TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O DESAFIO PROFISSIONAL II

Por:   •  19/10/2015  •  Trabalho acadêmico  •  5.811 Palavras (24 Páginas)  •  132 Visualizações

Página 1 de 24

[pic 1]

Tecnologia Gestão de Recursos Humanos

ANNE ARIRTH FEITOSA AGUIAR LIMA   RA: 9682457734

DESAFIO PROFISSIONAL DAS DISCIPLINAS: SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO, TÉCNICAS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO, RELAÇÕES SINDICAIS E NEGOCIAÇÕES TRABALHISTAS

Valparaiso de Goiás/GO

2015

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO.....................................................................................

PASSO 1 ..............................................................................................

PASSO 2  ....................        

PASSO 3         

PASSO 4  ....        

PASSO 5 ....        

CONSIDERAÇÕES FINAIS ..................................................................

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .....................................................


INTRODUÇÃO

Venho por meio desse trabalho, apresentar propostas de melhorias e soluções dos problemas atuais a construtora Lopes & Lopes organização do segmento da construção civil responsável pelo canteiro de obras do viaduto Martelli Videira no interior do Rio Grande do Sul. A mesma tem um quadro efetivo de 200 profissionais de diversas áreas técnicas e operacionais, sem contar os 300 terceirizados sob sua corresponsabilidade.

A obra foi paralisada depois de um colaborador ter sofrido acidente.

Os colaboradores alegam que o acidente com o colega foi o estopim para deflagrarem a greve.

Os trabalhadores paralisaram a obra reivindicando reajuste salarial imediato de 8% melhores condições de trabalho dos equipamentos de saúde e segurança do trabalho, além de contratação de 5% a mais do quadro efetivo de mão de obra, que coordena as atividades dos demais profissionais, exigindo reajuste salarial antes da data base do dissidio da categoria.

Diante desta situação, eu que sou responsável pelo canteiro de obras, na área de Recursos Humanos, fui denominada como porta voz e vou fazer as negociações entre a organização, Ministério do trabalho, e o Sindicato da Categoria, visando a melhoria da situação dos colaboradores e o bem estar, de todos na Empresa.

 

PASSO 01: 

Primeiramente, você deverá fazer um levantamento junto ao Departamento de Pessoal da empresa, e verificar em qual ou quais cargos, ocorre maior número de desligamento de funcionários.

Diante dos resultados obtidos, você deverá apresentar um planejamento para recrutamento e seleção desses profissionais ou parte deles, para isso, deverá levantar o custo unitário (salário, benefícios, material de proteção) por colaborador para tomada de decisão.

Após esse levantamento, você deverá demonstrar quais as técnicas de recrutamento e seleção serão utilizadas no processo de contratação, e quais os benefícios para a organização e para os trabalhadores, ao efetivar estas contratações.

 O Cargo que ocorre o maior número de desligamento na Lopes & Lopes e o de Mestre de Obras.

O custo benefício Salário: Varia entre os Estados Brasileiros, podendo ir de 1,5 mil reais até mais de 3 mil reais. A quantidade da obra também pode influenciar o piso salarial desse profissional.

Salário do mestre de obra da Indústria da Construção Civil do Rio Grande do Sul

  • Mestre de obras com até 25 subordinados: R$ 15,11 por hora
  • Mestre de obras com mais de subordinados: R$ 20,36 por hora

Com os adicionais da categoria, o mestre de obras pode chegar a receber um salário de mais de 11 mil reais, mais benefícios como seguro de vida, horas extras, adicional de periculosidade, vale refeição e participação nos lucros, dependendo da empresa onde trabalha, da quantidade de subordinados e do porte da obra.

Os materiais de proteção usados por um mestre de Obra são:

Botas, óculos, protetor auditivo, capacete, uniforme, cinto de segurança, etc.

 Custo Mensal
Cada categoria envolve um tipo de trabalho, o que determina o respectivo padrão de EPIs. Para o desenvolvimento desse cálculo, vamos determinar qual era o tempo de validade e de desgaste de cada material.

Como exemplo, o caso de uso de bota. Os funcionários recebem dois pares a cada seis meses. Ou seja, a compra - e, portanto, o desembolso - é semestral, mas é interessante para a empresa saber o custo mensal desse material. Então, "o custo unitário da peça é multiplicado pela quantidade de peças fornecidas e dividido pela periodicidade da troca".

...

Baixar como (para membros premium)  txt (41.1 Kb)   pdf (295.3 Kb)   docx (103.9 Kb)  
Continuar por mais 23 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com