TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Lei de Cotas para PCD's

Por:   •  1/3/2019  •  Seminário  •  257 Palavras (2 Páginas)  •  35 Visualizações

Página 1 de 2

Muitas empresas cumprem a lei de cotas por mera obrigação do governo (Ministério do Trabalho). Infelizmente para a aplicação desta lei, existem uma série de implicações que deveriam ser observadas pelas mesmas: Afinal, se um funcionário é deficiente (ou seja, apresenta limitações), como a empresa receberá este funcionário se não houver inclusa nela (na entidade empregadora) um sistema de acessibilidade e comunicação (para o caso dos deficientes auditivos e visuais) eficiente, que venha a atender satisfatóriamente a demanda?!

Por estes motivos, existe uma alta rotatividade de pessoas com deficiência dentro das organizações: Se não há uma estrutura no mínimo básica/satisfatória, como um colaborador (encaixado nos parâmetros descritos) poderá criar um vínculo satisfatório com a corporação?

Vejamos alguns exemplos: Como pessoas com dificuldades na fala e/ou deficientes auditivos poderiam desempenhar bem uma atividade em um determinado setor, se seu gestor/supervisor não for basicamente apto (ou seja, no mínimo não tiver um curso básico de libras) para receber tal funcionário?!

Como funcionários cadeirantes ou com dificuldades de locomoção poderiam circular dentro de uma unidade onde não se tem o mínimo do quesito acessibilidade?!

Ou, ainda, como um deficiente visual (seja total ou parcial) poderia ler documentos, pegar elevadores, atender sua demanda se não tiver condições de produzir/receber documentos em Braille, se não houver sinalização sonora e luminosa (nos casos dos parciais) e sinalização táctil nos pisos?!

São questões como essa que nos fazem refletir se a lei de cotas vale tanto a pena assim, pois afinal, do que vale "obrigar alguém a estudar sem livros" ou "cavar um buraco sem uma pá"?!

...

Baixar como (para membros premium)  txt (1.7 Kb)   pdf (26.4 Kb)   docx (7.2 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com