TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Como o assistente social pode ajudar o dependente químico

Seminário: Como o assistente social pode ajudar o dependente químico. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  13/9/2013  •  Seminário  •  485 Palavras (2 Páginas)  •  400 Visualizações

Página 1 de 2

Como o assistente social pode ajudar o dependente químico

Quando falamos em dependência química ou doenças compulsivas, devemos sempre lembrar que trata –se de doenças que envolve todas as pessoas e que são vulneráveis ,ela é multifatorial.

O dependente muitas vezes não tem noção completa da gravidade de seu estado.Por mais que deseje o tratamento, acha que as coisas serão mais fáceis do que imagina.

O dependente sente a necessidade de 'se testar', expondo-se a situações de risco para ver se seu esforço está valendo a pena.

A família deve ajudá-lo estabelecendo com o dependente regras que ajudem afastá-lo da recaída. Todo o tratamento começa com um mapeamento dos fatores e locais de riscos de recaída. A família deve ajudar o dependente a evitar esses locais. Isso não deve ser feito de modo policial.

Trata-se, de chamá-lo à reflexão e a responsabilidade sempre que esse, sem perceber ou se testar se expuser ao risco da recaída.

Porque um individuo busca a drogadição, ou desenvolve algum tipo de compulsão?Existencialmente todos nós temos problemas, e muitas vezes temos necessidade de fugir deles, a droga às vezes é uma forma de fugir, de enfrentar, de conhecer limites,necessidade de aceitação do grupo, dificuldade no relacionamento familiar etc.

Deve-se conhecer com o que estamos lidando, que tipos de drogas existem, qual a ação de cada uma nos indivíduos .

Classificação das drogas que nos ajuda anos localizarmos na questão:

Drogas:

Depressoras do Sistema Nervoso central :

São aquelas que diminuem a atividade do cérebro, fazendo-o funcionar mais lentamente, aparecem sintomas como sonolência,lentidão dos movimentos.

Ex;Ópio, morfina e heroína (no início também estimula)Crack e merla (inicialmente estimuladora em seguida depressora).Álcool, cocaína (no início também estimula).

Estimuladora do Sistema Nervoso Central

Aquelas de excitam a atividade do cérebro, fazendo com que o estado de vigília fique aumentado. A pessoa perde o sono, a fome,aumentando a sua ação motora e podendo em doses elevadas á produzir alucinações e delírios.

Ex.; Café, chás, remédios para emagrecer, cocaína, solventes e inalantes, anfetaminas.

Perturbadoras do Sistema Nervoso Central

São aquelas que produzem mudanças qualitativas no seu funcionamento. Causam alterações mentais que não fazem parte da normalidade.

ex. delírios, ilusões e alucinações, são sub-classificadas em vegetal:maconha e amescalina e as sintéticas o ecstasy e o LSD.

Após as exposições temos que colocar a importância de profissionais, sabermos e identificarmos com o quem estamos lidando, se o dependente esta envolvido numa droga depressora, ou estimulante pesquisar o que esta por trás dessa situação, no seu contexto globalizado(empresa, família, amigos etc.) está influenciando neste individuo, para podermos alerta-lo, ou mesmo intervir junto à situação.

O denominador

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com