TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

CPC 18 - Investimentos em Coligadas e Controladas

Por:   •  23/5/2015  •  Monografia  •  1.143 Palavras (5 Páginas)  •  715 Visualizações

Página 1 de 5

ANHANGUERA EDUCACIONAL S.A.

Faculdade Anhanguera de Taboão da Serra

  1. Curso de Ciências Contábeis

Denis Cardoso Silva

e Otávio Barbosa dos Santos Almeida

Investimentos em Coligada e Controlada: Um Estudo do Método da Equivalência Patrimonial 

Professor(a) Orientador(a): Ms. Márcia Marcondes da Silva

                Taboão da Serra

2015


LISTA DE FIGURAS

Figura 1 – Adoção da IRFS no Mundo


LISTA DE SIGLAS

ABP – Accounting Principles Board

AICPA - American Institut of Certified Public Accountants)

CPC – Comitê de Políticas Contábeis

FASB - Financial Accounting Standards Board

IAS - International Accounting Standards

IASB - International Accounting Standards Board(Conselho De Normas Internacionais de Contabilidade)

IASC - International Accounting Standards Committee

IFRS – Internacional Financial Reporting Standards

US GAAP – Generally Accepted Accounting Principles


SUMÁRIO

  1. Introdução..........................................................................................................
  1. Objetivo Geral
  2. Objetivo Específico
  3. Justificativa
  4. Situação Problema

  1. Introdução:

Devido à globalização e como consequência a internacionalização da contabilidade, foi necessária uma criação de uma norma técnica surgindo assim as Normas Internacionais de Contabilidade emitidas pela IASB, surgindo assim no Brasil o CPC com o objetivo "o estudo, o preparo e a emissão de Pronunciamentos Técnicos sobre procedimentos de Contabilidade e a divulgação de informações dessa natureza”.

Dentro desses CPCs está o CPC18, equivalente ao IAS 28, tratando do investimento das coligadas e controladas, definindo os requisitos para a aplicação do Método de Equivalência Patrimonial.

1.1 Objetivo Geral: especificar como devem ser contabilizados os investimentos em Coligadas e em Controladas nas demonstrações individuais e nos demonstrativos consolidados.

1.2 Objetivos Específicos:

Identificar a consolidação das demonstrações contábeis entre as empresas

Apresentar a definição entre controladoras e controladas

Descrever o investimento mais aderente ao Pronunciamento Técnico CPC 18

1.3 Justificativa:

O Método de Equivalência Patrimonial incluso, fazendo parte da CPC 18, é de grande importância, pois além dos cálculos é composto por legislação e leis, além de conceitos de contabilidade para advogados e empresarias, fazendo uma ligação entre a contabilidade e o direito, sendo um fator essencial para a execução completa e eficiente da análise.

De acordo com o próprio Comitê de Pronunciamentos Contábeis, a CPC 18 é a relação de investimento entre Coligadas e Controladas. Coligada quando o investidor tem uma influência significativa, mas não sendo uma controlada. Controlada é quando várias controladas se juntas para formar uma maioria que tomam as decisões da organização. Sendo o Método de Equivalência Patrimonial a forma de contabilização através de investimentos de uma empresa pra outra.

De acordo com Portela(2011) do blog “Discutindo Contabilidade” a CPC 18 “determina o tratamento a ser dado aos investimentos em coligadas associadas.” Os problemas mencionados são referentes aos investimentos avaliados e mensurados pelo Método de Equivalência Patrimonial e das operações que não são avaliadas por esse método.

        Em casos em que uma empresa atravessa as fronteiras de seu país, começando a receber investimentos de outras empresas é necessária a conversão desses investimentos em seus balanços, desempenhado pelo método de equivalência patrimonial.

1.4 Problemática : Qual a importância da equivalência patrimonial, segundo as orientações da CPC 18, para o mundo coorporativo e empresarial.

  1. História da Contabilidade Internacional

2.1 Contabilidade Científica

A história da Contabilidade é tão antiga quanto à história da Antiguidade datada de 8000 a.C na Suméria e Egito vem a Contabilidade Empírica, se desenvolvendo ao longo da história, passando da Contabilidade Empírica para a Contabilidade Sistemática de Leonardo Fibonaci, o Pisano. Chegando na Contabilidade Literária até chegar em 1840 com a publicação do livro "La Contabilità Applicatta alle administrazioni Private e Plubbliche " , ou seja, “A Contabilidade Aplicada para Administração Privada e Pública” do contabilista público Francesco Villa reformulando os conceitos de contabilidade.

Para ele a contabilidade pressuponha em “conhecer a natureza, os detalhes, as normas, as leis e as práticas que regem a matéria administradas” (Villa, 1840), ou seja, o patrimônio.

O motivo foi a intensificação do comércio internacional  e com as guerras acontecidas nos séculos XVIII e XIX responsáveis por várias falências e a necessidade de decorrer os responsáveis das perdas entre credores e devedores, fazendo da Itália o primeiro país a restringir a prática da Contabilidade, apenas para quem tem devidos conhecimentos.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.7 Kb)   pdf (131.4 Kb)   docx (77.6 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com