TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ATPS - Estrutura E Análise De Demonstrações Financeiras Etapa 1 E 2

Dissertações: ATPS - Estrutura E Análise De Demonstrações Financeiras Etapa 1 E 2. Pesquise 804.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  31/5/2013  •  2.016 Palavras (9 Páginas)  •  3.055 Visualizações

Página 1 de 9

ETAPA 1 - Estrutura das demonstrações financeiras, Análise Vertical e Horizontal do Balanço Patrimonial e da Demonstração de Resultado do Exercício.

INTRODUÇÃO

O presente estudo tem como finalidade analisar as demonstrações financeiras da Empresa Natura Cosméticos S.A. comparando balanço de 2009 e 2010.

Este desafio dedica-se a elaborar e interpretar os índices financeiros propostos, analisando as contas e envolvendo os métodos de cálculo que consiste em relacionar as contas do balanço, analisando o desempenho econômico-financeiro da empresa.

• PASSO 3

• PASSO 4

Através da comparação dos resultados dos períodos apurados, entre os valores percentuais do ano apresentado e do ano anterior, da análise vertical e horizontal é possível conhecer a situação econômica e financeira da empresa. Esse conhecimento é um importante auxílio na tomada de decisão, permitindo a identificação detalhada de cada conta e uma visão das tendências de cada uma delas. Em 2010 podemos dizer que a empresa teve uma perda em receitas financeiras por ter uma queda de -36,28% nesta conta, porem obteve um crescimento de +21,09% em receita liquida, abatendo todas as contas em sua DRE ainda se sobressai em +8,79% positivamente em seu lucro líquido do exercício.

ETAPA 2 – Técnicas de Análise por Índices

 ÍNDICES DE ESTRUTURA

 Imobilização Técnica

Fórmula: Imobilizado Técnico x 100

Patrimônio Líquido

2009: 492.256 = 43,19%

1.139.822

2010: 560.467 = 44,57%

1.257.502

Em 2009 a empresa tinha 43,19% do seu Capital Próprio investido em Ativo Permanente, ou seja, para cada R$ 1,00 de capital, R$0,43 eram de Ativo Imobilizado.

Já em 2010 tivemos um leve aumento de 1,38 % nos investimentos em Ativo Permanente, observa-se que esse aumento deu-se devido a um aumento do Imobilizado.

 ÍNDICES DE LIQUIDEZ

 Líquidez Seca

Fórmula: Ativo Circulante - Estoques

Passivo Circulante

2009: 1.716.362 – 509.551 = 1.206.811 = 0,98

1.235.350 1.235.350

2010: 1.869.897 – 571.525 = 1.298.372 = 1,09

1.196.459 1.196.459

Para cada R$ 1,00 de dívida à curto prazo os recursos disponíveis são de R$0,98 em 2009, já em 2010 para cada R$ 1,00 de dívida os recursos disponíveis são de R$1,09, houve um aumento na capacidade da empresa. A liquidez seca, leva em consideração todas as contas que podem ser convertidas em dinheiro com relativa facilidade antes do prazo normal.

 Líquidez Corrente

Fórmula: Ativo Circulante

Passivo Circulante

2009: 1.716.362 = 1,39

1.235.350

2010: 1.869.897 = 1,56

1.196.459

Sendo assim, as dívidas à curto prazo estão sendo pagas, pois em 2009 para cada R$ 1,00 de dividas à curto prazo a empresa tinha R$ 1,39 de recursos disponíveis, já em 2010 para cada R$ 1,00 de dívida à curto prazo a empresa tinha R$ 1,56 de recursos disponíveis. Este índice é considerado por muitos como o melhor indicador da capacidade de pagamento da empresa, pois mostra a capacidade de satisfazer suas obrigações à médio prazo de vencimento.

 Líquidez Geral

Fórmula: Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo

Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo

2009: 1.716.362 + 449.860 = 2.166.222 = 1,35

1.235.350 + 366.046 1.601.396

2010: 1.869.897 + 671.434 = 2.541.331 = 1,29

1.196.459 + 767.910 1.964.369

Em 2009 para cada R$ 1,00 de dívida a empresa tinha o valor de R$ 1,35 para paga-la, já em 2010 para cada R$ 1,00 de dívida a empresa passou à ter R$ 1,29 para paga-la, vemos um recuo no poder de pagamento de dívida da empresa. O índice de liquidez geral indica a capacidade de pagamento dos financiamentos e dívidas a longo prazo. O resultado apurado mostra quanto a empresa tem de bens e direitos para cada R$ 1,00 de dívida. Então é melhor quando esse indicador é maior.

 ÍNDICES DE RENTABILIDADE

 Margem Líquida

Fórmula: Lucro Líquido x 100

Vendas

2009: 683.924 = 16.12%

4.242.057

2010: 744.050 = 14.49%

5.136.172

Houve uma queda na representatividade do Lucro Líquido sobre as Vendas, em 2009 o valor foi de 16,12% e em 2010 de 14,49%. Este índice demonstra quanto à empresa obteve de lucro líquido em relação à receita líquida, indicando também a capacidade da empresa em gerar lucro. Conforme o indicador, o resultado sendo maior, melhor pra empresa.

 Lucratividade das

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.8 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com