.5%

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

4,621,684

26.6%

1,990,456

15.6%

capital social realizado

3,926,518

22.6%

1,441,673

11.3%

reservas de capital

71,587

0.4%

46,142

0.4%

reservas de lucros

597,146

3.4%

482,214

3.8%

ajustes de avaliação patrimonial

26,433

0.2%

20,427

0.2%

Na avaliação da DRE no quadro 2, percebemos que não teve uma diferença porcentual entre um ano e o outro, mantendo os mesmos custos dos bens e o lucro liquido do exercício.

        

Quadro 2 – Demonstração do resultado do exercício (em mil reais)

 

 

 

 

 

31/12/17

 

31/12/16

 

receita líquida de bens ou serviços

11,000,183

100%

10,372,345

100%

custo dos bens ou serviços vendidos

-7,110,019

-65%

-6,676,398

-64%

lucro bruto

3,890,164

35%

3,695,947

36%

despesas operacionais

-2,462,426

-22%

-2,281,406

-22%

despesas com vendas

-1,599,579

-15%

-1,486,372

-14%

despesas gerais e administrativas

-527,291

-5%

-425,286

-4%

resultado de equivalência patrimonial

-238,484

-2%

-276,571

-3%

outras receitas e despesas operacionais

-97,072

-1%

-93,177

-1%

resultado antes das receitas e despesas financeiras

1,427,738

13%

1,414,541

14%

receitas financeiras

480,869

4%

404,262

4%

despesas financeiras

-1,515,602

-14%

-1,523,650

-15%

resultado antes dos tributos sobre o lucro

393,005

4%

295,153

3%

imposto de renda e contribuição social

-155,377

-1%

-83,496

-1%

lucro líquido do exercício

237,628

2%

211,657

2%

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.2 Kb)   pdf (364.4 Kb)   docx (1.2 Mb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com