TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Outro Lado Da Mesa

Exames: O Outro Lado Da Mesa. Pesquise 837.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  17/6/2013  •  818 Palavras (4 Páginas)  •  1.119 Visualizações

Página 1 de 4

Estudo de Caso: Roger Agnelli e a CVRD (Companhia Vale do Rio Doce)

1. A privatização da CVRD foi um processo conturbado. Quais os argumentos utilizados a favor e contra a desestatização dessa organização? Pesquise informações complementares.

Argumentos a favor: a privatização da CVRD deixou de ser cabide de empregos com intenções políticas. Outro aspecto a considerar foi a geração de empregos com aproveitamento de pessoas qualificadas. A expansão da empresa e o aumento da arrecadação de impostos possibilitaram para que o Estado possa utilizar estes recursos no seu desenvolvimento e crescimento econômicos.

Argumento contra: o valor de venda das ações foi incompatível com sua capacidade, sendo que a companhia valia muito mais sendo uma das maiores mineradoras; Não se achava conveniente que empresas estatais que deveriam estar a serviço do desenvolvimento do país, fossem vendidas para companhias privadas. Com a privatização, considerou-se que o país perderia todo o poder sobre suas riquezas e estaria submisso aos interesses privados.

2. Dê exemplos de cada uma das habilidades gerenciais que, segundo Katz, Roger Agnelli demonstrou possuir na condição de administrador do Bradesco e da CVRD.

Habilidades conceituais: tomou a decisão de ocupar o cargo de diretor-administrativo da companhia, acertou nas decisões e estratégias utilizadas.

Habilidades humanas: boa comunicação, facilidade de se relacionar, motivar e influenciar.

Habilidades técnicas: negociador nato, diversificou e expandiu a produção no setor de mineração, internacionalizando a companhia.

3. De que maneira as habilidades gerenciais mencionadas foram se tornando mais ou menos relevantes ao longo do percurso profissional de Roger Agnelli?

No inicio da sua gestão, buscou tornar a companhia mais produtiva e eficiente, acelerando os processos, reorganizando a estrutura, intensificando a comunicação entre setores, adotando uma estratégia simples para que todos entendessem os objetivos a serem seguidos. Utilizou de forma excepcional todas as habilidades, dando importância a todas elas de uma maneira balanceada.

4. Quais os principais problemas com que Agnelli se deparou após a privatização da CVRD?

Agnelli deparou-se com negócios ativos sem ligações com a área de mineração, como, papel e celulose, fertilizantes, navegação e florestas. Uma precária comunicação entre diretores, impedindo a solução imediata de problemas e uma burocrática política interna no qual impedia a tomada de decisões imediata.

5. Roger Agnelli já planejava o futuro da CVRD antes mesmo de assumir sua presidência. Você concorda com essa afirmação?

Sim, concordo. Com a carreira de administrador no Banco Bradescoe sua fluente comunicação, Agnelli expandiu sua rede de relacionamentos interpessoais, aproximando-se de pessoas com influência no mercado. Foi através de um consócio formado pelo Bradesco e a CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) que medidas foram tomadas para tornar a CVRD mais lucrativa e eficiente após a privatização. Isso dependeria de seus novos administradores, entre eles Roger Agnelli que tinha uma visão diferenciada, no qual siderúrgica e mineradora tinham prioridades diferentes. Nesse momento começam

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com