TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Os Impactos Da Implantação Do E-Social Para Os Profissionais Contábeis

Por:   •  13/3/2019  •  Projeto de pesquisa  •  983 Palavras (4 Páginas)  •  9 Visualizações

Página 1 de 4

Título: Os Impactos Da Implantação Do E-Social Para Os Profissionais Contábeis

Autores: Ana Carolina Candido Pereira

           José Luiz da Silva Junior

Instituição: Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos - Unifeb.

Email: Anninhaac8@gmail.com

           Joseljunior95@gmail.com

        

  1. INTRODUÇÃO

Os avanços tecnológicos sobre informações e comunicações, transformaram de diversas maneiras aspectos sociais, inclusive a relação entre o governo e seus contribuintes. Para proporcionar e obter fornecimento de informações de forma online criou-se o governo eletrônico, ou E-Gov, que possui como finalidade a criação de melhorias de processos em geral e o aumento de transparência entre as operações realizadas.  (VELLUCCI et al., 2017).

Após o surgimento do E-gov, houve a implantação do sped, que representa uma iniciativa do governo na área tributária, onde procura estimular o compartilhamento e a troca de informações e interesses entre órgãos tributários. (MAGALHÃES; AMILTON, 2016, p. 3).

Young (2009) destaca que a partir da criação do SPED, diversas leis, portarias e convênios sofreram alterações no âmbito estadual e federal afim de que facilitassem a implantação do programa juntamente com seus subprojetos, para que os mesmos funcionassem com sucesso.

Dentre os subprojetos citados anteriormente destaca-se a implantação do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais (E-SOCIAL), que é responsável pela entrega de informações da folha de pagamento, obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais. Tem como objetivo aperfeiçoar a padronizar a transmissão dessas informações aos órgãos governamentais. (CAON; NASCIMENTO, 2017, p. 2).

De acordo com Marin; Silva e Gonçalves (2015), a partir de sua vigência, o E-Social substituirá e demonstrará as seguintes obrigações acessórias, GFIP, RAIS, DIRF e CAGED. Possuindo como finalidade padronizar as folhas de pagamento, diminuir a quantidade de obrigações acessórias e erros ou inconsistências em informações. O projeto visa garantir de forma efetiva os direitos trabalhistas e previdenciários, “simplificar” o cumprimento das obrigações devidas, além de aumentar a arrecadação por meio da redução de inadimplência, erros e sonegações.  (BRASIL, 2015).

Dentre as informações inclusas na entrega do E-Social, estão, eventos trabalhistas em geral, como admissões, avisos prévios, afastamentos e outros; folha de pagamento; ações trabalhistas; retenções de contribuição, etc. (FILIPIN et al., 2016)

 Acriação do E-Social pela Receita Federal exigirá dos profissionais contábeis e das empresas uma rápida adequação em relação a Tecnologia deInformação. (MAHLE; SANTANA, 2009, p. 20).

Diante do exposto, pode-se confirmar por meio do trabalho de Costa et al. (2010), que estudos sobre práticas diante do E-Social beneficiam todas as esferas do governo, pois auxiliam na gestãopública, facilitando o acesso às informações dos contribuintes. (OLIVEIRA; ÁVILA, 2016, p. 4).

            Estudos realizados mostram que o cenário contábil é um dos que mais sofre alterações devido a implantações de projetos tecnológicos. Segundo Oliveira e Ávila, os profissionais contábeis realizaram em média 25 horas de cursos em relação as implantações de plataformas digitais. (RUSCHEL; FREZZA; UTZIG, 2011, p. 11).

Portanto fica o questionamento do artigo: Como será a adaptação dos profissionais Contábeis responsáveis pela entrega de informações ao E-Social? Dessa forma, o propósito principal do mesmo, encontra-se na investigação da adaptação dos profissionais contábeis em relação às práticas do E–Social, uma vez que “as preocupações que todos os profissionais e setores estão tendo em se adequar ao E-Social tem sido muito grande, pela sua complexidade na implantação total.”  Oliveira (2014, p. 3).

O presente estudo se justifica, por tratar-se de um assunto novo na contabilidade e sua discussão é em nível nacional, pois o profissional da área contábil terá uma grande responsabilidade, com grandes mudanças em sua rotina trabalhista. Além disto, este é um tema de comum interesse para profissionais contábeis, empresas e também para o Poder Público. (OLIVEIRA; SANTANA; MARTINS, 2017, p. 2).

O artigo encontra-se estruturado em cinco partes, sendo elas, a primeira introdução, na segunda encontra-se o referencial teórico; na terceira a metodologia utilizada; na quarta, os resultados obtidos; E por fim, as considerações finais.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.5 Kb)   pdf (86.3 Kb)   docx (10.9 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com