TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Tópicos de Produção e Operações

Por:   •  13/5/2024  •  Monografia  •  1.751 Palavras (8 Páginas)  •  16 Visualizações

Página 1 de 8

[pic 1]UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Curso de graduação em Administração

Docente Renata Campolim Camargo

Tópicos de Produção e Operações I

Leonardo Martins

 

ISO 45000 E ISSO 31000

Frutal

2023

ISO 45001: uma abordagem abrangente para a gestão da Saúde e Segurança ocupacional

A segurança e saúde ocupacional são aspectos fundamentais em qualquer ambiente de trabalho. Nesse quesito, exatamente por reconhecer a sua importância, a International Organization for Standardization (ISO) desenvolveu a norma ISO 45001, publicada em março de 2018. O primeiro dígito “4” representa que a norma está relacionada à área de gestão de uma organização; o “5”, por sua vez, indica aquelas que são específicas da saúde e segurança operacional; os outros dígitos são reservados para um possível uso futuro, no qual novas normas podem ser desenvolvidas nessa área.

A princípio, é de suma importância compreender o que é a ISO 45001, bem como seus princípios e propósitos. A ISO 45001 é uma norma internacional desenvolvida para o Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional, a qual foi projetada para auxiliar na melhoria do desempenho de qualquer empresa em termos de Saúde e Segurança do Trabalho, fornecendo um conjunto efetivo e eficaz para melhorar a segurança do trabalho nas cadeias de suprimentos locais, locorregionais e globais.

A ISO 45001 substituirá a norma OHSAS 18001, isso porque foi identificado que existe cerca de 40 versões diferentes dessa norma antiga, sendo, também, necessária a reformulação de alguns conceitos como “risco” e “lugar de trabalho”. Na ISO 45001, o enfoque abrange, principalmente, a identificação de riscos e respectivos controles, englobando as novas áreas dos sistemas de gestão, visando uma maior compatibilidade dos sistemas. Além disso, a nova norma possui reconhecimento internacional, estrutura de alto nível e a participação ativa dos trabalhadores – promovendo a consulta, comunicação e colaboração na identificação de riscos e na tomada de decisões.

Os princípios da ISO 45001 são basicamente:

  • Envolvimento da liderança: a alta direção está comprometida na implementação do sistema de gestão de saúde e segurança ocupacional, demonstrando sua responsabilidade e dever para com a proteção do trabalhador;
  • Abordagem baseada em riscos: prioriza a identificação de riscos e a implementação de controles apropriados para reduzi-los a um nível aceitável;
  • Participação dos trabalhadores: a norma promove a participação ativa dos trabalhadores na identificação de perigos, avaliação de riscos, tomada de decisões, tudo relacionado à saúde e segurança ocupacional, tornando o ambiente de trabalho mais inclusivo e melhorando a conscientização dos funcionários sobre os aspectos de segurança.
  • Melhoria contínua: estabelece que é necessário estar em mudança e melhoria contínuas, estabelecendo metas, monitorando o desempenho e analisando os incidentes, com o objetivo de implementar ações corretivas para sanar os erros e vícios, garantindo, assim, a eficácia contínua do sistema.

Nesse viés, são estabelecidos os propósitos da ISO 45001:

  • Proteção dos trabalhadores: justamente por ter como princípio a redução de riscos ocupacionais, a minimização de lesões e doenças, o propósito primordial dessa norma é proteger a saúde, segurança e bem estar dos trabalhadores;
  • Cumprimento de obrigações legais:  a norma auxilia as organizações no cumprimento de leis e regulamentações relacionadas à saúde e à segurança ocupacional em suas respectivas jurisdições;
  • Aumenta a confiança;
  • Melhora a eficiência.

A ISO 45001 possui inúmeros pontos positivos a seu favor, como: a melhoria da segurança e saúde ocupacional, o compromisso com a conformidade legal, o engajamento dos funcionários, a melhoria da reputação e competitividade. Por outro lado, assim como qualquer outra norma, possui também contras, sendo eles:

  • Implementação complexa: pode exigir recursos significativos, como tempo, dinheiro, especialização técnica;
  • Manutenção contínua: após a certificação, é necessário atualizar a mante o sistema de gestão da saúde e segurança ocupacional, fatos esses que requerem um compromisso contínuo de recursos e esforços para garantir a conformidade e melhoria contínua;
  • Rigidez e inflexibilidade: as normas podem ser rígidas e terem dificuldades em se adaptarem a diferentes setores e realidades organizacionais específicas, limitando a capacidade das empresas de adotarem abordagens mais inovadoras e personalizadas;
  • Foco excessivo na conformidade: a certificação da ISO 45001 pode acarretar um foco excessivo na conformidade com os requisitos normativos, em detrimento de uma abordagem mais holística para a segurança e saúde ocupacional, o que pode levar à conformidade apenas superficial, sem uma verdadeira mudança de cultura organizacional.

A ISO 45001 pode ser aplicada a qualquer organização que busque estabelecer e implementar um sistema de gestão de saúde e segurança ocupacional reconhecido internacionalmente  de modo a minimizar os riscos para as partes envolvidas, bem como para aquelas que buscam melhorar constantemente o seu desempenho e manter todas as operações de acordo com as políticas de saúde e segurança e de acordo com a legislação.

Adentrando-se nos casos de implementação da ISO 45001 que obtiveram sucesso, ressalta-se a Coca-Cola HBC, a qual focou na identificação de riscos ocupacionais, na implementação de medidas preventivas e na promoção de uma cultura de segurança no local de trabalho; ainda, outro exemplo é a Volvo Group, a qual adotou a norma em suas instalações globais para melhorar a segurança e saúde ocupacional de seus funcionários, estabelecendo metas ambiciosas para reduzir acidentes e lesões, implementando sistemas de gestão robustos para identificar e gerenciar os riscos ocupacionais.

Não há registros de organizações que fracassaram com a implementação da ISO 45001. No entanto, há pontos de dificuldades em comum relatados pela organização, sendo eles: a falta de conscientização e compreensão, a mudança de cultura organizacional, o envolvimento dos funcionários – a dificuldade encontrada foi a falta de comprometimento e participação ativa –, alocação de recursos adequados e, por fim, a complexidade e documentação excessivas.

Diante todo o exposto, enfatiza-se que a ISO 45001 foi desenvolvida objetivando a transformação nas práticas no local de trabalho, reduzindo os trágicos acidentes e doenças relacionadas ao ambiente de trabalho, transformando este em um espaço seguro para todos, independente de qual setor seja.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.6 Kb)   pdf (200.4 Kb)   docx (312.9 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com