TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

EMPRESA: CENTRO DE CARRO STRADA LTDA

Por:   •  28/5/2014  •  Projeto de pesquisa  •  857 Palavras (4 Páginas)  •  124 Visualizações

Página 1 de 4

ATPS DE EMPREENDEDORISMO

(DESAFIO 1 E ETAPAS 1e 2)

DESAFIO 1

EMPRESA: Centro automotivo STRADA LTDA

Serviço : Alinhamento de veículos,balanceamento e serviços de suspensão em geral.

PASSO 1 –NOMES E RA

PASSO 2 – Leitura e reflexão

Passo 3(pesquisa)

Empreendedorismo

O empreendedorismo é o fator que permite que os negócios sobrevivam e prosperem em empresas novas ou já estabelecidas, neste cenário cada vez mais competitivo e globalizado em que nos encontramos.

Empreendedor

Empreendedor é, no contexto deste curso, todo indivíduo que promove mudanças na forma de conceber um produto ou serviço, por meio da utilização de novos recursos organizacionais ou materiais. O perfil do empreendedor é composto por características, comportamentos e atitudes próprias de quem busca realizar coisas novas.

PERFIL DO EMPREENDEDOR

Capacidade de assumir riscos calculados

Capacidade de enfrentar desafios é uma combinação de ousadia, coragem, controle e determinação. Ao arriscar seu patrimônio num novo negócio, o empreendedor está colocando a realização de seus ideais acima da suposta segurança do trabalho assalariado. Os riscos fazem parte de qualquer atividade, e é preciso saber conviver com eles e sobreviver a eles. É preciso aprender a administrá-los.

Identificar oportunidades

É a capacidade natural de estar permanentemente atento a tudo que acontece à sua volta. Um empreendedor tem sensibilidade para fazer coisas novas, na hora e no lugar certo. Ou seja, ele sabe identificar as necessidades do seu cliente e produz bens e serviços que satisfaçam essas aspirações. O empreendedor é curioso e vive em constante pesquisa de novos caminhos, seja no trabalho, em casa, no passeio, em leituras, televisão, etc.

Liderança

É a capacidade de influenciar pessoas a executar tarefas levando em consideração que cada um tem sua vida pessoal e suas aspirações. O líder dá o exemplo, estimula os colaboradores e os mantêm motivados. Seu papel é desenvolver uma cultura organizacional voltada para o cliente, que permita o estimulo para as pessoas trabalharem satisfeitas.

Metas e objetivos

O empreendedor estabelece objetivos a longo prazo e define metas de curto prazo. As pessoas geralmente têm sonhos e objetivos de curto prazo, muitas vezes, vagamente definidos. A tendência do empreendedor é definir claramente objetivos e metas que lhe dêem condições de realizar projetos mais amplos e duradouros. O empreendedor tem nítida direção de conduta e determinação. Ele sabe o que quer e onde pretende chegar.

Persistência

É a capacidade de definir e manter o direcionamento de sua empresa rumo ao sucesso, apesar das dificuldades encontradas. É a persistência pelo ideal, pelos objetivos a que se propõe, superando os obstáculos do caminho.

Visão global

Hoje em dia, a satisfação do cliente é fundamental para o sucesso do negócio. E quando se diz "cliente" entende-se aquele que compra, o fornecedor, a comunidade vizinha e principalmente o funcionário. A satisfação dos clientes externos é conseqüência de pessoas que trabalham satisfeitas. O empreendedor vê a organização como processo de satisfação das necessidades do cliente, em permanente harmonia com o ambiente interno.

Atualização

O empreendedor está sempre disposto a aprender. Ele tem sede de conhecimento, de buscar novas informações dentro do seu ramo de atividade, ou fora dele. Entende que a inovação contínua é a base das organizações modernas. Tem consciência de que nunca sabe tudo e que sempre existe coisas a entender e a descobrir sobre sua empresa, clientes, fornecedores, parceiros, concorrentes e funcionários.

Organização

Estabelecidas as metas, o empreendedor deve encontrar os meios para alcançá-las. Ele entende que os resultados almejados precisam ser obtidos por meio da aplicação dos recursos disponíveis de forma lógica, racional e clara. A partir das metas define-se o caminho a percorrer. Ser organizado é definir onde quer chegar, planejar como chegar, garantir a execução do planejado, identificar e corrigir possíveis desvios de rotas.

Inovação

Tem grande capacidade de inovar e criar. Desenvolve novas soluções quando aquelas já conhecidas não satisfazem. Transforma idéias em fatos concretos e dinâmicos, que garantam a permanente evolução da organização.

Criatividade

O Empreendedor está sempre concebendo novas soluções e conceitos. Não teme o insucesso, interage concretamente na realidade, identifica as raízes dos problemas, desafia as ideias pré formatadas pelos meios tradicionais de administração e gera alternativas objetivas, na obtenção do sucesso desejado.

Comprometimento

O empreendedor tem alto nível de compromisso com o trabalho que desenvolve. Faz sacrifícios pessoais ou esforços extraordinários para completar tarefas, ou cumprir compromissos assumidos. Aceita a responsabilidade por suas falhas no cumprimento de suas tarefas.

Intraempreendedorismo

Intraempreendedores são os indivíduos que, em vez de abrirem seus próprios negócios, estimulam a inovação e buscam novas oportunidades dentro de uma organização. São profissionais criativos, visionários, determinados, corajosos, com iniciativa e capacidade de implementar mudanças no ambiente corporativo. Em síntese, são funcionários que, dentro das empresas em que trabalham, agem como se fossem o dono do negócio.

Até recentemente, acreditava-se que o “dom empreendedor” era algo especial que uns recebiam e outros não, uma espécie de herança genética transmitida de pais para filhos. Atualmente essa ideia não é mais defendida por estudiosos do assunto, pois as pesquisas realizadas na área constataram que o empreendedorismo é um fenômeno cultural, ou seja, pode ser aprendido e partilhado por indivíduos de um determinado grupo.

Existe três níveis que podem influenciar uma pessoa a tornar-se empreendedora: primário, secundário e terciário.

O nível primário refere-se às influências recebidas no meio familiar. Geralmente as pessoas consideradas “empreendedoras natas” foram influenciadas por seus familiares empreendedores e, consequentemente, desenvolveram características empreendedoras.

...

Baixar como  txt (6.1 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »