TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Literatura

Por:   •  8/4/2013  •  867 Palavras (4 Páginas)  •  528 Visualizações

Página 1 de 4

LITERATURA

“A literatura, como toda arte, é uma transformação do real.”

• Primeiras formas utilizadas pelo homem para escrever:

Tabuleta: Madeira coberta de barro ou cera, na qual os signos eram gravados por meio de um processo muito parecido com ao da escultura.

Óstraco: Vem do grego “concha”. Material de escrita constituído por fragmentos de cerâmica ou pedra no qual anotava-se o que não merecia o suporte nobre do papiro.

Papiro: Material largamente usado pelos egípcios, era feito a partir de uma grande erva própria das margens do rio Nilo. Suas compridas folhas eram cortadas em tiras e enroladas. A tinta era colocada no papiro por meio do Cálamo (pedaço de Bambu com um corte no meio).

Pergaminho: Era feito de pele de cabra, ou de outro animal, amolecida em cal, raspada e depois polida. A tinta usada era de cobre.

“A intertextualidade é um elemento presente entre as artes.”

• Elementos do texto literário:

Forma: estrutura do texto (prosa e verso)

Prosa: o texto se divide em parágrafos.

Verso: as linhas são chamadas de versos.

Conteúdo: envolve as ideias do texto.

LINGUAGEM LITERÁRIA

Denotação: considera o significado objetivo da palavra.

Conotação: considera o sentido figurado da palavra.

• Alguns exemplos de figuras de linguagem Figuras de linguagem:

Aliteração: Quando ocorre a repetição da mesma consoante, geralmente em posição inicial da palavra. (Pedro Pedreiro quer voltar atrás,...).

Assonância: Ocorre quando há repetição da mesma vogal ao longo de um verso ou poema. (escura a rua...).

Apóstrofe: Ocorre quando há invocação de uma pessoa ou algo, real ou imaginário. “presente ou ausente”. (Senhor Deus dos desgraçados!).

Anacoluto: Ocorre quando há interrupção do plano sintático com que se inicia a frase, alterando-lhe a sequência lógica. (Esses homens de hoje, não se pode confiar neles).

Antítese: Ocorre quando há aproximação de palavras ou expressões de sentidos opostos. (Onde queres prazer sou o que dói).

• Resumo das Escolas Literárias:

Trovoadismo: (XII a XV). Poemas de amor cavalheiresco, cantigas, novelas de cavalaria.

Quinhentismo/Brasil: (XV a XVI). Literatura informativa, etc.

Arcadismo/Neoclassicismo: (XVIII). Predominância da poesia pastoril.

Romantismo: (XIX). Nacionalismo, Indianismo, Individualismo, Pessimismo, Liberalismo. (prosa e ficção).

Realismo: (XIX). Ênfase nos aspectos sociais, nas narrativas. Descrição do cotidiano.

Naturalismo: (XIX). Romance experimental, relato das patologias sociais.

Parnasianismo: (XIX). Poesia imparcial, contenção lírica, perfeição formal, etc.

Simbolismo: (XIX). Ênfase ao subjetivismo, sinestesia e musicalidade.

Modernismo: (XX). Ruptura com a literatura tradicional.

TROVOADISMO

Foi a primeira escola literária da língua portuguesa, caracterizou-se por sua produção oral associada à música. Assim a poesia não era recitada e sim cantada.

RENASCIMENTO

Esse período literário demonstra uma preocupação em analisar o Homem e a sociedade de forma crítica e consciente. Tem-se, também, o florescimento econômico e social.

CLASSICISMO

Foi a vertente literária do renascimento que já dominava a Europa.

Os valores que entram em voga são: imitação de modelos clássicos, mitologia clássica, antropocentrismo, otimismo, equilíbrio, dentre outros.

QUINENTISMO

Primeiro período literário do Brasil. Predominam as crônicas dos viajantes, relatos dos que passaram por aqui, como Pero Vaz de Caminha, Pero de Magalhães Gândavo, Jean de Léry, Hans Staden.

ROMANTISMO

Foi marcado por forte idealismo,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.6 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com